Vacinas do Calendário Nacional de Vacinação seguem disponíveis em unidades de saúde de Contagem

Nova campanha do Ministério da Saúde traz histórias reais para alertar sobre importância da vacinação e consequências da não-vacinação. Além das vacinas do Calendário Nacional, vacina contra a Febre Amarela também disponível nas salas de vacina do município

“Porque contra o arrependimento… não existe vacina”. Sob esse mote, o Ministério da Saúde (MS) está promovendo uma campanha publicitária que traz histórias impactantes e reais para alertar a população quanto à importância da manutenção da atualização das vacinas e, também, mostrar as consequências da não-vacinação. As baixas coberturas vacinais encontradas atualmente podem ser perigosas, já que abrem caminho para a reintrodução de doenças já eliminadas no país que podem até matar.

Por isso, os cartões de vacina de crianças e adultos devem estar sempre atualizados, independentemente de campanhas de vacinação: afinal, essa atitude contribui com a saúde da pessoa que fica imunizada e para não deixar que doenças evitáveis com vacinas voltem. E contra o arrependimento… não há vacina!

Em Contagem, todas as vacinas ofertadas no Calendário Nacional de Vacinação (clique AQUI para ver o Calendário) seguem disponíveis nas 52 salas de vacinação do município (clique AQUI para ver os endereços).

De janeiro a setembro de 2018, no município, foram aplicadas 507.721 doses, ao todo, considerando as campanhas contra o Sarampo (em relação à qual o município atingiu a meta de vacinação de 95% das crianças do público-alvo contra o Sarampo e a Poliomielite. Mais de 30 mil crianças foram imunizadas contra essas doenças) e contra a Influenza e, ainda, a vacinação de rotina que acontece nas unidades de saúde durante todo o ano.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), os últimos dois anos (2016 e 2017) registram queda na cobertura vacinal a nível nacional, o que aumenta o risco de reintrodução de doenças já eliminadas ou erradicadas no país, como a Poliomielite, Sarampo e Rubéola – em suas formas mais graves, doenças que podem incapacitar ou até matar. Além disso, ainda segundo o MS, dados preliminares (até agosto de 2018) apontam para uma cobertura vacinal de crianças menores de dois anos em torno de 50% e 70% (o MS preconiza a cobertura acima de 90% ou 95%, a depender da vacina).

Vacina contra a Febre Amarela disponível nas salas de vacina do município

A vacinação contra a Febre Amarela sendo feita em todas as salas de vacina do município, como vem ocorrendo durante o ano inteiro. Desde abril de 2017, o MS adota o esquema de dose única da vacina, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A indicação para a vacinação contra Febre amarela, de acordo com o MS, são as pessoas que têm entre 09 meses e 59 anos de idade que não tenham comprovação de vacinação.

Documento de identificação e cartão de vacinação para avaliação de necessidades individuais de atualização de vacinas

A assessora na Central de Imunização Fernanda Elisa Ferreira de Almeida, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Contagem, reforça que “as pessoas devem procurar por uma unidade de saúde munidas do documento de identidade e o cartão de vacinas, para que os profissionais de saúde avaliem qual a necessidade de vacinação caso a caso. E se o cidadão tiver qualquer tipo de problema de saúde, deve informar ao profissional de saúde”.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

Data: 14/11/2018