AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO TIREOIDIANA EM ESTUDANTES DE 14 A 18 ANOS

AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO TIREOIDIANA EM ESTUDANTES DE 14 A 18 ANOS, DO ENSINO MÉDIO REGULAR, E SUA POSSÍVEL RELAÇÃO COM O DÉFICIT DE APRENDIZADO

Laura Lima de Oliveira Vargas¹; Reinaldo Nogueira dos Santos2; Thamyris Saboia Braga 3

                                                                           

RESUMO

O objetivo dessa pesquisa científica foi analisar amostras biológicas de adolescentes entre 14 e 18 anos de idade, quanto aos analitos TSH, T4-Livre e Anti-TPO, e relacionar os dados obtidos (análise crítica) com possíveis déficits do rendimento escolar. Os voluntários preencheram um termo de compromisso, que evidenciava a ciência de que os resultados seriam utilizados para pesquisa, além de responder a um questionário que avaliou uma possível presença ou ausência de doenças tireoidianas e afins. Logo após, foi realizada a coleta de amostras de sangue para análise de TSH, T4-Livre e Anti-TPO e, ainda, realizou-se o comparativo externo com o laboratório de apoio do CENTEC (Hermes Pardini), para validação das metodologias aplicadas e maior precisão/exatidão dos resultados. Em relação aos casos confirmados de doenças tireoidianas em adolescentes, houve a conscientização para o encaminhamento para avaliação médica e tratamento. Com os resultados obtidos, pôde-se perceber uma possível relação entre as alterações nos resultados dos exames tireoidianos (TSH, T4-Livre e Anti-TPO) e a falta de cumprimento e dedicação às atividades escolares, podendo estar relacionada a prováveis disfunções na glândula tireoide e a atuação de seus hormônios.

Palavras-chave: Tireoide; Disfunções hormonais; Função tireoidiana em adolescentes.

 

Para acesso ao artigo na íntegra, click no link abaixo:

http://iniciacaocientificafunec.funecriacho.com.br/2020/06/05/avaliacao-da-funcao-tireoidiana-em-estudantes-de-14-a-18-anos-do-ensino-medio-regular-e-sua-possivel-relacao-com-o-deficit-de-aprendizado/

Notícias Relacionadas