Posts com a Tag ‘Secretaria Municipal de Saúde (SMS)’

Vacinas do Calendário Nacional de Vacinação seguem disponíveis em unidades de saúde de Contagem

Nova campanha do Ministério da Saúde traz histórias reais para alertar sobre importância da vacinação e consequências da não-vacinação. Além das vacinas do Calendário Nacional, vacina contra a Febre Amarela também disponível nas salas de vacina do município

“Porque contra o arrependimento… não existe vacina”. Sob esse mote, o Ministério da Saúde (MS) está promovendo uma campanha publicitária que traz histórias impactantes e reais para alertar a população quanto à importância da manutenção da atualização das vacinas e, também, mostrar as consequências da não-vacinação. As baixas coberturas vacinais encontradas atualmente podem ser perigosas, já que abrem caminho para a reintrodução de doenças já eliminadas no país que podem até matar.

Por isso, os cartões de vacina de crianças e adultos devem estar sempre atualizados, independentemente de campanhas de vacinação: afinal, essa atitude contribui com a saúde da pessoa que fica imunizada e para não deixar que doenças evitáveis com vacinas voltem. E contra o arrependimento… não há vacina!

Em Contagem, todas as vacinas ofertadas no Calendário Nacional de Vacinação (clique AQUI para ver o Calendário) seguem disponíveis nas 52 salas de vacinação do município (clique AQUI para ver os endereços).

De janeiro a setembro de 2018, no município, foram aplicadas 507.721 doses, ao todo, considerando as campanhas contra o Sarampo (em relação à qual o município atingiu a meta de vacinação de 95% das crianças do público-alvo contra o Sarampo e a Poliomielite. Mais de 30 mil crianças foram imunizadas contra essas doenças) e contra a Influenza e, ainda, a vacinação de rotina que acontece nas unidades de saúde durante todo o ano.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), os últimos dois anos (2016 e 2017) registram queda na cobertura vacinal a nível nacional, o que aumenta o risco de reintrodução de doenças já eliminadas ou erradicadas no país, como a Poliomielite, Sarampo e Rubéola – em suas formas mais graves, doenças que podem incapacitar ou até matar. Além disso, ainda segundo o MS, dados preliminares (até agosto de 2018) apontam para uma cobertura vacinal de crianças menores de dois anos em torno de 50% e 70% (o MS preconiza a cobertura acima de 90% ou 95%, a depender da vacina).

Vacina contra a Febre Amarela disponível nas salas de vacina do município

A vacinação contra a Febre Amarela sendo feita em todas as salas de vacina do município, como vem ocorrendo durante o ano inteiro. Desde abril de 2017, o MS adota o esquema de dose única da vacina, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A indicação para a vacinação contra Febre amarela, de acordo com o MS, são as pessoas que têm entre 09 meses e 59 anos de idade que não tenham comprovação de vacinação.

Documento de identificação e cartão de vacinação para avaliação de necessidades individuais de atualização de vacinas

A assessora na Central de Imunização Fernanda Elisa Ferreira de Almeida, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Contagem, reforça que “as pessoas devem procurar por uma unidade de saúde munidas do documento de identidade e o cartão de vacinas, para que os profissionais de saúde avaliem qual a necessidade de vacinação caso a caso. E se o cidadão tiver qualquer tipo de problema de saúde, deve informar ao profissional de saúde”.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

Data: 14/11/2018

Projeto Violino por todo Canto leva música clássica para as unidades de saúde

A ação tem o objetivo de levar a música clássica às unidades de saúde e promover bem-estar aos usuários

A Prefeitura de Contagem, por meio das secretarias municipais de Saúde e de Cultura, Esporte e Juventude, promoveram na manhã desta quarta-feira (14), na Unidade Básica de Saúde (UBS) Praia, na Regional Sede, a primeira apresentação do projeto Violino por todo Canto. A ação tem o objetivo de levar a música clássica às unidades de saúde e promover bem-estar aos usuários.

A diretora do Distrito Sede, Aparecida Roberto Santana, relata que é uma grande oportunidade agregar música e promoção à saúde, principalmente em uma unidade onde inclui ramificações das áreas de saúde, como a saúde mental. “A música move os nossos sentimentos, trazendo tranquilidade e passividade ao nosso dia a dia”, declara.

Segundo Aparecida, ela pretende abranger as demais unidades de saúde para que os usuários e profissionais de saúde possam usufruir desse benefício que iniciou de forma aceitável na unidade básica.

