Posts com a Tag ‘Saúde’

Contagem recebe a 25ª edição da Ação Global

A Ação Global, realizada nesse sábado (26), é uma promoção das Organizações Globo em parceria com o Sesi. A Prefeitura é parceira do evento.

Educação, direitos humanos, sustentabilidade ambiental são foco deste ano da 25ª edição da Ação Global Nacional. A saúde também terá destaque na Ação Global, que será realizado simultaneamente em 27 cidades de todo o Brasil.

Em Minas Gerais, a única cidade que receberá e evento é Contagem. A Ação Global, realizada nesse sábado (26), é uma promoção das Organizações Globo em parceria com o Sesi. A Prefeitura de Contagem é parceira do evento.

Na educação, serão promovidas iniciativas que valorizam a área, visando a qualidade do aprendizado para todos os cidadãos, sejam eles jovens ou adultos. Em relação aos direitos humanos, o objetivo é ampliar a discussão e acessibilidade a direitos de mulheres, negros, LGBTs, e outros públicos vulneráveis. Quando o assunto é sustentabilidade ambiental, entram na pauta os principais pontos para um desenvolvimento sustentável do país.

Já saúde, a haverá ações voltadas para a sensibilização para o diagnóstico da hanseníase e tuberculose, orientações sobre tabagismo, postos da Campanha de Vacinação de Febre Amarela e vírus influenza. Além disso, a população receberá informações sobre a prevenção contra Esquistossomose, entre outras endemias.

Ação Global
Local: Sambódromo de Contagem –
Endereço: Av. Francisco Firmo de Matos, s/nº – Bairro Eldorado
Horário: 8h às 17h

Confira a lista de alguns serviços que serão oferecidos:
• Ações judiciais (acordo de alimento, divórcio e separações, interdição e curatela, orientação jurídicas, homologação de acordo e orientação jurídicas);
• Acompanhamento de audiências;
• Emissão de CPF;
• Emissão de Carteira de Identidade;
• Corte de cabelo;
• Aferição de pressão arterial, teste de glicemia, centro de testagem, vacinação;
• Oficinas de trabalhos manuais;
• Doação de mudas;
• Shows e apresentações artísticas;
• Consultoria para empreendedores, orientações para registros/formalização de empresas, linhas de créditos, financiamentos;
• Orientações e informações sobre as drogas;
• Educação ambiental
• Cadastro para vagas de emprego;
• Atividades recreativas

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Divulgação

Data: 24/05/2018

Conselho gestor da Secretaria Municipal de Saúde reúne-se para discutir rumos da pasta

Reunião discute alinhamentos necessários e anuncia criação de uma Controladoria Interna na saúde

Dezenas de servidores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), entre subsecretários, superintendentes, diretores, gerentes e assessores participaram de reunião do Conselho Gestor realizada ontem, terça-feira (22), no auditório da Nova Faculdade, com o secretário de Saúde de Contagem, Cléber de Faria Silva.

Na pauta da reunião, informes diversos e direcionamentos relativos à continuidade dos projetos e iniciativas que já vem dando certo na SMS e ao alinhamento necessário dos trabalhos da secretaria com a prefeitura e a gestão Alex de Freitas. A dívida do estado de Minas Gerais com a saúde em Contagem e a necessidade de redução de gastos também foi ressaltada.

Houve ainda o anúncio da criação de uma controladoria interna na SMS, para melhorar os mecanismos de controle e de acompanhamento de contratos e convênios, e de mudança de nomes que ocupam alguns cargos.

Alinhamento de gestão

O secretário de Saúde Cléber de Faria reforçou que as iniciativas exitosas na saúde implementadas desde o início do ano passado serão mantidas e que a gestão da SMS será feita com as contribuições de todos. “Vamos trabalhar numa trinca, comigo, Maurício e Kênia no comando, mas com a participação dos superintendentes e das equipes. Precisamos estar bem alinhados com a prefeitura, e a orientação do prefeito é de valorizar quem é efetivo e agregar com os comissionados. Peço a renovação da esperança e a colaboração de todos, porque o cenário atual é complexo nossa missão é grande. Nossa responsabilidade é do tamanho de 700 mil pessoas”, disse Cléber, fazendo referência à quantidade aproximada de pessoas que vivem em Contagem.

