Posts com a Tag ‘Saúde Contagem’

Número de partos cresce 19,8% no Centro Materno-Infantil

Em novembro foi batido o recorde de nascimentos de bebês, reflexo das mudanças de gestão implantadas desde o início de 2017

De uma unidade de saúde que funcionava com apenas 30% de sua capacidade à melhor maternidade pública de Minas Gerais, em menos de um ano. Após mudanças na gestão para acabar com problemas estruturais, além de investimentos em recursos humanos, o Centro Materno-Infantil (CMI) Juventina Paula Jesus passou a funcionar com estrutura plena em 7 de agosto. De janeiro a novembro deste ano foram feitos 3.632 partos, 19,8% a mais que no mesmo período de 2016 (3.032).

Em novembro foi batido o recorde de partos no CMI desde janeiro de 2016: foram 368 procedimentos, superando os números expressivos registrados nos meses de setembro (352) e maio (342). O aumento da quantidade de procedimento é resultado de várias adequações feitas pela Secretaria Municipal de Saúde.

A enfermaria pediátrica, o CTI neonatal e a UCI/CTI pediátrica do Complexo Hospitalar de Contagem (CHC), que antes funcionavam nas instalações do Hospital Municipal José Lucas Filho (HMC), foram transferidos para o CMI. Salas de pré-parto, parto e puerpério (PPP) foram abertas e inaugurado o Pronto-Atendimento Infantil.

Além disso, a Casa de Apoio à Gestante e à Puérpera (Cagep) passou a funcionar em um local muito mais apropriado. Dessa forma, o CMI passou a funcionar com 100% de sua capacidade.

O prefeito de Contagem, Alex de Freitas, comemora o recorde de partos. “Cada pequeno contagense que nascer aqui será do tamanho dos seus sonhos. O futuro da nossa cidade nasce aqui”, afirmou. 

O secretário Municipal de Saúde, Bruno Diniz, ressalta que os números colocam a maternidade entre as principais do Estado.

Data: 28/12/2017

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Adelcio Barbosa

Trabalhadores da saúde recebem palestra sobre câncer de pele

Objetivo é conscientizar grupo de servidores que passam longos períodos expostos ao sol

Mariana de Sousa é agente de Combate a Endemias há 10 anos, na Região do Ressaca. Ela percorre diariamente dezenas de ruas, seus inimigos são os ovos do mosquito da dengue e o sol. Para conscientização esse público sobre os perigos dos raios solares a Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Consultas Especializadas (CCE) Ressaca, promoveu nos dias 18 e 20 de dezembro, uma palestra com a denominação: “Conhecendo e Cuidados da Pele”. 

“Acho muito importante esse trabalho da Secretaria de Saúde conosco. Temos que nos cuidar, principalmente nessa época do ano em que o sol é mais forte, além da palestra ganhamos um kit com protetor e bloqueador solar”, ressaltou Mariana. 

 A ação fez parte do Dezembro Laranja, mês de conscientização ao câncer de pele. As palestras voltadas a Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Combate às Endemias (ACE) foram uma iniciativa da dermatologista Tissiani Batista. Cerca 30 ACS/ACE, da unidade de saúde São Joaquim e 35 agentes na UBS Arpoador participaram da ação de saúde.

Para prevenir o câncer de pele, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes (Inca), aconselha o uso de filtros solares diariamente (uso de vestimentas adequadas e de acessórios protetores). A exposição contínua aos raios solares é o principal fator de risco associado aos cânceres de pele. O câncer de pele é o tipo mais frequente no Brasil, correspondendo a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, segundo o Inca. 

 

   A dermatologista Tissiani Batista explica alguns cuidados que cada um deve ter. “Além de tentar evitar a exposição solar entre 10h e 16h, o uso de protetor solar fator acima de 30 é recomendado, devido a incidência dos raios solares no Brasil”. Tissiani é dermatologista do CCE Ressaca e membro da sociedade Brasileira de Dermatologia Clínica.  

Contagem conta com três dermatologistas, dois no CCE Iria Diniz e um no CCE Ressaca. Para acessar esses profissionais a população deve passar primeiro por uma Unidade Básica de Saúde (UBS), para, caso haja necessidade, receber o encaminhamento à consulta dermatológica. Em média, mais de 300 atendimentos dermatológicos mensais são feitos na rede SUS/Contagem.

Agentes receberam kit para a proteção contra os raios solares

Atenção aos sintomas

É possível estar atento a sinais que podem significar o aparecimento do câncer de pele. A dermatologista Ticiani Batista explica que é preciso procurar pelo médico sempre que a pessoa estiver diante dos seguintes sintomas:

• Feridas e/ou machucados pequenos que não cicatrizam;

• Pintas e/ou manchas assimétricas, com bordas irregulares, com mais de uma cor e/ou diâmetro maior que 6mm.

• “Diante dessas lesões suspeitas, a pessoa deve procurar pelo serviço de saúde para diagnóstico e, se preciso, tratamento. Quanto mais precoce for o diagnóstico, melhor o prognóstico”, ressalta a médica.

 Data: 21/12/2017

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Barbosa

Mais de 65 mil exames de média e alta complexidade

Oferta de ressonâncias, endoscopias, tomografias, ultrassons e raios X melhora acesso à saúde na cidade

No Complexo Hospitalar de Contagem (CHC), ao longo do ano de 2017, as conquistas foram muitas, e os números que compõem a retrospectiva do ano no complexo confirmam a percepção de usuários e servidores sobre melhorias ocorridas no hospital. Nesse contexto de crescentes investimentos em estrutura física e recursos humanos, foram feitos neste ano mais de 65 mil exames de média e alta complexidade, como ressonância magnética, endoscopia, tomografia computadorizada, ultrassom e raio X. Para isso, houve um esforço por parte da gestão para reestruturar e renegociar contratos, melhorando o acesso a exames que são muito importantes para os diagnósticos médicos.

