Posts com a Tag ‘Secretaria Municipal de Saúde (SMS)’

Contagem celebra um ano do programa Mover – Movimento em favor da vida

Nessa sexta-feira (21), é comemorado, no Brasil, o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. O dia é uma importante oportunidade para refletirmos sobre a importância da inclusão social. Contagem realizou ao longo dessa semana diversas ações em comemoração a data. Entre elas, um ano de sucesso do Programa “Mover – Movimento em favor da vida”.

Aureliano Moisés da Silva, morador do bairro Fonte Grande, região Sede, foi um dos beneficiados com o programa. Há sete anos a vida dele mudou e passou a precisar de uma cadeira de rodas. Porém, sua vontade de viver e seu sorriso no rosto o deixaram mais forte. Em 2017, precisava de uma nova cadeira, foi até a Unidade Básica de Saúde (UBS), próxima a sua casa e solicitou o equipamento.

Para sua grata surpresa e de sua esposa, Aureliano recebeu uma ligação do Centro de Consultas Especializadas Iria Diniz (CCE), informando que ele receberia uma cadeira de rodas motorizada. “Estou muito feliz, devido a envergadura que tenho nas costas, a cadeira de rodas ‘comum’ não de dava estabilidade”, ressaltou Aureliano.

A independência foi outro destaque que ele fez. Após a cadeira motorizada, Aureliano já se deslocou tanto por Contagem que precisou trocar os pneus. “Estou totalmente independente, vou ao Eldorado com muita frequência agora, faço as compras da casa”. Para facilitar as compras, ele adaptou outra cadeira de rodas e criou uma ‘carretinha’ que acopla em sua cadeira motorizada.

A esposa de Aureliano, também, comemora o novo equipamento. Silvana Sônia Nogueira destaca que a região que sentia dores no corpo ao empurrar a cadeira antiga, devido aos morros da região que mora. “Nossa vida mudou 100%”, afirma a esposa.

Programa Mover

O programa criado em 2017, pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, visa zerar a fila de usuários que são beneficiados com uma cadeira de rodas motorizada.

Na oportunidade foram entregues 58 cadeiras, já em 2018, o número chegou a 70. O investimento da Prefeitura de Contagem é de cerca de R$ 600 mil. No total, 128 usuários foram beneficiados.

Os beneficiados pelas cadeiras motorizadas receberam diagnóstico ou fazem no CCE Iria Diniz tratamento de lesão medular, paraplegia (perda de controle e sensibilidade dos membros inferiores), tetraparesia (perda parcial da motricidade nos quatro membros) e distrofia muscular.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 21/09/2018

 

Aos 70 anos, médico atleta é referência no CCE Ressaca

Tem uma frase que muitos usam por aí, “a minha vida dava um livro”. Sem exagero nenhum, a vida de Antônio Teodoro realmente dava um livro. Antônio cresceu um distrito próximo ao município de Biquinhas, a 273 km de Belo Horizonte. Pais analfabetos, ele só a aprendeu a ler com 10 anos, em uma escola comunitária criada por um farmacêutico da cidade. Detalhe, ele andava 16 km diariamente, entre ida e volta, para estudar.

Uma infância difícil não o tirou do caminho de seguir o sonho de ser médico e atualmente ele é referência no Centro de Consultas Especializadas do Ressaca (CCE). Mas, de Biquinhas até a medicina ainda teve um longo percurso. De Biquinhas, Antônio foi para Abaeté, depois Belo Horizonte, trabalhou como faxineiro, se tornou soldado do Corpo de Bombeiros. “Quando eu era criança, adorava cuidar das pessoas e animais, a medicina então estava me chamando”, disse Antônio Teodoro.

E a medicina realmente o chamou, o então soldado Antônio, resolveu fazer um cursinho para tentar vestibular. Ao entrar na sala, se deparou com uma mulher linda. Sentou ao lado dela e fez amizade, ela era nada menos que Hilma Terezinha Nascimento, a Miss Minas Gerais 1972. “Um rapaz se aproximou de mim porque queria conhecer a Hilma, nos tornamos amigos e ele me convenceu a fazer medicina em Montes Claros”, ressaltou Antônio.