Criação de Controladoria para aprimorar controle de contratos e convênios

O subsecretário de Assistência em Saúde, Maurício Rangel de Souza, anunciou a criação da Controladoria Interna da SMS, que terá como objetivo o acompanhamento de contratos e convênios. O subsecretário anunciou também nomes que passarão a ocupar alguns cargos, como parte das reestruturações que estão acontecendo na secretaria. E embora o momento atual da gestão da pasta, que incluiu recentemente uma troca de comando da secretaria, tenha gerado expectativas e apreensão quanto à permanência das pessoas em alguns postos, a tendência é de estabilização das mudanças, ressaltou Maurício. “Houve algumas mudanças, normais em um processo de reestruturação, e a tendência agora é de estabilização. Vamos fazer a gestão com o rigor que uma gestão de uma secretaria desta importância merece”, disse.

Dívida do estado e ajustes de metas

A subsecretária de Gestão em Saúde, Kênia Silveira Carvalho, ressaltou que a primeira fase da reforma administrativa, iniciada em abril deste ano, com a extinção da Famuc e a publicação dos decretos de competência de cada secretaria, já está sendo executada, e que a partir de agora, na segunda fase, serão tratados assuntos como planos de cargos e salários. “É muito importante que todos conheçam esses decretos que listam as competências e atribuições da secretaria, porque os mecanismos de controle e de prestação de contas terão como base também esses documentos”, salientou a subsecretária.

Kênia apresentou também dados referentes a repasses em atraso do governo do estado com a saúde em Contagem, deixando claro que é preciso adequar metas à situação atual. “É preciso reduzir gastos em folha e em prestação de serviços, e esse é um problema cujo enfrentamento depende da colaboração de todos. O financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) é tripartite, feito pela União, os Estados e os Municípios, e as pactuações sobre quanto cada ente vai arcar são feitas são feitas com base em leis e normativas já existentes, como a Lei 8.142/1990 e a LC 141/2012, e em comissões nas quais é definido quanto cada ente vai arcar. O estado não está fazendo repasses, gerando um déficit de cerca de R$ 87 milhões com a saúde de Contagem. Desse total, 87% é relativo a custeio e manutenção de serviços, como de leitos de terapia intensiva. São dívidas de empenho de recursos financeiros que não estão sendo pagos não só para Contagem, mas também para Belo Horizonte e outras cidades. Isso tem impactos graves diretos e indiretos na rede SUS / Contagem. Precisamos readequar nossas metas a essa realidade”, pontuou Kênia.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Fábio Silva

Data: 23/05/2018

Contagem capacita comerciantes sobre manuseio de alimentos

A ação tem como objetivo de debater ações relacionadas à segurança do alimento

Comerciantes, supervisores ou manipuladores de alimentos e atuantes em comércios do ramo, participaram nessa terça e quarta-feira (22), da Capacitação sobre Boas Práticas para Serviços de Alimentação. A capacitação realizada na Una-Contagem conta com a participação de 150 comerciantes e ou trabalhadores do ramo de alimentação de Contagem.

A ação realizada pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, tem como objetivo de debater ações relacionadas à segurança do alimento, desde o processo de elaboração dos alimentos, às formas de armazenamento e conservação, entre outros importantes conceitos.

O inspetor da Vigilância Sanitária de Contagem, Wilson da Silva, destacou a importância do trabalho da vigilância. “De uns anos pra cá, nosso trabalho mudou. Agora a vigilância tem um papel de educador não apenas fiscalizador. Com a prevenção podemos evitar a contaminação, e assim contribuindo com redução da fila do SUS”.

Nessa quarta-feira (23), a Secretaria de Saúde, dará sequencia na capacitação.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Fábio Silva

Data: 22/05/2018

Caminhada marca a celebração pelo Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Para encerrar a semana em que se celebra a Luta Antimanicomial, usuários da Saúde Mental de Contagem, familiares, agentes de saúde vão para rua, nessa sexta-feira (18), Dia Nacional da Luta Antimanicomial, participar da tradicional caminhada promovida em prol dos direitos e respeito as pessoas com transtornos mentais.

A caminhada que é promovida pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, faz parte de um movimento social mais amplo que visa sensibilizar a sociedade e lutar pela a inclusão de pessoas com transtornos mentais, promovendo a inserção na sociedade por meio de atos, arte e debates.

Caminhada pela Inclusão
Data: Sexta-feira – 18 de maio
Horário: 13h
Local/percurso: Praça Paulo Pinheiro Chagas até Centro de Consultas Iria Diniz

Repórter: Lucas Santos

Foto: Fábio Silva

Data: 17/05/2018

Contagem promove Dia D da campanha de vacinação contra a Influenza

Milhares aproveitam o sábado para se imunizar contra a gripe

Com 48 salas de vacinação abertas e mais seis postos volantes, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu o Dia D de vacinação contra a Influenza no último sábado. De acordo com a Central de Imunização da SMS, das 8h às 16h30 do dia 12/5, foram aplicadas aproximadamente oito mil doses da vacina contra a doença.