O idealizador do Projeto Violino por todo Canto Breno Warley diz que a intenção de levar música clássica para as unidades básicas é uma maneira de amenizar o sofrimento de estar no ambiente hospitalar e proporcionar o contato cultural com a música. “ A música é capaz de reverberar e transpassar as janelas da alma”, concluiu.

Ainda participaram do evento, alunos da primeira turma de Medicina da PUC- Contagem, que estavam ministrando palestra para gestantes no momento e puderam contemplar o momento com total conforto e sonoridade.

Confira abaixo as próximas apresentações do Projeto Violino por todo Canto:

 – 21/11 – UBS Petrolândia
Rua Cubatão, 263
– 28/11 – UBS Monte Castelo
Rua Orenoco, 457 – Novo Riacho
– 05/12 – UBS Eldorado
Av. João César de Oliveira, 2889

 

Repórter: Jaiderson Henrique(sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 14/11/2018

Natal da Saúde aquece os corações de crianças e adultos

Pela segunda vez consecutiva, os servidores da Secretaria de Saúde (SMS)
 tomados pelo espírito natalino, realizaram uma grande ação. Em parceria com a Associação Elos do Bem, 24 crianças da Escola Municipal Solar Rubi tiveram suas cartinhas de natal adotadas.

 Os pequenos, entre sete e oito anos, que  são da turminha do 2º ano, terão um natal mais bondoso em 2018. Além da Saúde, servidores da Secretaria de Comunicação, também, participaram da ação.

Segundo relações públicas da Secretaria de Saúde, e coordenadora da ação, Rúbia Mageste, a ação já está se tornando um marco na secretaria. “Os servidores já abraçaram essa ação, ano passado adotamos as cartinhas do Novo Céu, esse ano, fizemos essa parceria com o Elos do Bem. Não tem recompensa maior que ver o sorriso de uma criança”, concluiu.

A cerimonialista  da SMS, Tina Diniz, destacou que além de ser uma ação altruísta, fortalece os laços entre os servidores. “É muito bonito poder ver o envolvimento dos servidores, o carinho que eles tem por essa ação. As cartinhas são presentes tanto para as crianças quanto para nós que adotamos”, destacou Tina.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Fábio Silva

Data: 14/11/2018

Centro Materno Infantil também participa do Novembro Azul

O Novembro Azul é uma campanha para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata

 

Assim como cada mês do ano tem uma comemoração voltada para a saúde, em novembro não será diferente. O Novembro Azul é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Foi em prol dessa campanha que o Centro Materno Infantil (CMI) está promovendo durante todo o mês de novembro uma homenagem e também um lembrete aos pais, visitantes e profissionais que utilizam e trabalham no Alojamento Conjunto.

“Buscamos conscientizar o público masculino que temos na maternidade, que são pais, avós e tios que vêm visitar os bebes, e também os profissionais que trabalham no setor. O novembro azul é tão importante quanto ao outubro rosa, que foi  voltado para prevenção ao câncer de mama.”, disse a assistente social do Centro Materno Infantil, Érica Fernanda Elias Santana.

O Alojamento Conjunto é um local com 61 leitos destinado para as mães ficarem com o filho após saírem da sala de parto, e também, para gestante que necessita de um cuidado mais próximo antes do parto. No alojamento, os pais também ficam de acompanhantes, por isso a campanha do novembro azul está sendo feita nesse setor.

 

Repórter: Nelson Augusto

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 06/11/2018

Aumento de postos de coleta e diminuição de reclamações nos serviços de análises clínicas da rede SUS/Contagem

Com a implantação de um posto volante de coleta no distrito Vargem das Flores, rede SUS/Contagem passa a ser composta por 17 postos de coleta no âmbito da Atenção Básica, cinco a mais do que em 2017, e por 24 postos de coleta, considerando toda a rede.

 

Em janeiro de 2017, havia diversas reclamações de usuários da rede SUS/Contagem relativas ao prestador de análises clínicas de então, o Labclim. À ocasião, o município contava com 12 postos de coletas distribuídos entre os oito distritos sanitários da cidade, e também com postos de coleta nas cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e um no Hospital Municipal de Contagem (HMC). A substituição desse prestador era uma das prioridades da gestão naqueles primeiros meses de governo: entre os problemas encontrados na área da saúde, as reclamações relativas à prestação dos serviços de análises clínicas, que incluíam atrasos na entrega dos exames e resultados errôneos, eram uma das principais queixas da população.