A amizade rendeu frutos, ele saiu de Belo Horizonte e foi morar em Montes Claros. Antônio Teodoro foi o primeiro militar a se formar em medicina no Estado. Formado, trabalhou durante um tempo no Odete Valadares, depois Rede Sarah Kubitschek. Em 1993, chegou a Contagem. Já no ano 2000 implementou o tratamento que se tornou referência na Ginecologia, no município.

Desde 2014, Antônio atua como Colposcopista no Centro de Consultas Especializadas do Ressaca (CCE). Ele realiza semanalmente cerca de 15 exames de colposcopia, que é uma técnica diagnóstica médica para avaliar o colo do útero, e os tecidos da vagina e vulva.

O doutor atleta
Além da medicina, Antônio tem outra paixão: a corrida. Aos 53 anos, Antônio comemorou o aniversário correndo 53 km. Atualmente, aos 70 anos, trabalha no Centro de Consultas do Ressaca, ele vai e volta correndo de casa. Morador do bairro Santa Inês, Belo Horizonte, são cerca de 20 km de casa ao trabalho. Essa corrida de casa para o trabalho, e trabalho pra casa é realizada três vezes por semana.

Além disso, Antônio Teodoro é pai de três filhos, avô de sete netos. Sua história encanta a todos do CCE Ressaca, mas o carinho e a dedicação com as pacientes, o torna um dos médicos mais queridos e respeitados de Contagem.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 20/09/2018

Capacitação de conselheiros qualifica atuação do Conselho Municipal de Saúde

Aproximadamente 40 conselheiros de saúde de Contagem, a maioria representantes do segmento usuário, estão participando de curso ofertado pela Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Conselho Municipal de Saúde e a Escola de Saúde Pública de Minas Gerais

Nesta semana, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), oferta, em parceria com o Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Contagem e a Escola de Saúde Pública de Minas Gerais (ESP-MG), o Curso de Qualificação para Conselheiras e Conselheiros de Saúde.

De 17 a 21/9, durante todo o dia, na Faculdade Una Contagem, uma turma de cerca de 40 pessoas – conselheiras e conselheiros municipais de Contagem, majoritariamente integrantes do segmento usuário, e, também, conselheiros locais –, terão a oportunidade de aprender mais sobre aspectos referentes ao controle e à participação social no SUS. A qualificação, que tem carga horária de 40 horas e o objetivo geral de promover a qualificação de conselheiros de Saúde de Contagem, está a cargo da Superintendência de Gestão de Pessoas (Sugesp) da SMS.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Ronaldo Gontijo, ressalta que essa capacitação era uma demanda antiga que foi retomada na atual administração. “É um projeto antigo, que foi retomado nesta gestão. Um desafio: estamos trabalhando nisso desde o ano passado, com discussões e o resgate da parte financeira para financiar o curso à qual tínhamos direito. Com isso, a SMS contratou os serviços da ESP-MG para ofertar essa capacitação. É um curso que busca, sobretudo, capacitar os conselheiros para que sejam ativos e contribuam na discussão das políticas públicas da cidade de forma cada vez mais qualificada. O Conselho é um parceiro da gestão e um órgão com papel deliberativo: os integrantes do Conselho analisam e votam sobre pautas fundamentais, como o orçamento para a saúde e o Plano Municipal de Saúde, e essa capacitação vai favorecer o controle e a participação, pilares importantes do SUS”, afirma Ronaldo Gontijo. Ainda de acordo com o presidente do CMS, o mesmo curso será ofertado no mês de novembro, para outros 40 conselheiros.

A conselheira municipal de Saúde, segmento usuário, e atual primeira secretária da Mesa Diretora, Maria José Pinto, relata que havia um déficit de ações de promoção de capacitação para o controle social que vinha da gestão anterior. Maria José reforça que o Conselho de Saúde é formado por todos os segmentos da sociedade: gestores, trabalhadores e usuários do SUS, e que a qualificação de todos eles é fundamental.