A campanha, que começou em 23 de abril, segue até o dia 1º de junho, com 49 salas de vacina funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30 (clique aqui para ver os endereços), em todos os oito distritos sanitários da cidade, para aplicação da imunização contra a Influenza nos grupos de pessoas determinados pelo Ministério da Saúde (MS) (veja abaixo quais são os grupos prioritários definidos pelo MS).

Cobertura total até aqui é de 41,53%

Quando são consideradas as pessoas de todos os grupos prioritários estabelecidos pelo MS, Contagem possui 122.128 pessoas que precisam se imunizar. A meta do MS é de vacinar 90% desse público-alvo. De acordo com dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), no município, já foram aplicadas 50.724 doses da vacina, o que corresponde a 41,53% da cobertura total. Os grupos com maior cobertura vacinal, até aqui, são o de idosos (54,88%) e de puérperas (52,40%). Os grupos com menos cobertura vacinal até aqui são, nessa ordem, as crianças (25,71%) e os professores (31,23%).

A assessora da Central de Imunização da SMS, Fernanda Elisa Ferreira de Almeida, ressalta que esses dados são constantemente atualizados. “O sistema é alimentado e atualizado diariamente, e os dados vão sendo modificados à medida que mais dados vão sendo incluídos”, salienta a técnica.

Documentos necessários

Para se imunizar, a pessoa deve apresentar um documento oficial e o cartão de vacinação. “Aos profissionais da saúde e professores vale lembrar que é preciso apresentar comprovação. Doentes crônicos também devem apresentar o relatório médico especificando o motivo da indicação da vacina”, esclarece Fernanda.

Público-alvo

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). São priorizados os públicos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias. Os grupos prioritários desta campanha são pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), portadores de doenças crônicas não-transmissíveis, pessoas privadas de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas e os funcionários do sistema prisional.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Adelcio R. Barbosa

Data: 15/05/2018

Parceria promove ação para sanar dúvidas das gestantes

Idealizado pela Nova Faculdade, encontro reuniu grávidas que buscam mais informações sobre o pré e pós-parto

No mês em que se comemora o Dia das Mães, a Nova Faculdade, em parceria com a Secretaria de Saúde, preparou um curso para as futuras mamães. O “Encontro de Gestantes” teve como objetivo dar dicas sobre o pré e pós-parto. A ação, ocorrida no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Industrial, foi idealizada pelo curso de enfermagem da Nova Faculdade.

Jennifer Amanda, mãe de primeira viagem, se encantou com o encontro. “Pude tirar muitas dúvidas em relação ao parto e os principais cuidados”. Entre as dicas do encontro estavam os cuidados com a alimentação, posição na hora de dormir, sexo no parto, depressão pós-parto e amamentação.

A professora do curso de Enfermagem, Paula Vanessa, explicou a importância do encontro. “Criamos esse encontro com o intuito de sanar as dúvidas das grávidas. Muitas vezes elas vão aos consultórios e por diversos fatores não conseguem todas as respostas que precisam”.

A previsão é que ainda no primeiro semestre desse ano ocorra a segunda edição do ‘Encontro com Gestantes’.

Repórter: Lucas Santos

Foto: Elivan Félix

Data: 15/05/2018

 

Secretaria de Saúde abre processo seletivo para contratação de médicos

Ao todo há 26 vagas, voltadas a profissionais de diversas especialidades, que irão atuar na atenção básica e especializada do município

 

Está aberto o Processo Seletivo Simplificado de Médicos para a contratação dos profissionais listados abaixo, que atuarão na atenção básica e especializada de Contagem:

– Clínico Generalista 40h – 10 vagas
– Cardiologista 20h – 04 vagas
– Hematologista 20h – 01 vaga
– Reumatologista 20h – 02 Vagas
– Neurologista 20h – 02 vagas
– Psiquiatra – 04 vagas
– Endocrinologista adulto – 02 vagas

Interessados deverão entrar em contato pelo fone 3364-4203 ou e-mail: admissaofamuc.pss@gmail.com para saber sobre documentação necessária e outras informações.

Você, que é médico: venha trabalhar na rede SUS / Contagem! Participe do processo seletivo!

