Posts com a Tag ‘Saúde Mental’

Roda de conversa debate o Setembro Amarelo com os profissionais da saúde

A Secretaria de Saúde de Contagem realizou, na última sexta-feira (25/9), como parte das ações do Setembro Amarelo, a Roda de Conversa com a Rede de Saúde: Produzindo cuidado frente às violências auto-provocadas – suicídio e auto-mutilação. A ação da Saúde Mental ocorreu por meio de uma “Live” e contou com a participação dos profissionais das equipes de urgência, equipes intermediárias e o Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF).

O objetivo da Live foi fornecer subsídios técnicos e teóricos para os profissionais da saúde sobre a temática das violências auto-provocadas, desmistificando e desconstruindo conceitos prévios sobre o tema. O intuito, ainda, foi possibilitar a rede de Saúde conseguir identificar situações de risco potencial e promover o cuidado necessário. Além da Live, a equipe dos Núcleos de Saúde Mental irão produzir vídeos destinados à população.

Setembro é o mês em que é realizada a Campanha de Conscientização sobre a Prevenção do Suicídio, sendo o dia 10 desse mês o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Essa campanha, conhecida como “Setembro Amarelo”, foi criada no Brasil, em 2015, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

 

 

Repórter: Lucas Santos 
Data: 28/09/2020

Biblioteca da Saúde recebe doação de livros do Container com Letras

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu nesta segunda feira (20), doações de livros do projeto Container com Letras. Os livros serão destinados a Biblioteca da Saúde. Foram mais de 120 livros doados a Biblioteca da Secretaria da Saúde.

A doação chegou no momento propício para ajudar os profissionais que trabalham na SMS, pelo fato da leitura trazer vários benefícios, como reduzir o stress, promover a saúde mental, melhorar o sono, gerar empatia e trazer mais felicidade.

A pandemia acaba desencadeando altos níveis de stress, ansiedade e preocupações.  “Nesse momento difícil que temos passado, é muito importante procurarmos alguma coisa que nos ajude a retomar o equilíbrio e manter a manutenção da saúde mental no dia a dia. E de fato a leitura é remédio para mente”, destacou  a assistente de Eventos, Tina Diniz.

Tina contou que a Biblioteca da Saúde recebeu os livros do professor Paulo Cezar Ventura do Container com Letras, a quem agradece muito, porque a  biblioteca já estava defasada.

“Agradeço a equipe do transporte que buscou os livros, a equipe da comunicação que mantém a biblioteca ativa, os Sub Secretários e o Secretário de Saúde que incentivam essa humanização através da nossa biblioteca”, completa Tina.

 Para pegar um livro emprestado não precisa fazer cadastro, mas é necessário que o mesmo seja devolvido para que outro servidor também possa usufruir da obra literária.

 

Repórter: Laura Oliveira sob supervisão de Lucas Santos 

Foto: Lucas Santos 

Data: 22/07/2020

Como Manter a Saúde Mental em tempos de pandemia

 

 

A população deve estar informada das ações importantes à manutenção de sua saúde mental em seu dia-a-dia.

 

A Secretaria Municipal de Saúde está construindo, em Contagem, ações nos mais diversos âmbitos da saúde, contra o contágio do COVID-19. Os profissionais estão atuando na criação de programas dinâmicos durante o período de transmissão do vírus.

A saúde mental é uma dessas áreas de atuação, pois é imprescindível que as pessoas estejam cientes que poderão surgir quadros de instabilidades emocionais durante o período de isolamento social.

Os quadros poderão surgir em decorrência de altos níveis de stress, ansiedade, alteração brusca na rotina, preocupação aumentada com entes queridos, dentre inúmeros outros problemas desencadeados pelas conseqüências da pandemia.

O coordenador de Saúde Mental de Contagem, Rafael Coelho, ressalta que “a população  deve estar ciente que independente da condição do núcleo familiar ou da forma de se viver, seja em abrigo ou população de rua etc, ela vai ter a condição e a oferta de tratamentos de saúde”.

Rafael, ainda, reforça que os usuário vão ter sua saúde assegurada e que em qualquer dificuldade eles não estarão sós. “A população pode contar com a Secretaria de Saúde na amplitude de seu serviço”, conclui o coordenador da Saúde Mental.