“Na gestão passada, não houve formação para conselheiros, mas essa formação é fundamental para que possamos exercer nosso papel. Neste ano, tivemos que fazer algumas devoluções de verbas ao Ministério da Saúde (MS), como o dinheiro que seria destinado à compra de um carro que ficasse à disposição do Conselho. Isso aconteceu porque os trâmites referentes a essa e outras verbas ficaram parados, e aí o dinheiro teve que ser devolvido. A capacitação dos conselheiros prepara para situações como essa: sem um conhecimento das legislações e formas de participação referentes ao controle social nas políticas públicas de saúde, é difícil saber como se posicionar. Este curso está trabalhando conteúdos básicos, mas muito importantes para a atuação das conselheiras e conselheiros municipais de saúde. E essa formação deve acontecer de forma permanente, porque o Conselho tem eleições a cada dois anos e, nesses períodos, há mudanças na composição do Conselho. Então, esses conteúdos básicos poderão ser novidade para boa parte dos conselheiros eleitos. Isso não só em relação ao segmento de usuários do SUS: também ocorrem mudanças de gestores e, muitas vezes, eles também estarão em um processo de aprendizagem sobre como lidar, por exemplo, com os conselhos locais”, pondera a primeira secretária da Mesa Diretora do CMS.

Ronaldo Gontijo, presidente do CMS, argumenta que a gestão está trabalhando para criar oportunidades de capacitação para os três segmentos. ”Estamos trabalhando isso, para ampliar a oportunidade para todos os conselheiros de contagem, dos três segmentos, inclusive os conselheiros locais, dos conselhos formados nas unidades de saúde, e os conselhos distritais, dos conselhos formados nos distritos sanitários”, explica Gontijo.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Fábio Silva

Data: 20/09/2018

UPA Ressaca recebe obras de reforma

O incômodo é passageiro, mas o benefício mudará o atendimento da UPA Ressaca

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Ressaca desde meados de agosto desse ano passa por reforma.  A UPA é uma das mais movimentadas e importantes de Contagem. Além da Ressaca, atende também a região do Nacional. As duas regionais somam mais de 200 mil moradores. As obras de reforma são um antigo sonho dos moradores.

Serão investidos cerca de R$ 340 mil, com a previsão de entrega para início de 2019. Além de uma nova fachada, será realizada a pintura completa da unidade,  construída uma entrada específica para ambulâncias, reforma do telhado que tanto trazia transtornos em período chuvoso. Uma importante demanda dos usuários será realizada, as acrianças serão separada da ala dos adultos.  Será, ainda, construído um jardim próximo a ala infantil.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Fábio Silva

Data: 19/09/2018

Conheça o Centro de Especialidades Odontológicas de Contagem

CEO realiza atendimentos em periodontia, endodontia, estomatologia, odontopediatria, cirurgia oral menor e, ainda, atendimentos voltados a pacientes com necessidades especiais

O Sistema Único de Saúde (SUS) está organizado em níveis de atenção. Assim, é possível direcionar os atendimentos de acordo com as particularidades de cada demanda, desde as situações mais fáceis de serem resolvidas e de menos urgência àquelas mais complexas e urgentes. Os serviços de saúde bucal do SUS também estão organizados dessa maneira. Na atenção básica, a rede SUS / Contagem conta com 38 pontos de atenção, com 71 cadeiras odontológicas. E na atenção secundária, Contagem dispõe de um Centro de Especialidades Odontológicas, o CEO.

Além de atender a demandas de colocação de prótese, o CEO também realiza atendimentos em periodontia (“tratamento de gengiva”), endodontia (“tratamento de canal”), estomatologia (diagnóstico e tratamento de lesões de boca) e odontopediatria (atendimentos para crianças), bem como realiza cirurgias orais menores (biópsias em geral, tratamentos de nevralgia, extração de siso, procedimentos pré-protéticos e de frenectomias) e presta atendimentos a pacientes com necessidades especiais.

