Posts com a Tag ‘Saúde Mental’

Bazar natalino do Centro de Convivência Horizonte Aberto

O equipamento atende usuários da rede de saúde mental do município

Além de se o mês quando as pessoas comemoram as festas natalinas, dezembro é um mês de reflexão, dedicação ao próximo e planejamento para o ano vindouro. O Centro de Convivência Horizonte Aberto também prepara seu natal. Nos dias 6 e 7 de dezembro, o centro promoveu um bazar natalino para celebrar o 2017. O Horizonte Aberto é um equipamento da Prefeitura de Contagem que atende usuários da rede de saúde mental do município, que apresentam quadro psíquico estável.

Além de artesanatos, confeccionados pelos usuários, roupas e bijuterias estavam a venda. Cerca de 100 pessoas passaram para conferir o bazar e levar para casa uma lembrança do que é realmente a magia do natal, ajudar o próximo. O intuito é promover a socialização dos usuários e arrecadar fundos para passeios e confraternizações.

“Além de arrecadar fundos, queremos mostrar para a população que o usuário da saúde mental é capaz de exercer tarefas e se inserir na sociedade”, ressaltou a gestora do Horizonte Aberto, Karem Alvin. O Centro de Convivência oferece diariamente, para aproximadamente 25 usuários, diversas oficinas de artesanato como pintura em tecido, confecção de potes, entre outros.

Nas oficinas são atendidos usuários do Centro de Convivência e, também, os usuários em situação de permanência/dia dos Centros de Atendimento Psicossocial Infantil (Caps I), Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD), Atendimento Psicossocial (Caps) Eldorado e Caps Sede, em dias alternados. 

Bazar na Saúde
Dia:12 de dezembro (Terça-feira)
Local: Secretaria de Saúde
Endereço:  Avenida General David Sarnoff, 3113 
Horário: 10h às 15h

 Data:07/12/2017

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Barbosa

Diálogos para ampliar a inclusão de pessoas com sofrimento mental

Encontro serviu para discutir construção coletiva de uma associação e uma cooperativa

Com o objetivo de promover a troca de experiências e o diálogo sobre a criação de uma associação de usuários e futura cooperativa de geração de renda para os usuários da saúde mental de Contagem, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveu o “Encontro – Diálogos de Reabilitação Psicossocial”.

Cerca de 80 pessoas, entre usuários, familiares e profissionais da saúde mental participaram do evento, ocorrido na quarta-feira (29), em Lagoa Santa (MG). Integrantes do Grupo Cultivarte, de Contagem, e da Associação Suricato, de Belo Horizonte, ambos formados por trabalhadores, usuários e apoiadores das políticas de saúde mental estiveram reunidos no encontro.

Durante o dia, além de se divertir com atividades esportivas e lúdicas, o grupo de participantes pôde interagir em atividades de sensibilização e mobilização para a formação da associação e da cooperativa proposta. A ideia é  que essas entidades possam contribuir para a inclusão dos pacientes com histórico de sofrimento mental no mercado de trabalho e na cidade, tornando-se mais uma possibilidade de acolhimento, vínculo, convivência e produção de sentidos dessas pessoas.

before

Criação da cooperativa foi o tema central da reunião

A diretora-geral da Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Luiza Mara da Silva Lima, explica que a iniciativa da constituição dessas entidades tem como um dos pontos fundamentais o empoderamento, o fomento à autonomia e à inclusão cidadã dos usuários da saúde mental. “A ideia é partirmos de uma perspectiva mais horizontalizada, democrática e colaborativa para a concepção da cooperativa, de forma que quem usa as políticas de saúde mental também possa participar dessa construção, que deve ser feita não somente por quem faz a gestão dessas políticas. É uma construção feita por muitos”.

 

 

 

Data:01/12/2017

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

Encontro da Saúde Mental

Contagem será representada no “Encontro – Diálogos de Reabilitação Psicossocial – Grupo Cultivarte/Contagem e Associação Suricato /BH”.

O encontro será realizado nessa quarta-feira (29/11), em Lagoa Santa.  O  encontro tem o objetivo de promover uma interlocução de experiências, visando à inclusão das pessoas com histórico de sofrimento social.

A Coordenação de Saúde Mental de Contagem estima a participação de quase 80 pessoas. O encontro reunirá usuários e profissionais da saúde mental.

Data: 28/11/2017

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Barbosa

Centro de Convivência Horizonte Aberto, novos caminhos para alcançar a socialização e a saúde

Novas possibilidades de tratamento e busca de perspectivas terapêuticas em saúde mental. 

O Centro de Convivência (CCV) Horizonte Aberto é uma instituição pública criada no ano de 2003, com início de funcionamento em 2005. Integra a rede substitutiva de atenção à saúde mental. Funciona na Rua Livorno, nº 96. Bairro: Santa Cruz, na cidade de Contagem, Minas Gerais.

O Centro oferece aos usuários, a construção de laços sociais, por meio de oficinas, trocas e encontros, além de atividades externas como passeios e participação em eventos da Comunidade.

O CCV Horizonte Aberto esteve fechado para atendimento ao público, durante a transição política,  por falta de gestor. Em meados do mês de março de 2017 reabriu as portas para o atendimento aos usuários. Assim que foi reaberto, o Centro de Convivência, atendia uma média de 10 usuários por semana e após  trabalho de busca ativa, ao longo dos meses, passou a atender uma média de 80 usuários, semanalmente, com oficinas de artesanato, reciclagem, colagem, bijuteria, desenhos e pintura em tecidos.

Os frequentadores traduzem no desenvolvimento individual e na presença ativa das atividades semanais uma nova perspectiva de vida. Muitos se dizem mais felizes e ainda há aqueles que se sentem em casa. Soraya Eliamar Xavier Ferreira, frequentadora do CCV há quase 10 anos comenta que dentro de todo o percurso de atendimento, é nessa gestão que se sente respeitada por parte dos funcionários, que tem mais acesso às atividades e que sente-se bem em estar convivendo com as demais pessoas.

As “Rodas de Conversa” estimulam a socialização e o compartilhamento de questões relativas ao Centro de Convivência, bem como aos seus conflitos internos e à própria vida.

O principal objetivo do trabalho realizado no Centro de Convivência Horizonte Aberto é a integração e a valorização do portador de sofrimento mental, levando-o a querer coisas que até então lhe pareciam impossíveis. “Espero um dia poder ajudar outras pessoas também, assim como estão me ajudando, comenta uma usuária do CCV”

Hanna, estudante de psicologia da Faculdade UNA de Contagem, e estagiária no CCV Horizonte Aberto vem descobrindo a importância das atividades desenvolvidas no centro, para os usuários e também para os funcionários. “O serviço é muito qualificado e é notável a satisfação e o desenvolvimento dos usuários em Saúde Mental que chegam até aqui”.

A porta de entrada para atendimento no Centro de Convivência se dá pelo encaminhamento dos pacientes por suas referências técnicas, e após acolhimento. As oficinas e demais atividades acontecem de segunda a sexta-feira, nos horários de 8h30 as 11h30, e de 13h30 as 16h30. Nos dois turnos é oferecido lanche aos usuários. Também é fornecido vale-transporte para que os mesmos compareçam às oficinas três vezes por semana.

Data: 09/11/2017

Repórter: Simone Ribeiro

Fotos: Karen Alvim