Foi então que, em julho de 2017, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), contratou um novo prestador de análises clínicas, o grupo Santa Casa. Progressivamente, foram sendo incorporados mais postos de coleta à rede, de forma que, no primeiro semestre de 2018, a rede passou a ser composta por 16 postos no âmbito da Atenção Básica, espalhados por todos os oito distritos sanitários.

Já no segundo semestre deste ano, desde o dia 31 de outubro, a atual gestão implantou mais um posto de coleta: trata-se do posto de coleta volante do distrito Vargem das Flores. Agora, a rede SUS/Contagem passa a ser composta por esses 17 pontos de coleta e mais um posto de coleta em cada Unidade de Pronto Atendimento (UPA), um no Hospital Municipal de Contagem (HMC) e um no Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz, totalizando 24 postos de coleta na rede.

Na atual gestão, também passou a ser possível aos usuários acessar resultados de exames laboratoriais pela internet, através de link disponibilizado no Portal da Prefeitura (o link é este AQUI ). Essa possibilidade está vigente desde outubro de 2017. Ao fazer a coleta, o usuário recebe um protocolo, com senha e login, para ter acesso online a todos os seus resultados. Resultados de exames como hemograma, glicose, PCR, colesterol total e frações, triglicérides, creatinina, ureia, potássio e sódio são disponibilizados em até 72 horas.

Já a entrega física dos resultados ficou mais segura e organizada: em vez de os resultados serem enviados a toda a rede, o que causava riscos de extravio e tornava mais difíceis processos de trabalho, a entrega passou a ser feita no posto onde a coleta foi feita. Atualmente, os resultados podem ser retirados em qualquer posto de coleta do município, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, na data indicada no protocolo.

Com todas essas melhorias, a quantidade de reclamações quanto aos serviços de análises clínicas caiu drasticamente: se em setembro de 2017 a Ouvidoria SUS Contagem registrou 144 reclamações relativas a análises clínicas, nos últimos seis meses a Ouvidoria vem registrando uma média de três a quatro reclamações mensais referentes a esses serviços.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

Data: 07/11/2018

Contagem inaugura Centro de Referência para pessoas com deficiência

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Munipal de Saúde, firmou uma parceria com Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), de Belo Horizonte, para administração do CER IV

O dicionário define inclusão como ato de integração plena de pessoas com necessidades especiais em todos os tipos de atividades. Contagem é referência no estado na implementação políticas públicas de inserção social. Nessa segunda-feira (5), o município cruzou mais uma barreira a favor da inclusão. O prefeito Alex de Freitas entregou o que há de mais moderno em tratamento e diagnóstico para pessoas com deficiência.

Localizado no bairro Europa, na Regional Sede, o Centro Especializado em Reabilitação tipo IV (CER IV), tem a previsão de atender cerca de 700 pessoas por mês. O Centro Especializado em Reabilitação é incluído na categoria IV, por atender quatro tipos de deficiência: física, visual, intelectual e auditiva.

O prefeito Alex de Freitas destacou que Contagem fez uma escolha ao inaugurar o CER IV elegendo a saúde como prioridade. Ele destacou que mesmo em um momento de crise que o país tem passado a cidade não deixou de investir na saúde. “O estado de uma dívida de mais R$ 150 milhões com Contagem. Enquanto outras cidades fecham unidades de saúde, Contagem entrega mais essa importante”.

O valor total do investimento chega a R$ 7,68 milhões, sendo aproximadamente R$ 7,1 milhões investidos no CER IV e R$ 570 mil na Oficina Ortopédica. Contagem entrou com cerca de R$ 3 milhões para conclusão da obra.

As equipes são formadas por profissionais como psiquiatra, ortopedista, otorrinolaringologista, neurologista, fisioterapeuta, terapeuta Ocupacional, nutricionista, psicólogo, assistente Social, fonoaudiólogo, entre outros. “É um projeto de alto impacto social”, destacou o presidente do Conselho de Saúde de Contagem, Ronaldo Gontijo.

Oficina Ortopédica

O secretário municipal de Saúde, Cleber de Faria Silva, destaca que o CER IV implantado em Contagem é o mais completo do Estado. “Em Contagem temos um diferencial em relação aos outros centros do estado. Temos uma oficina ortopédica moderna construída para confecção de órteses e próteses dos usuários assistidos”

Além de Contagem, somente Diamantina e Três Corações possuem uma unidade do Centro Especializado de Reabilitação, em Minas Gerais. Cleber destacou ainda a importância do Centro. “O governo Alex de Freitas trata a saúde de forma humanizada, não apenas como gestão, mas com sensibilidade que a área merece”.