O acesso às consultas especializadas no CEO se dá a partir das Unidades Básicas de Saúde (UBS). “Existem critérios para esses encaminhamentos e todos devem ser feitos por dentistas da atenção básica, após o término do tratamento disponível neste nível. Então, o agendamento da primeira consulta com o especialista é feito por meio do SISREG, mas as consultas de retorno são agendadas diretamente no CEO”, explica a dentista Mariana Pompeu, uma das referências técnicas (RT) do Núcleo de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). “Também é importante dizer que, neste ano, a SMS iniciou um convênio com a FHEMIG para residência em Cirurgia Bucomaxilofacial. Às sextas-feiras, dois residentes em odontologia do Hospital João XXIII atendem no CEO”, completa a também RT de Saúde Bucal da SMS, a dentista Ângela Regina Rinco Fontoura.

O gestor da Atenção Especializada em Odontologia da SMS, Paulo Henrique de Almeida Fonseca, ressalta que o CEO oferta procedimentos odontopediátricos de frenectomia lingual, também conhecidos como “operação para tratar língua presa”, em sistema de “fila zero”: “Assim que a atenção básica acolhe esses casos, já faz o encaminhamento para o CEO, sem necessidade de o usuário aguardar em uma fila de espera”, atesta o gestor.

Sucesso

O casal Devair Soares e Lucinéia Ferreira esteve no CEO na manhã desta quarta-feira (19). Eles trouxeram a filha Sara Gabriela, criança de 11 anos que possui necessidades especiais, para um procedimento de limpeza de dentes. Na sala de espera, apreensão: Lucinéia, mãe de Sara, revela que aquela seria a terceira vez que tentariam com que Sara consentisse com o procedimento. “Ela não deixa nem pegar na boca dela direito”, diz a mãe.

Chega a vez da menina, que tem o nome anunciado pela equipe. Seguem para o consultório Sara, Lucinéia e Ana, a irmãzinha de Sara, que acompanhava a tudo. O pai aguarda na antessala. Após algum tempo, a volta da família com um sorriso no rosto dá pistas do que aconteceu: deu certo! “Tinha muitos anos que estávamos tentando e não conseguíamos que ela permitisse. Aqui, ela conseguiu. A dentista foi maravilhosa, muito atenciosa e paciente. Nem sabíamos que esse lugar existia”, afirmou Lucinéia.

A dentista que realizou o procedimento em Sara Gabriele é Fúlvia Dias. Ela reforça a importância da participação dos familiares em atendimentos desse tipo: “Os pais e/ou acompanhantes são muito importantes para ajudar a tranquilizar os pacientes e, também, para contê-los, se necessário. Para os casos em que isso não é possível, e são poucos esses casos, os pacientes são encaminhados para o Hospital Municipal de Contagem (HMC)”, esclarece a dentista.

E a pequena Ana, de apenas cinco anos, irmã de Sara? Ah, sim: ela ganhou de lembrança um par de luvas cirúrgicas da equipe de profissionais do CEO e, de tão empolgada que ficou com a experiência de acompanhar a irmã ao dentista, junto à família, decidiu-se: “Quando eu crescer, eu quero ser dentista”.

CEO em números

O Centro de Especialidades Odontológicas está estruturado com cinco consultórios dentários. Onze dentistas especialistas realizam os atendimentos à população, juntamente com dois técnicos de raio X, cinco auxiliares em saúde bucal, dois funcionários administrativos e um auxiliar de serviços gerais. O CEO está localizado à rua Francisco Miguel, nº 185, no Centro de Contagem.

De janeiro a agosto de 2018, o CEU ofertou 275 próteses e realizou milhares de atendimentos, como:

  • 1.928 primeiras consultas
  • 4.200 consultas totais
  • 1.144 radiografias dentárias
  •  486 cirurgias orais menores
  • 7 diagnósticos de carcinoma de boca (câncer)
  • 56 biópsias

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Fábio Silva

Data: 19/09/2018

Vem aí a Campanha de Vacinação Antirrábica

Cachorros e gatos poderão ser vacinados em um dos 138 postos de vacinação espalhados por toda a cidade

Atenção, você que tem um animal de estimação: no próximo sábado, dia 22/9, das 9h às 17h, tem vacinação contra a raiva em cães e gatos em Contagem. A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria /Municipal de Saúde (SMS), está preparada para vacinar até 70 mil animais, entre cães e gatos. Haverá 138 postos de vacinação espalhados por todos os oito distritos sanitários da cidade (clique AQUI para ver os endereços). A vacinação é gratuita. A Campanha Nacional Antirrábica ocorre anualmente, geralmente no mês de setembro.