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

Data: 11/05/2018

Estratégia de Saúde da Família (ESF) é ampliada no município

Cobertura aumentou de 50,13% para 65,48% em 2017. População já começa a sentir os reflexos positivos da mudança do modelo tradicional de assistência para o modelo de Saúde da Família

Pense em um local no qual a unidade básica de saúde funciona satisfatoriamente, mesmo em um contexto onde as políticas sociais universais sofrem cortes de verbas e questionamentos quanto à sua legitimidade: não, não se trata de um bairro na Suécia ou na Finlândia. É o bairro Icaivera, situado no distrito sanitário Vargem das Flores, uma região de alta vulnerabilidade social na qual cerca de sete mil pessoas vivem, como gestantes, idosos, crianças, doentes crônicos, enfim, pessoas comuns que vivem suas vidas e que esperam ser acolhidas e atendidas em suas necessidades relativas à saúde, um direito reconhecido pela lei brasileira.

Em setembro de 2017, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Icaivera, que contava com apenas uma equipe de Estratégia de Saúde da Família (ESF), passou a atuar com duas equipes, atendendo ao que é preconizado pela Portaria nº 2.436, de 21/9/2017. O documento aprova a Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Gabriela Marteleto, 22 anos, esteve na UBS Icaivera hoje, terça-feira (8), para tentar uma consulta com um clínico geral. Ela diz que não passava pela unidade desde o ano de 2015 e que não sabia das mudanças, mas que aprovou as modificações e que foi muito bem atendida. “Tem muito tempo que não me consulto no posto. Antes, dava uma confusão de gente na porta e era preciso chegar muito cedo para tentar agendar. Hoje, já achei mais organizado. Vim hoje de manhã e já fui atendida no mesmo dia. Aliás, fui muito bem atendida, e a médica com quem me consultei me fez perguntas boas, que nem o médico que me acompanhava quando eu tinha plano de saúde fez. Eu achei ótimo”, afirma Gabriela.

Mudança trouxe reflexo positivo

Mudança trouxe reflexo positivo

A médica Maria de Lourdes Chaves Salgado e Silva integra uma das equipes de ESF da UBS Icaivera. Ela conta que foi convidada para atuar na unidade em setembro do ano passado, quando teve início o processo de ampliação no âmbito da Saúde da Família na referida UBS. “Atuo em medicina de Saúde da Família há 20 anos. É um tipo de medicina que não é só curativa, é também preventiva. Atualmente, está crescendo o número de primeiras consultas, de pessoas que perderam o emprego ou o plano de saúde. Quando comecei a atuar nessa área, há duas décadas, havia aquelas pessoas que nem aceitavam a visita do agente de saúde. A gente nota que, com esse novo modelo, no qual existe uma busca ativa das pessoas, elas se aproximam mais dos profissionais de saúde. Isso cria vínculo, o que contribui para a prevenção e promoção à saúde e também para os tratamentos necessários. Hoje, as pessoas não só aceitam, mas também elogiam os serviços e participam do controle social. Elas frequentam o posto não somente porque estão doentes, mas também porque estão envolvidas em atividades de prevenção e promoção à saúde”, atesta a médica generalista.

O diretor do Distrito Sanitário Vargem das Flores, Flávio Luiz dos Santos, salienta que a ampliação da ESF na unidade Icaivera era uma demanda antiga da população, formada quase exclusivamente por usuários 100% SUS (não atendidos por planos privados de saúde). “Essa nova equipe era aguardada há 12 anos. O Conselho Municipal de Saúde local é muito ativo e as pessoas buscam exercer um efetivo controle social. A porcentagem de SUS-dependência na região é de 95%. A existência de equipamentos SUS na região é fundamental”, ressalta o diretor.

Ampliação da cobertura de ESF de 50,13% para 65,48%

O município de Contagem como um todo está passando por um processo de reorganização da Atenção Básica, principal porta de entrada e centro de comunicação da Rede de Atenção à Saúde (RAS). Nesse processo, a rede SUS/Contagem está se adequando à PNAB 2017 e buscando aprofundar a saúde como um direito de cidadania. Com isso, o modelo tradicional, concebido na década de 1970, que conta com alguns especialistas distribuídos de forma fragmentada e não integrada nas unidades de saúde, está sendo gradativamente substituído pela Estratégia de Saúde da Família (ESF).