APAE

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Munipal de Saúde, firmou uma parceria com Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), de Belo Horizonte, para administração do CER IV. O centro será gerido por profissionais da Saúde de Contagem em conjunto com uma equipe da Apae.

A presidente da Apae –BH, Judith Maria, destacou importância desse projeto para o município. “Nós da Apae temos o compromisso de fazer diferente para fazermos a diferença. E com toda certeza faremos a diferença em Contagem”.

Profissionais da Secretaria de Saúde passarão por um treinamento na sede da Apae – BH. Após a capacitação o CER IV, a previsão que o centro entre em funcionamento em 19 de novembro.

A Apae-BH – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Belo Horizonte foi fundada em 15 de abril de 1961 e já atendeu ao longo de sua existência cerca de 100 mil pessoas com deficiência intelectual e múltipla e suas famílias em algum momento de suas vidas.

Inacabada

Em 25 de agosto de 2015, a gestão anterior assinou a ordem de serviço para construção do CER IV. A obra teve início imediato, com a previsão de entrega para 15 de junho de 2016. No final de 2016, o prédio foi inaugurado, com obras inacabadas, sem luz e equipamentos.

A gestão do prefeito Alex de Freitas e do vice William Barreiro retornou as obras imediatamente. A partir de então, foram feitas as intervenções para readequação do espaço.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Cassio Matias e Adelcio Ramos Barbosa

Data: 06/11/2018

Natal Solidário da Saúde 2018

Faça uma criança sorrir neste natal

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em parceria com o projeto Elos do Bem, promove neste mês de novembro, o Natal Solidário da Saúde.  O intuito da ação é levar esperança, amor e carinho às crianças do projeto.

Seja um incentivador e faça uma criança sorrir neste natal. Busque uma cartinha na Assessoria de Comunicação e presenteie uma criança! A entrega dos presentes será até o dia 14 de novembro.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone: (31)3472-6257.

 

Repórter: Ágatha Dumont (sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Divulgação

Data: 05/11/2018

Inauguração do Centro de Reabilitação de Contagem é segunda-feira (5)

CER IV do município ofertará assistência em quatro tipos de reabilitação e contará com Oficina Ortopédica para confecção de próteses e órteses para usuários atendidos. Investimento total chega aos R$ 7,6 milhões. Equipamento poderá atender a uma média mensal de 700 pacientes

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realiza a solenidade de Inauguração do Centro Especializado em Reabilitação Antônio de Oliveira – CER IV e Oficina Ortopédica na próxima segunda-feira, dia 5/11, às 9h30. Estarão presentes à solenidade o prefeito Alex de Freitas, vice-prefeito William Barreiro e o secretário de Saúde Cleber de Faria, entre outras autoridades.

O Centro Especializado em Reabilitação de Contagem é incluído na categoria IV por atender a quatro tipos de deficiência: física, visual, intelectual e auditiva. A estrutura do CER IV de Contagem é também composta por uma Oficina Ortopédica, construída para a confecção de órteses e próteses voltadas aos usuários assistidos. A previsão é de que o CER IV atenda a cerca de 700 pacientes por mês. O acesso aos serviços do CER IV será feito a partir das Unidades Básicas de Saúde (UBS), que acolhem as demandas e realizam os encaminhamentos ao Setor de Reabilitação da SMS.

As obras de construção do CER IV tiveram início entre os anos de 2014 e 2015, e no final de 2016 o prédio foi inaugurado, com obras inacabadas, sem energia elétrica e equipamentos. A atual gestão retomou as obras em 2017 e, a partir de então, foram feitas as intervenções para readequação do espaço. Segundo o setor de Planejamento e Obras da SMS, o valor total do investimento chega a R$ 7,68 milhões, sendo aproximadamente R$ 7,1 milhões investidos no CER IV e R$ 570 mil na Oficina Ortopédica.

Serviço

Inauguração do Centro Especializado em Reabilitação Antônio de Oliveira – CER IV e Oficina Ortopédica de Contagem

Data: 05/11/2018 (próxima segunda-feira)
Horário: 09h30
Endereço: avenida José dos Santos Diniz, nº 880, bairro Europa.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 05/11/2018

Reumatismo: uma doença que atinge todas as idades

Você sabe o que é reumatismo? Reumatismo não é uma doença em si, mas sim um termo que reúne várias doenças que comprometem articulações, ossos, tendões e músculos. Além de algumas doenças do sistema imunológico, entre elas artrose, tendinite, bursite, lombalgia, gota, artrite reumatoide, lúpus, osteoartrite (bico de papagaio), fibromialgia e outras.

