Dia nacional da capoeira é comemorado em escolas municipais

A prática nas escolas promove o desenvolvimento físico e mental.

Considerada como patrimônio cultural imaterial da humanidade, a capoeira mistura esporte, luta, dança, música e brincadeira. De presença marcante na cultura popular brasileira, a prática ganhou destaque no calendário comemorativo nacional. A data fixada para celebrar o dia da capoeira é o dia 3 de agosto.

Por ter um caráter histórico, vinda do continente africano no século XVI, a atividade é bastante explorada nas disciplinas escolares. Os estudos ultrapassaram as barreiras da teoria e hoje, diversas escolas utilizam a capoeira como forma de auxílio no aprendizado. Em Contagem, sete escolas municipais oferecem a capoeira como projeto de extensão.

Na Escola Municipal José Ovídio Guerra, a prática é realizada na quadra. 120 estudantes que fazem parte do projeto Mais Educação. No contra turno eles participam de aulas de reforço de português e matemática e praticam capoeira. Os ensinamentos ficam por conta do mestre Luiz Antônio Soares Chagas. Segundo o mestre, a capoeira trabalha a coordenação motora, aprimora a flexibilidade, equilíbrio e destreza, alivia as tensões do dia a dia, proporciona criatividade e liberdade de movimentos. “A capoeira nas escolas é fundamental para criar boas perspectivas aos estudantes expostos à vulnerabilidade social. É uma atividade benéfica ao corpo e mente. Além disso a arte ensina os alunos como proceder de forma correta na vida”, destaca.

Para o diretor, desde que a capoeira entrou na grade do projeto Mais Educação, o desempenho e o comportamento dos estudantes em sala de aula melhoraram. “O Novo Mais Educação trouxe uma nova cultura para a escola. Essa atividade trouxe respeito, disciplina e bem-estar aos nossos estudantes”, explica o diretor, Celso Eduardo Freire.

Capoeirista há cerca de dois anos, o estudante Caique Miranda Almeida ficou animado em ter a atividade também na escola. Ele afirma que o esporte o ajudou aplicar novas filosofias de paz e aprendizado em sua vida. “A capoeira nos ensina a nos defendermos, mas também ensina a fazer amigos e sermos respeitosos com todos. Eu procuro levar essa forma de pensar na minha vida”, finaliza.

Reportagem: Leonardo Melo
Fotos: Newton de Castro Resende

Notícias Relacionadas