Educação das Relações Étnico-raciais, Direitos Humanos e Cidadania

20 de novembro, dia de reflexão.

O dia 20 de novembro é o dia da Consciência Negra. A data foi escolhida pelo Movimento Negro em contraposição ao 13 de maio (dia da suposta abolição da escravatura), sendo uma homenagem a Zumbi dos Palmares, que faleceu neste dia há 308 anos. Zumbi foi o líder do Quilombo dos Palmares – que é considerado o maior foco de resistência negra à escravidão no Brasil e que está situado entre os estados de Alagoas e Pernambuco, na Região Nordeste do Brasil. A data foi instituída oficialmente pela Lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011.

Especialmente para a educação, é uma data que precisa ser evidenciada como marco da resistência da população afro-brasileira. A Lei nº 10.639/2003, que institui a obrigatoriedade do ensino da história e culturas africanas nas instituições de ensino da educação básica, também estabelece o dia 20 de Novembro como o dia da Consciência Negra no Calendário Escolar. No município de Contagem, a data é considerada feriado municipal, constante na Lei Municipal nº 4.701, de 16/12/2014. CLIQUE AQUI.

Importante destacar que as ações voltadas para a construção de uma educação antirracista precisam constar ao longo de todo ano no planejamento da escola, sendo o dia 20 de novembro o momento para reflexão e fortalecimento das ações no cotidiano escolar.

É sabido que o racismo no Brasil se perpetua de forma estrutural e institucionalizada. Desconstruir o racismo perpassa por diversas ações e tem centralidade na educação com vistas à promoção da igualdade racial e equidade. É vital realizarmos algumas reflexões:

– A educação das relações étnico-raciais consta de forma explícita no Projeto Político Pedagógico?

– Quantas obras de escritores negros e negras trabalho ao longo do ano?

– Nas aulas de história e Geografia, a África está sendo trabalhada como um continente com história, filosofia e outros saberes que antecedem à colonização?

– Quantas bonecas (os) negros possui na unidade onde atuo como profissional de educação?

– O mural trabalha a diversidade e pluralidade étnica ou as ilustrações ainda prevalecem destacando apenas uma parcela da sociedade?

– Qual o posicionamento tenho frente a questões de racismo e preconceito entre os estudantes e profissionais?

Essas e outras questões precisam ser evidenciadas para que, gradativamente, possamos caminhar para descolonização do pensamento refletindo na construção de uma educação antirracista.

Ter consciência negra significa compreender que somos discriminados duas vezes: uma, porque somos negros, outra, porque somos pobres e, quando mulheres, ainda mais uma vez, por sermos mulheres negras, sujeitas a todas as humilhações da sociedade.

“Ter consciência negra significa, sobretudo, sentir a emoção indescritível, que vem do choque, em nosso peito, da tristeza de tanto sofrer, com o desejo férreo de alcançar a igualdade, para que se faça justiça ao nosso povo, à nossa raça. Ter consciência negra, significa compreender que para ter consciência negra não basta ser negro e até se achar bonito, e sim que, além disso, sinta necessidade de lutar contra as discriminações raciais, sociais e sexuais, onde quer que se manifestem.” (Raimunda Nilma de Melo Bentes, Cedenpa).

Sugestão de atividade para trabalho com os estudantes do Ensino Fundamental

1) Os vídeos abaixo fazem parte da coleção Heróis de Todo Mundo – A Cor da Cultura. Convidamos todos para assistirem aos vídeos e refletirem sobre a participação da população negra em diversos setores.

Vídeo 01: Zumbi dos Palmares (1655-1955) – Heróis de Todo Mundo. CLIQUE AQUI. 

Vídeo 02: Carolina Maria de Jesus (1914- 1977) – Heróis de Todo Mundo. CLIQUE AQUI. 

Vídeo 03: Chiquinha Gonzaga, Francisca Edwiges Neves Gonzaga (1847 – 1935) – Heróis de Todo Mundo. CLIQUE AQUI. 

Vídeo 04: Aleijadinho, Antônio Francisco Lisboa (1730 – 1814) – Heróis de Todo Mundo. CLIQUE AQUI. 

1) Puxando o fio da memória

– Por que dia 20 de novembro foi escolhido como o Dia da Consciência Negra? – Quem foi Zumbi dos Palmares e por que ele é um símbolo tão importante para o povo negro? – O que foram os quilombos?

– Quem foi Carolina Maria de Jesus?

Referências:

A cor da Cultura. Disponível em: <http://www.acordacultura.org.br/artigos/06112013/plano-de-aula-consciencia-negra-ontem-e-hoje> Acesso em: 18 de nov. de 2020.

Origens do 20 de Novembro. Disponível em: <https://www.geledes.org.br/origens-do-vinte-de-novembro/> Acesso em: 19 de nov. de 2020.

O Vinte de Novembro, dia da Consciência Negra. Disponível em: <https://www.geledes.org.br/20-de-novembro-dia-da-consciencia-negra-indicativo-para-professores/> Acesso em: 18 de nov. de 2020.

Notícias Relacionadas