Muitos imaginam que possam ser doenças de idosos, mas estes não são os únicos, pois pode acometer pessoas de todas as idades, inclusive crianças, sexo masculino ou feminino. As doenças reumáticas se apresentam como inflamações e geralmente associadas a um importante comprometimento da qualidade de vida, pois muitas vezes há uma limitação para a realização de diversas atividades do dia a dia.

Prevenção:

Para falar em termos práticos e aplicáveis afirmo que o melhor é praticar, no dia a dia, uma alimentação simples, baseada principalmente em alimentos vindos da horta, que são os vegetais, frutas, tubérculos e ervas. Também deve consumir os cereais integrais, lembrando que estes entram em substituição aos cereais refinados, aos alimentos industrializados em geral e também evitar alimentos ultraprocessados, enlatados, embutidos e com adição de corantes, conservantes e adoçantes.

Alimentos com potente ação antioxidante e anti-inflamatória como azeite de oliva extravirgem com acidez menor do que 0,5%, abacate, romã e outras frutas vermelhas, peixes como sardinha, atum, salmão (ricas fontes de ômega 3). Além de cereais integrais, hortaliças e frutas (ricas em fibras, fitoquímicos, vitaminas e minerais), sementes ricas em gorduras de boa qualidade (castanhas, nozes, linhaça, sementes de chia e de girassol), gengibre, pimenta vermelha, açafrão, colorau e ervas em geral.

Tratamento:

Todo tratamento deve ser individualizado, mas de uma maneira geral, medidas para prevenção e tratamento envolvem melhorias no estilo de vida, incluindo prática de atividades físicas, controle de peso e redução da oxidação e inflamação.
Uma alimentação saudável, com ação antioxidante e anti-inflamatória é fundamental tanto na prevenção quanto no tratamento de doenças reumáticas.

 

Repórter: Jaiderson Henrique(sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Divulgação

Data: 01/11/201

Psoríase: sintomas, tratamento e os diferentes tipos da doença

Dia Mundial da Psoríase foi comemorado na segunda-feira (29) com o objetivo conscientizar e combater o preconceito entre as pessoas

Estabelecida em 2004, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o Dia Mundial da Psoríase foi comemorado na segunda-feira (29) com o objetivo conscientizar e combater o preconceito entre as pessoas.

Segundo o Ministério da Saúde, em 30% dos casos ela tem origem genética. Caracterizada por lesões avermelhadas e descamativas, normalmente em forma de placas a doença atinge principalmente pessoas com idades entre 20 e 40 anos, e de 50 a 60 ano. Afetando igualmente homens e mulheres, mas em 15% dos casos surge na infância.

A falta de informação ainda é considerada um tabu entre a população. De acordo com a dermatologista do CCE Ressaca, Tissiani Gomes Oliveira Batista, a doença não é contagiosa e o contato com pacientes não precisa ser evitado.

Atualmente, existem sete tipos de psoríase. A mais comum, em sua forma mais branda, está a Psoríase em placas ou vulgar. Sua fase inicial apresenta placas avermelhadas na pele, cobertas com escamas esbranquiçadas ou prateadas, que podem doer e até sangrar.

Os Sintomas

Os sintomas geralmente são confundidos com sinais de outras doenças de pele; os mais comuns são lesões róseas ou avermelhadas, recobertas por escamas esbranquiçadas, que afetam a pele, especialmente em cotovelos, joelhos, couro cabeludo, unhas, palmas das mãos e plantas dos pés.

Pode surgir na forma de pequenas manchas escalonadas, coceira, queimação e dor, unhas grossas, sulcadas ou com caroços. Quando a doença atinge as articulações provoca dor e artrite.

O tratamento

Segundo a dermatologista, dra. Tissiani Gomes Oliveira Batista, o tratamento tem sido alvo de estudos e cada dia surge novos medicamentos. “Tendo sua etimologia associada ao sistema imunológico e aos fatores ambientais, que atuam como desencadeante do processo. A partir dessas diretrizes e de uma avaliação médica criteriosa, a psoríase pode ser caracterizada como leve, moderada ou grave”, afirmou Tissiani Gomes.

Nos casos mais leves, normalmente são prescritos medicamentos como pomadas, loções, xampus ou gel. Em casos mais avançados, são indicadas sessões de fototerapia por ultravioleta, com ou sem remédio, medicamentos de uso oral ou injetável.

 

Repórter: Ágatha Dumont (sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Divulgação

Data: 30/10/2018