De acordo com o diretor de Vigilância e Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), José Renato de Rezende Costa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) a raiva está erradicada há alguns anos, mas isso não é motivo para esquecer da prevenção. “É muito importante que todas as pessoas vacinem seus animais de estimação. Temos encontrado morcegos com resultado positivo para a raiva, e se um cachorro ou gato não vacinado tiver contato com algum morcego contaminado com a raiva, pode vir a se contaminar”, alerta José Renato, que é médico veterinário.

A raiva é uma doença causada por um vírus transmitida de animais para o homem. A transmissão ocorre por causa do contato com a saliva dos animais infectados, principalmente por meio das mordidas dos animais infectados, e também por causa de arranhões ou até lambidas.

Prevenção

A vacinação antirrábica de cães e gatos é a principal forma de prevenção contra a raiva, mas não é a única: é preciso também tomar cuidado com morcegos, mamíferos voadores que podem ir ao chão quando estão doentes e acabar transmitindo a raiva para os animais de estimação.

Embora a transmissão de raiva ocorra geralmente nos locais em que a doença é endêmica, ou seja, esteja restrita a determinada região geográfica, a causa da maioria dos casos relatados está relacionada à mordida de morcegos. É que, se o espécime estiver contaminado pela raiva, pode vir a contaminar outros animais, como cachorros e gatos, que por sua vez podem transmitir a doença para seres humanos.

“É preciso evitar tocar morcegos e animais silvestres em geral. Se acontecer de um morcego entrar em alguma casa e não conseguir sair, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado, para que o morcego seja capturado e encaminhado para o CCZ, para ser observado. Isso vale também para morcegos encontrados mortos. Mas é preciso ter em mente que os morcegos são muito importantes para a reprodução de inúmeras plantas e árvores. Não se deve caçar ou matar morcegos”, orienta José Renato.

Serviço

Vacinação antirrábica de cães e gatos
Data: próximo sábado, dia 22/9
Horário: das 9h às 17h
Locais: clique AQUI e veja a lista com os endereços dos postos de vacinação contra a raiva

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

Data: 18/09/2018

CCE Ressaca é referência no tratamento de complicações de Hanseníase

O usuário que esteja com suspeita da doença deverá se encaminhar a Unidade Básica de Saúde (UBS). Caso haja confirmação e agravamento da doença, o médico encaminha para o CCE Ressaca

Você sabia que em Contagem tem uma unidade que é referência no tratamento de complicações de hanseníase? Trata-se do Centro de Consultas Especializadas do Ressaca (CCE). Cerca de 20 pessoas mensalmente recebem o tratamento na unidade.  O usuário que esteja com suspeita da doença deverá se encaminhar a Unidade Básica de Saúde (UBS). Caso haja confirmação e agravamento da doença, o médico encaminha para o CCE Ressaca.

Após o desativamento de um ambulatório destinado ao tratamento das complicações da doença no CCE Iria Diniz, os usuários eram obrigados a recorrer a outros municípios. O governo Alex de Freitas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, implantou, desde o final de 2017, um setor que rapidamente se tornou referência pela qualidade e eficácia no tratamento.

A responsável pelo setor é a dermatologista, Tissiani Bastista. Ela destaca que a hanseníase é uma doença crônica, infectocontagiosa, cujo agente etiológico é o  Mycobacterium leprae (M. Leprae).  A doença acomete principalmente pele e nervos periféricos podendo levar a sérias incapacidades físicas.

Essa doença pode acometer pessoas de ambos os sexos e qualquer idade. Entretanto, é necessário um longo período de exposição e apenas uma pequena parcela da população infectada adoece. “Esse bacilo tem a capacidade de infectar grande número de indivíduos, no entanto, poucos adoecem”, destacou Tissiani.

Tissiani Batista ainda ressalta que é uma doença tratável e curável. “A cura depende do paciente, tem que seguir a risca o tratamento e tomar os remédios corretamente, caso contrário a doença pode voltar”, concluiu a dermatologista.