O novo modelo atua a partir de uma agenda compartilhada e organizada em rede, em conformidade com as normas atuais do Ministério da Saúde (MS), e está sendo progressivamente ampliado em Contagem: no comparativo entre os anos de 2016 e 2017, a cobertura de Saúde da Família no município passou de 50,13%, para 65,48% (de 95 para 125 equipes).

Com a ESF, ocorre uma busca ativa das pessoas, por meio da visita de agentes comunitários de saúde (ACS) e da formação de vínculos com a comunidade, e o fluxo é estabelecido conforme as necessidades dos usuários e em territórios pré-estabelecidos. A ESF conta ainda com o apoio do Núcleo Ampliado à Saúde da Família (NASF), que inclui os seguintes profissionais: fonoaudiólogo, assistente social, fisioterapeuta, psiquiatra, ginecologista, pediatra, nutricionista, psicólogo e terapeuta ocupacional. A ESF tem entre seus pressupostos o reconhecimento da determinação social no processo saúde-doença e da saúde como um direito de cidadania.

Distrito Eldorado: 100% ESF

Dona Clélia Antônia Moreira aprova novo modelo

Dona Clélia Antônia Moreira aprova novo modelo

E não é só em regiões de alta vulnerabilidade que a mudança de modelo de assistência já mostra seus benefícios práticos: na UBS Eldorado, o processo de transição do modelo tradicional para ESF, que também começou em setembro do ano passado, já possibilitou que a unidade conte atualmente com três equipes de ESF, com um médico generalista durante todo o período de funcionamento (antes, havia um médico presente em só uma parte do dia) e com acolhimento de usuários e organização dos fluxos feitos pelas equipes de ESF. “A implementação das equipes de Nasf na unidade também já começou, e a expectativa é de que esses profissionais já atuem no atendimento à população a partir do próximo mês”, menciona a gerente da UBS Eldorado, Larissa Santos Silva.

Clélia Antônia Moreira, 66 anos, aposentada, conta que mora na região do Eldorado desde que nasceu e que frequenta a UBS Eldorado desde os tempos em que a unidade localizava-se em outro imóvel. Ela também conta que nos anos em que ainda não havia SUS, que foi instituído somente com a Constituição Federal de 1988, o atendimento à saúde simplesmente não existia. “Antes do SUS, era um sufoco. Não tinha médico, não tinha remédio, não tinha nada. A gente tinha que ir para Belo Horizonte para conseguir atendimento. Depois, já com o SUS, as coisas foram melhorando. Agora, com a mudança para a ESF, está excelente. Melhorou a vacinação, o laboratório e o atendimento está excelente”, assegura a usuária da UBS.

A diretora do Distrito Sanitário Eldorado, Kelly Jordane Duarte Ribeiro, afirma que a população compreendida na área de abrangência do distrito é participativa e vem se engajando nas discussões sobre utilização do SUS e da efetivação da saúde como direito. “O distrito possui uma população de aproximadamente 130 mil pessoas, sendo o maior de Contagem. Os Conselhos Municipais de Saúde locais são ativos e as pessoas participantes são empoderadas. Muitos dos prontuários novos abertos são de pessoas que perderam seus planos de saúde, que estão vindo para o SUS e aprendendo a lidar com e a defender o sistema público de saúde. Estamos tendo uma resposta muito boa da população. Hoje, 100% das nossas unidades de saúde já migraram para a ESF”, explica a diretora.

O que diz a lei sobre a Atenção Básica

A PNAB/2017 estabelece, em seu Art. 2º, que “a Atenção Básica é o conjunto de ações de saúde individuais, familiares e coletivas que envolvem promoção, prevenção, proteção, diagnóstico, tratamento, reabilitação, redução de danos, cuidados paliativos e vigilância em saúde, desenvolvida por meio de práticas de cuidado integrado e gestão qualificada, realizada com equipe multiprofissional e dirigida à população em território definido, sobre as quais as equipes assumem responsabilidade sanitária. A Atenção Básica será a principal porta de entrada e centro de comunicação da Rede de Atenção à Saúde (RAS), coordenadora do cuidado e ordenadora das ações e serviços disponibilizados na rede. A Atenção Básica será ofertada integralmente e gratuitamente a todas as pessoas, de acordo com suas necessidades e demandas do território, considerando os determinantes e condicionantes de saúde”. Um dos objetivos da portaria é o de superar compreensões simplistas sobre o processo saúde-doença e a dicotomia entre assistência e promoção da saúde. A melhoria das condições de saúde da população possui múltiplos fatores condicionantes e determinantes, e a intenção da portaria é de abordar essa multiplicidade no âmbito da Atenção Básica.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Elivan Félix

Data: 08/05/2018

Semana da Enfermagem será comemorada com curso e homenagens

Secretaria de Saúde promove ações que visam contribuir com o trabalho desses profissionais

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove nesta quarta-feira (9), às 10h, a abertura da “Semana da Enfermagem”. Para comemorar a data, será ministrado curso com carga horária total de 31 horas-aula, distribuídas entre palestras e debates sobre o tema. Na oportunidade, serão entregues certificados e troféus aos melhores profissionais do ano 2017.