 A Saúde Mental de Contagem listou algumas sugestões de como cuidar de si e daqueles que fazem parte de nossas vidas em tempos de pandemia:

  •  Como fazer com que o seu tempo em casa mais proveitoso?
  •  Reflita sobre as atividades que realiza normalmente e pense em como realizá-las em seu local de moradia.
  •  Pode ser o momento de ler aquele livro que você deixou tanto tempo na prateleira.
  •  Qual foi o último dia que você perguntou o que as pessoas que estão à sua volta estão sentindo?
  •  Lembre-se que organizar o ambiente à sua volta é cuidar da sua própria organização interna.
  •  Pode ser um bom momento de regular a qualidade do seu sono. O descanso é essencial para o bom funcionamento de seu organismo.
  • Lembre-se de praticar exercícios em casa. Mover as articulações e fomentar em seu organismo o desenvolvimento muscular contribui na promoção do seu bem-estar físico e mental.
  • Seja solidário a quem está próximo de você. O momento em que alteramos nossa rotina pode ser desafiador quando se trata do nosso próprio humor. É possível que quando estejamos fora da nossa zona de conforto, nos confrontemos com questões próprias e de baixo limiar de frustração, levando-nos a descontar algumas de nossas insatisfações em quem estiver mais perto.
  • Não é momento de fomentar insatisfações, mas sim, momento de unir esforços e ter paciência.
  • Informações em excesso também podem fazer mal. Lembre-se que atualmente a quantidade de informações repassadas, sem critério nenhum da sua origem, é enorme. Procure fontes confiáveis para basear suas condutas e repassar informações. Para tanto busque informações nos sites da Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde, Secretaria de Saúde do Estado e Secretaria de Saúde dos Municípios.

 

Repórter: Laura Oliveira sob Supervisão de Lucas Santos 

Data: 21/07/2020

Foto: Divulgação 

 

Movimento da Luta Antimanicomial é comemorado neste 18 de maio

O movimento caracteriza-se pela luta por direitos das pessoas com sofrimento mental

O Movimento da Luta Antimanicomial tem o dia 18 de maio como data que remete ao Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental, ocorrido em 1987, na cidade de Bauru (SP), que reuniu mais de 350 trabalhadores. Na ocasião, foi redigido o manifesto que marca o início da luta pela extinção dos manicômios no Brasil. O movimento caracteriza-se pela luta por direitos das pessoas com sofrimento mental.

Contagem possui quatro Centros de Atenção Psicossocial. Os pacientes também são atendidos em todas as Unidades Básicas de Saúde do município. Os cuidados com os usuários da Saúde mental estão ocorrendo de acordo com as normativas previstas para prevenção ao contágio da covid-19, levando em consideração a singularidade de cada caso.

Como qualquer cidadão, pessoas com transtornos mentais, têm o direito fundamental à liberdade, ao direito a viver em sociedade, além do direito a receber cuidado e tratamento, sem que para isto tenham que abrir mão de seu lugar de cidadãos. “Contagem costuma lembrar esta data, promovendo ações no município, como passeata dos usuários e profissionais da Saúde Mental pelas ruas da cidade. Mas, devido à pandemia, não faremos mobilizações presenciais. Deixamos nosso profundo reconhecimento e importância da visibilidade e inclusão do portador do sofrimento mental na comunidade”, destacou o coordenador de Saúde Mental, Rafael Coelho Kalil.

 

Repórter: Nelson Augusto

Foto: Divulgação

Data: 18/05/2020

Servidores promovem confraternização de reinauguração do Caps Sede

A unidade atende cerca de 300 pacientes, é composto por equipes multidisciplinares que atendem durante 24 horas

Na quarta-feira (17),  pacientes e servidores do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Sede organizaram uma confraternização de boas-vindas ao novo prédio de atendimento, que está localizado na avenida Benjamim Camargos, bairro Alvorada. Os pacientes foram recebidos com uma roda de música e comidas típicas juninas.

O objetivo da mudança é proporcionar mais conforto, segurança e comodidade aos usuários. “A saúde mental no município de Contagem vem se esforçando para fornecer sempre o melhor atendimento para esse público. Estávamos em uma localidade que não possuía todos os recursos necessários para fazermos um acolhimento de alta qualidade, e não tínhamos condição de trabalhar todas as modalidades de tratamento de forma adequada. Com esse novo local, temos a estrutura necessária e um espaço agradável a todos que usam esse equipamento e aos servidores que aqui trabalham”, destacou o diretor do Caps Sede, Rafael Kalil.