Causas e Contágios

Ambientes sujos, quentes e úmidos são ideais para a sobrevivência do bacilo de Hansen, que penetra no organismo por meio das vias respiratórias e se instala nos nervos periféricos e na pele.

É sabido que a susceptibilidade ao M. Leprae possui influência genética somente os doentes com lesões em atividade podem transmitir a doença. Para tanto, é necessário um contato direto e prolongado com a pessoa infectada.

Os principais sintomas, em ordem de aparecimento são:

  • Pele: manchas avermelhadas ou esbranquiçadas e regiões “anestesiadas”; perda de pelos nas regiões afetadas, caroços ou nódulos, dores, cãibras e formigamento de mãos e pés;
  • Nervos: perda de movimento de pés e mãos, diminuição da força muscular, ressecamento dos olhos, atrofia dos dedos;
  • Entupimento do nariz, com sangue e feridas;
  • Redução da sensação de frio, calor e tato;
  • Partes do corpo adormecidas.
 
Repórter: Lucas Santos
Foto: Adélcio Ramos Barbosa
Data: 18/09/2018

Unidade de Vigilância de Zoonoses de Contagem é a maior do Estado

A unidade reformada, antes denominada Centro de Controle de Zoonoses, irá possibilitar a implantação ou aprofundamento de pesquisas voltadas para a zoonose

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, reinaugurou nessa segunda-feira (17), a Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses – Dona Celina Pinto Pinheiro. A unidade, antes denominada Centro de Controle de Zoonoses, irá possibilitar a implantação ou aprofundamento de pesquisas voltadas para a zoonose. Além de ser um espaço para investir em ações de vacinação permanente de cães e gatos, controle das populações, programas de posse responsável e adoção de animais.

A obra de reforma é uma demanda antiga dos servidores e dos usuários. Cerca de R$ 1,4 milhão foram investidos para a modernização da unidade. Segundo o secretário de Saúde, Cléber de Faria Silva, a gestão dá mais um passo para a reestruturação da Saúde no município. “Contagem entrega aos moradores e servidores a maior Unidade de Vigilância em Zoonoses do Estado”.

Cléber de Faria Silva destaca ainda os investimentos do governo Alex de Freitas. Ele ressalta que Contagem está na contramão do Estado e País. “Enquanto outras cidades e até estados fecham unidades de saúde, Contagem só aumenta os investimentos. Nos próximos dias vamos entregar oito unidades de saúdes, entre reformas e inaugurações”.

Unidade de Vigilância em Zoonoses

O antigo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) foi inaugurado em abril de 2008 respeitando as normas do Plano Arquitetônico do Manual da FUNASA-MS.  “Em 2008, tive a oportunidade de acompanhar e fiscalizar toda obra de construção do CCZ,  é um orgulho poder agora participar desse momento em que Contagem receber a maior Unidade de Vigilância em Zoonoses, do Estado de Minas Gerais”, destacou o diretor de Vigilância e Controle de Zoonoses, José Renato de Rezende Costa.

Com a reforma a Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVZ) segue um novo conceito de equipamento de Saúde.  Além disso, por meio de convênios estabelecidos com as Universidades (PUC Betim e Newton de Paiva), a UVZ poderá ofertar estágios e disponibilizar espaço para que as universidades possam desenvolver trabalhos científicos. A Prefeitura de Contagem irá capacitar  todos os servidores da Saúde envolvidos na Vigilância e Controle de Zoonoses e estágios supervisionados.