O curso é voltado aos profissionais da enfermagem e acontece no auditório do Centro Materno Infantil de Contagem (CMI), entre os dias 9 a 11 de maio. A ação da Secretaria de Saúde busca orientar e promover debates que contribuam para potencializar as funções durante o trabalho dos profissionais e futuros enfermeiros.

Serão ministradas palestras sobre ética e humanização no cuidado, inteligência emocional no trabalho, a importância da equipe de enfermagem no controle de infecções hospitalares, obstetrícia e a enfermagem quanto a importância da horizontalidade do cuidado, entre outras.

 

Repórter: Ágatha Dumont (sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Divulgação

Data: 08/05/2018

Programa Mover: Mobilidade e liberdade a contagenses

A ação tem como objetivo zerar a fila de espera do setor de Reabilitação do CCE Iria Diniz

João Bernardo, 13 anos, tem paralisia cerebral. Devido a lesão cerebral, João precisa de cadeira de rodas. A paralisia e a dificuldade motora não tiram a alegria do menino. De sorriso fácil, João tinha uma meta a alcançar, desde os oito anos sonhava com uma cadeira motorizada.

Em setembro de 2017, seus pais entraram com o pedido no Centro de Consultas Especializadas Iria Diniz. A iniciativa ocorreu após saberem que a Prefeitura de Contagem entregou 58 cadeiras motorizadas, em julho de 2017, por meio do Programa Mover – Ação em Favor da Vida.

A espera acabou. Nessa quinta-feira (3), o prefeito Alex de Freitas entregou mais 20 cadeiras motorizadas, de um total de 60 previstas para essa segunda. A ação tem como objetivo zerar a fila de espera do setor de Reabilitação do CCE Iria Diniz. O garoto João Bernardo foi um dos beneficiados.

Segundo a mãe, Maria Lúcia, quando João ficou sabendo que iria receber a cadeira, chorou de emoção e não quis acreditar que a espera acabou. “A alegria e liberdade que a cadeira motorizada vai dar ao João não tem preço”, ressaltou Maria.

O prefeito de Contagem, Alex de Freitas destacou que com a entrega desse ano, totaliza 118 cadeiras de rodas motorizadas e um investimento de quase 600 mil reais. “Esse é mais que um equipamento de saúde é um instrumento para dar liberdade aos beneficiados”, concluiu.

Alex de Freitas ressaltou que apesar de o Governo de Minas deixar de repassar cerca de R$ 80 milhões para a saúde de Contagem, os investimentos não param. “A saúde é prioridade, não cortamos nenhum investimento na área, pelo contrário a tendência é investir mais”, asseverou Alex.

Assim como Alex de Freitas, o secretário de Saúde destacou os investimentos na área da saúde. “Contagem é a única cidade de Minas Gerais, que mesmo em meio a crise que o país passa, entrega cadeiras de rodas motorizadas, um feito inédito para o município, e uma demonstração de ousadia do prefeito Alex de Freitas”, ponderou Bruno Diniz.

Os beneficiados pelas cadeiras de rodas motorizadas receberam diagnósticos ou fazem no CCE Iria Diniz tratamento de lesão medular, paraplegia (perda de controle e sensibilidade dos membros inferiores), tetraparesia (perda parcial da motricidade nos quatro membros) e distrofia muscular.

Prioridade para a saúde
Nessa sexta-feira (4), moradores do Eldorado, Petrolândia, Ressaca e receberam as cadeiras de rodas motorizadas. Mais 25 cadeiras foram entregues como parte do Programa Mover – Ação em Favor da Vida. Para facilitar à entrega dos equipamentos a prefeitura dividiu por regiões.

A entrega se encerrará no dia 11 de maio em Vargem das Flores. “O Programa Mover é mais uma demonstração de prioridade do governo Alex de Freitas com a saúde”, ressaltou a subsecretária em Gestão em Saúde, Kênia Carvalho.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Elaine Castro / Adelcio Ramos

Data: 04/05/2018