Estudantes participam de desfile cívico-militar

Fanfarra comandada pelos alunos foi um dos destaques.

Quatrocentos e cinquenta estudantes de 12 escolas municipais participaram do desfile em comemoração aos 195 anos de independência do Brasil. Em Contagem, as comemorações forma antecipadas para que um maior número de corporações militares pudesse participar, já que no dia 7, muitos integrantes das corporações desfilarão na Capital.

A Avenida João César de Oliveira ficou lotada. A história de cada corporação e de cada escola foi informada pela equipe de cerimonial. O 12º Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro abriu o desfile. Também passaram pela João César os pelotões da PMMG, os militares que compõem o 2º Batalhão de Bombeiros Militar, agentes do Sistema Prisional e servidores.

A parada militar também foi abrilhantada pelas motos e viaturas, como carros blindados do exército; viaturas dos bombeiros; da polícia civil e do sistema prisional. De órgãos municipais estiveram presentes viaturas da Transcon, Defesa Civil e do Samu. Quem também chamou a atenção dos populares no desfile foram os pelotões da Guarda Civil de Contagem.

Quem ditou o ritmo foram as bandas da guarda civil, polícia militar e os estudantes que participam do projeto Fanfarra nas Escolas. O aluno Isaac Martins da Silva foi acompanhado da irmã gêmea, Isabela, ambos de 9 anos. Eles tocaram o instrumento surdinho. Segundo Isaac, participar de um evento assim é de grande importância. “Esta é a primeira vez que desfilo. Estou gostando e acho importante participar”. Isaac e Isabela são alunos do 4º ano da Escola Municipal Antônio Augusto Diniz Costa.

O projeto Fanfarra nas Escolas foi criado há 27 anos pelo coordenador o professor Marcos César Martins. A coordenação no desfile ficou por conta dos professores de Arte Miriam Márcia de Oliveira e Everton Ribeiro. Entre os integrantes da fanfarra há também alunos da inclusão, aqueles que possuem algum tipo de deficiência.

Regiane Camila Menezes Costa estava na avenida vendo a filha Maria Cecília desfilar pelo Colégio Tiradentes. Fico orgulhosa do patriotismo da filha. “Quando há desfile, ela levanta cedo e até se maquia. Lá em casa há uma cultura de prestigiar estes desfiles de 7 de setembro”, disse Regiane ao informar que a filha irá desfilar também em BH.

Para o prefeito Alex de Freitas, o desfile militar é um momento que alimenta o sentimento de civismo, mesmo nestes tempos em que o patriotismo e a imagem de muitos políticos está em baixa. “Este é um momento oportuno para o resgate do sentimento de patriotismo e de amor à pátria que todo brasileiro tem no seu íntimo”, disse o prefeito.

O coronel Mauro Lúcio de Moura Alves, que comanda a 2ª Região de Polícia Militar, sediada em Contagem, responsável pelo policiamento em 19 municípios, falou sobre o resgate das manifestações cívicas. “Esta comemoração para quem desfila e para quem assiste é o resgate e o fortalecimento do sentimento de soberania do País e de cidadania da população”, finalizou o coronel Mauro.

Reportagem: Noeme Ramos
Fotos: Luiz Henrique Grossi

Notícias Relacionadas