Confira as novidades da nova Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses:

  • Centralização de todos os Médicos Veterinários como referências municipais para os programas de importância para a Saúde da População (Dengue, Zica, Chikungunya, Febre Amarela, Febre Maculosa, Esporotricose, Leishmanioses (LV), Leptospirose, Raiva entre outras);
  • Laboratório de Diagnóstico da Leishmaniose (funcionando na sua plenitude);
  • Laboratório de entomologia (Ovitrampas);
  • Aumento das cirurgias de castração de cães e gatos gratuitamente, de segunda a sexta-feira;
  • Gatos separados do canis, para maior conforto e melhor manejo dos animais;
  • Posto fixo de vacinação contra raiva;
  • Disponibilização de cães e gatos para adoção;
  • Coleta de sangue para diagnóstico da LV e da esporotricose;
  • Sala de manipulação de animais suspeitos de esporotricose separada das demais áreas;
  • Almoxarifado de campanha, com toda a estrutura adequada para tal;
  • Reforma e ampliação dos vestiários masculino e feminino dos trabalhadores;
  • Canis ampliados e separados por categorias (maternidades, recuperação, coletivos, animais bravios e suspeitos de zoonoses);
  • Área de lazer e manutenção externa de cães que lá permanecem;
  • Desenvolvimento de parcerias com ONG’s e sociedade civil;
  • Gestão eficiente e participativa com todos os funcionários.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 17/09/2018

Contagem entrega um novo conceito de Vigilância de Zoonoses

A obra é uma demanda antiga dos moradores e dos usuários. Cerca de R$ 1,4 milhão foram investidos na reforma.

Como parte das ações de investimento na Saúde, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, entrega nessa segunda-feira (17), a Reforma e Ampliação da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ).  A obra é uma demanda antiga dos moradores e dos usuários. Cerca de R$ 1,4 milhão foram investidos na reforma.

Segundo o diretor de Vigilância em Zoonoses, José  Renato de Rezende Costa, a  “ampliação e reforma da unidade trará um melhor atendimento para a população de Contagem, com uma estrutura mais moderna respeitando o direito e bem-estar dos animais que por lá permanecem”.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) foi inaugurado em abril de 2008 respeitando-se às normas do Plano Arquitetônico do Manual da FUNASA-MS.  Com a reforma a unidade segue um novo conceito de equipamento de Saúde, o CCZ passa-se a chamar de Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVZ).

Além disso, por meio de convênios estabelecidos com as Universidades (PUC Betim e Newton de Paiva), a UVZ poderá ofertar estágios e disponibilizar espaço para que as universidades possam desenvolver trabalhos científicos. A Prefeitura de Contagem irá capacitar  todos os servidores da saúde envolvidos na Vigilância e Controle de Zoonoses e estágios supervisionados.

Entrega da Reforma e Ampliação da Unidade de Vigilância de Zoonoses
Data: 17/09 (segunda-feira)
Horário: 9h30
Endereço: Avenida João César de Oliveira,  4.665 – Cinco

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 14/09/2018

Secretaria de Saúde capacita conselheiros e servidores

O curso foi realizado em parceria com a Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG)

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, lançou nessa quinta-feira (13) a Capacitação de Conselheiros Atores em Educação Permanente e Controle Social no SUS Contagem. O curso realizado em parceria com a Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG).

O objetivo deste projeto é discutir sobre os processos de gestão do SUS. O evento contou com a presença de cerca de 80 pessoas, entre servidores e conselheiros de saúde. A subsecretária de Assistência à Saúde, Kênia Silveira Carvalho, destacou que uma das prioridades da gestão do prefeito Alex de Freitas é o investimento na capacitação dos servidores.

Kênia Carvalho destaca a importância da parceria com a Escola de Saúde Pública. “Esse é mais um grande projeto voltado para a capacitação que não envolve somente os conselheiros de saúde, mas os servidores também participam”.

A diretora da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais, Lenira Maia destaca que a capacitação tem o objetivo de fortalecer o controle e participação pessoal. “As ações do SUS só farão sentido se construirmos juntos”.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Contagem, Ronaldo Gontijo, reforça a participação tanto dos conselheiros, que representam a população, quanto dos servidores. “O pilar para a construção do SUS ao longo de sua criação é a participação popular”, destaca Ronaldo.

Capacitação
O projeto é composto por quatro ações educativas a serem realizadas ao longo do segundo semestre de 2018 e primeiro semestre de 2019. O gestor, trabalhador, usuário ou liderança comunitária interessada em participar da capacitação deverá entrar em contato com o Conselho Municipal de Saúde pelo telefone: (31) 3472-6260

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Fábio Silva

Data: 14/09/2018