Fórum promove debates e exibe filmes sobre a educação pública

Educadores, estudantes e agentes culturais discutem o papel do cinema na construção dos programas educacionais

A Prefeitura de Contagem, por meio de suas fundações de Cultura (Fundac) e de Ensino (Funec), promove entre os dias 26 e 28 de outubro, no Centro de Memória do Trabalhador da Indústria de Contagem, o II Fórum de Educação e Cinema de Contagem. Com o objetivo de debater o panorama das artes visuais na formação pedagógica do ensino público, a programação apresenta exibição de filmes e documentários, rodas de conversa e mesas de debates sobre cinema e educação.

A coordenadora do evento, professora Mônica Alves, destaca a importância da integração entre as pastas para a formação dos estudantes. “Pensar em educação é pensar em cultura. As duas áreas sempre dialogaram e trabalharam em conjunto na formação educacional e cidadã. Formatar um plano educacional integrado significa ampliar as bases de conhecimento e formação dos estudantes”, completa.

A abertura do evento aconteceu na tarde de quinta-feira (26) e contou com representantes da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), da Fundação de Cultura (Fundac), da professora Doutora Inês Teixeira e da palestrante Doutora Maria Jaqueline Grammont. A mesa redonda debateu o cinema na sala de aula e contextualizou o cenário atual e os reflexos da construção pedagógica através de discussões sobre filmes exibidos.

Os estudantes da rede pública municipal também participam dos debates e têm a oportunidade de sugerir pautas para integrar a “carta de intenções” que será produzida ao final do evento. No primeiro dia foi exibido o filme “Nunca me sonharam”, documentário de Cacau Rhoden (2017), que trata dos desafios do presente, as expectativas para o futuro e os sonhos de quem vive a realidade do ensino médio nas escolas públicas do Brasil. Na voz de estudantes, gestores, professores e especialistas, ‘Nunca me sonharam’ reflete sobre o valor da educação.

Com número de inscrições esgotadas em três dias, o fórum ainda tem apresentação de trabalhos educacionais como o projeto audiovisual “A escola faz cinema: Experiências com o inventar em Contagem” coordenado pelos professores Alexandre Pimenta e Ana Lúcia Azevedo, que desenvolveram o projeto Inventar com a diferença em Contagem (2016/2017).

A expectativa dos organizadores é que o fórum traga resultados que componham os projetos educacionais futuros e garanta um plano pedagógico amplo e diversificado para o ensino público.

Confira a programação completa aqui.

Reportagem e foto: Marcelo Grillo

Notícias Relacionadas