A unidade atende cerca de 300 pacientes, é composto por equipes multidisciplinares que atendem durante 24 horas. Em Contagem, existem cinco Caps. As instituições acolhem pacientes com transtornos mentais e estimulam a integração social e familiar.

 

 

 

Repórter: Nelson Augusto

Foto: Fábio Silva 

Data: 18/07/2019

 

 

 

Festa junina da Saúde Mental agita o Caps Eldorado

Descontração, diversão e alegria tomaram conta do Parque Ecológico da região

Descontração, diversão e alegria tomaram conta do Parque Ecológico do Eldorado, onde usuários do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e seus familiares participaram da Festa junina da Saúde Mental, na semana passada. “Todo ano trago meu filho e percebo como faz bem para ele”, destaca Gracíola Freire Costa, moradora da região Nacional e mãe de João Márcio, atendido na unidade de saúde.

A psicóloga e supervisora de Serviço Residencial Terapêutico do Novo Progresso, Débora Favaro Mendes de Oliveira, destaca que eventos como este são muito importantes para a integração psicossocial dos usuários. “A Saúde Mental de Contagem promove essa inclusão. Escolhemos não ficar restritos ao ambiente da saúde mental, para que eles possam se apropriar de outros atrativos da cidade”.

Além de música e comidas típicas, houve a apresentação de uma peça de teatro tipicamente junina. “O ensaio foi nas oficinas semanais de teatro”, destacou a responsável pelo Centro de Convivencia/Projeto Teia, Poliana Costa.

 

 

 

Repórter: Milla Silva (sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Fábio Silva

Data: 16/07/2019

 

 

Contagem capacita equipes de enfermagem que atuam na Saúde Mental

Encontro também promoveu a interação entre os servidores

Uma das bandeiras do prefeito Alex de Freitas é a capacitação dos servidores. O programa de governo está sendo seguido à risca pela Secretaria de Saúde. Na sexta-feira (24), foi realizado um encontro dos trabalhadores da Enfermagem na Saúde Mental, no auditório da UNA Contagem. O objetivo foi capacitar e promover a interação entre os servidores.

Segundo o coordenador de Saúde Mental, Willy Simões, maio foi escolhido para a realização do encontro por dois motivos. “Nada mais justo que realizar o evento no mês em que se celebra o Dia da Enfermagem (12/5) e o Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem (20/5). Além disso, foi celebrado no dia 18 a Luta Antimanicomial”, afirma Willy Simões.

Contagem conta com 200 enfermeiros, técnicos ou auxiliares que atuam nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Os CAPS são unidades especializadas para tratamento e reinserção social de pacientes da Saúde Mental. Os centros oferecem atendimento interdisciplinar, composto por uma equipe multiprofissional que reúne médicos, assistentes sociais, psicólogos, psiquiatras, entre outros especialistas.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 27/05/2019 

Contagem abraça a luta: manicômio nunca mais!

Caminhada pela avenida João César de Oliveira chamou a atenção para os direitos das pessoas com transtornos mentais

Usuários da Saúde Mental de Contagem, familiares e agentes de saúde tomaram a avenida João César de Oliveira, uma das mais importantes de Contagem, na terça-feira (14). A ação teve como intuito abrir a semana em que se celebra a Luta Antimanicomial. Essa já é uma tradicional caminhada no município, realizada pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, promovendo os direitos e respeito às pessoas com transtornos mentais.

Cerca de 150 pessoas participaram da caminhada. Com faixas, cartazes e gritos de ordem, uniram-se em uma finalidade: “manicômio nunca mais”. A marcha saiu da praça Pinheiro Chagas em direção ao Espaço do Saber. Populares e motoristas paravam com um olhar atento, demonstravam respeito e apoiavam a causa. A caminhada contou com as batidas ritmadas dos tambores do projeto Fica Vivo!

O coordenador da Saúde Mental, Willy Simões, destacou a importância dessa data: “A luta antimanicomial busca o tratamento digno, o fim da internação compulsória, que é extremamente desumano, além da reinserção na sociedade”. Segundo Willy Simões, participaram da ação os Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Centro de Convivência Horizonte Aberto e Centro Pop (população em situação de rua).

Dia da Luta Antimanicomial

O Movimento Antimanicomial tem o dia 18 de maio como data porque remete ao Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental, ocorrido em 1987, na cidade de Bauru (SP), que reuniu mais de 350 trabalhadores. Na ocasião, foi redigido o manifesto que marca o início da luta pela extinção dos manicômios no Brasil.

Veja as Unidades da Saúde Mental de Contagem:

Capsi: rua Urucuri nº 130, Novo Eldorado. Telefones: 3356-3307 e 3392-1927

Caps III Eldorado: rua Marguerita Fontanarezza nº 106, Eldorado. Telefones: 3355-1558 e 3352-2252

Caps AD: rua Sevilha nº 110, Santa Cruz. Telefones: 3398-7378 e 3398-9922

Caps III Sede: rua Felisbino Pinto Monteiro nº 1099, Praia. Telefones: 3352-5822 e 3352-7215

Centro de Convivência Horizonte Aberto: rua Livorno nº 96, Santa Cruz. Telefone: 3352-5350

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Ramos Barbosa

Data: 15/05/2019

Luta Antimanicomial será marcada por caminhada em Contagem

Objetivo é sensibilizar a sociedade na luta pela inclusão de pessoas com transtornos mentais

Para abrir a semana em que se celebra a Luta Antimanicomial, usuários da Saúde Mental de Contagem, familiares e agentes de saúde vão para a rua na terça-feira (14), para participar da tradicional caminhada promovida em prol dos direitos e respeito às pessoas com transtornos mentais.

A caminhada, promovida pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, faz parte de um movimento social mais amplo que visa sensibilizar a sociedade e lutar pela inclusão de pessoas com transtornos mentais. Além de promover a inserção na sociedade por meio de atos, artes e debates.

O Movimento Antimanicomial tem o dia 18 de maio como data que remete ao Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental, ocorrido em 1987, na cidade de Bauru (SP), que reuniu mais de 350 trabalhadores. Na ocasião, foi redigido o manifesto que marca o início da luta pela extinção dos manicômios no Brasil.

Serviço:

Caminhada pela Inclusão

Data: Terça-feira – 14 de maio

Horário: 14h

Local e percurso: Praça Paulo Pinheiro Chagas até o Espaço do Saber

 

Repórter: Lucas Santos

Data: 10/05/2019

Projeto TEIA incentiva autocuidado e a convivência com o coletivo

Cada um dos oito distritos sanitários da cidade possui um ponto TEIA, que promove cuidados em saúde mental

Integrantes do Projeto TEIA Ponto Jardim Industrial reuniram-se mais uma vez, na quarta-feira (13), movidos pela iniciativa de cuidar de si e do outro como prática de liberdade e potência de vida e deram sequência à tecitura da trama inclusiva do projeto.

O TEIA – Território, Entrelaces, Inclusão, Autonomia – é uma iniciativa que reúne pacientes com histórico de isolamento, exclusão e internações psiquiátricas, familiares e trabalhadores da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) de Contagem. Sua finalidade é fomentar uma mobilização criativa e cidadã nos usuários assistidos, por meio da convivência e da oferta de oficinas terapêuticas para produções no campo do artesanato, da jardinagem, do teatro e da escrita, entre outras áreas.

Cada um dos oito distritos sanitários da cidade possui um ponto TEIA, que promove cuidados em saúde mental articulados à inclusão social de pessoas com histórico de sofrimento mental e/ou que estão em situação de sofrimento psíquico e/ou vulnerabilidade psicossocial. Os usuários do Ponto TEIA Jardim Industrial reúnem-se todas as quartas-feiras, às 9h, para seguir alimentando essa trama cidadã e inclusiva.

Vida longa ao Projeto TEIA!

Projeto TEIA será tema de seis edições do Caderno de Cidadania, publicação da Gráfica O Lutador. Saiba mais clicando AQUI e AQUI

Clique AQUI e saiba mais sobre a RAPS de Contagem

 

Repórter: Carolina Brauer 

Foto: Fábio Silva 

Data: 14/02/2019