Foram feitas 251 ressonâncias magnéticas, um dos exames mais complexos em termos de geração de imagens com boa resolução e que é indicado para o diagnóstico em diversas especialidades médicas e em diferentes partes do corpo, como mama, cabeça e membros do corpo. Endoscopias, um exame que gera imagens indicado para diagnóstico e tratamento de doenças no estômago, esôfago e duodeno, foram 2.755.

E os números só crescem em escala: foram executadas 4.810 tomografias computadorizadas, um exame que tem como principal objetivo captar imagens dos órgãos, ossos e demais detalhes das estruturas corporais do indivíduo, investigando doenças como câncer, acidente vascular cerebral e hérnia de disco. Para ultrassom, um importante auxiliar nos diagnósticos médicos mais diversos, desde nódulos e problemas musculares, útero e ovários a pedras nos rins e vesículas, foram 15.094 ofertas.

before

Foram feitos neste ano mais de 65 mil exames de média e alta complexidade

 

Já em relação ao raio X, além da quantidade de exames chamar a atenção, é importante ressaltar que, pela primeira vez, o CHC passa a utilizar exames de raio X digital em suas rotinas de trabalho. A inovação vem sendo gradativamente implementada no Hospital Municipal José Lucas Filho (HMC) e no Centro Materno Infantil (CMI) Juventina Paula de Jesus, que integram o Complexo, com radiografias convencionais sendo progressivamente substituídas pelas digitais desde o mês de junho. Todas as especialidades médicas serão contempladas. Graças ao equipamento, a imagem radiografada de estruturas internas do corpo é imediatamente gerada no computador e pode ser rapidamente encaminhada para o profissional que a requisitou, conferindo mais agilidade e eficiência nos serviços prestados. Desde o início da implementação digital até aqui, foram feitos 42.413 raios-x computadorizados.

O secretário de Saúde de Contagem, Bruno Diniz, reforça que o acesso a procedimentos considerados de média e alta complexidade constitui-se como uma importante responsabilidade da gestão em saúde: “Esse acesso é importante para a integralidade da assistência ao cidadão, principalmente àqueles historicamente desassistidos em saúde. Estamos reestruturando e melhorando toda a rede de assistência no município, o que inclui normalizar as filas de acesso a exames ligados à média e alta complexidade”.

 Data: 21/12/2017

Repórter: Carolina Brauer

Foto:Divulgação

Campanha de Natal no Complexo Hospitalar “Adote um leito”

Natal é época de confraternização e de solidariedade. Para marcar a data e oferecer alento a quem está se recuperando, se tratando ou até mesmo lutando pela vida no Complexo Hospitalar de Contagem (CHC), a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove a campanha “Adote um leito de natal”. Feita todo ano, a campanha já ajudou a levar mais esperança a milhares de pessoas, de todas as idades, desde que teve início, há 14 anos, quando o Hospital Municipal foi inaugurado.

Data: 21/12/2017

Fotos: Adelcio Barbosa

Campanha Adote um Leito é tradição no Complexo Hospitalar

Hospital Municipal e Maternidade recolhem doações de brinquedos e produtos de higiene que serão distribuídos a pacientes internados

Natal é época de confraternização e de solidariedade. Para marcar a data e oferecer alento a quem está se recuperando, se tratando ou até mesmo lutando pela vida no Complexo Hospitalar de Contagem (CHC), a Prefeitura Municipal de Contagem (PMC), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vai promover a campanha “Adote um leito de natal”. Feita todo ano, a campanha já ajudou a levar mais esperança a milhares de pessoas, de todas as idades, desde que teve início, há 14 anos, quando o Hospital Municipal foi inaugurado.

Neste ano, a tradição continua, e no dia 21 de dezembro, às 13h, o papai Noel irá percorrer todos os setores do Hospital Municipal José Lucas Filho (HMC) e do Centro Materno Infantil (CMI) Juventina Paula de Jesus para distribuir brinquedos às crianças e kits de higiene a todas as pessoas que estiverem internadas no momento da visita do bom velhinho. O percurso inclui o ar da graça à maternidade, à pediatria e ao pronto-socorro. Centenas de pessoas serão beneficiadas.

Para empreender a campanha, o CHC está recolhendo doações de brinquedos e produtos de higiene, como pasta e escova de dente, sabonete líquido, xampu, creme hidratante e similares, que podem ser entregues na recepção do HMC. Doações de kits de higiene já prontos também podem ser feitas.

Interessados em ajudar devem fazer as entregas no próprio CHC, no horário comercial, procurando por Rejane Luzia Fernandes Braga, referência em Humanização do CHC. “Essa campanha sempre mobiliza todo o corpo de funcionários do hospital e já faz parte da cultura interna do CHC”, afirma Rejane, que desde sempre organiza a mobilização em prol dessa corrente de solidariedade. Até aqui, de acordo com Rejane, já foram montados mais de 350 kits de higiene, bem como dezenas de brinquedos já foram arrecadados.

Quem quiser participar presencialmente da visita do Papai Noel aos setores do hospital no dia 21/12, acompanhando o velho Noel durante a visita, deve também procurar pela Rejane, no setor de Humanização.

Atualmente, o CHC conta com cerca de 360 leitos, praticamente o dobro da capacidade apresentada no início de 2017, quando havia apenas 199 leitos. A meta da gestão é chegar a 408 leitos até janeiro de 2018. 

Data: 18/12/2017
Repórter: Carolina Brauer
Fotos: Divulgação CHC

Gestão apresenta retrospectiva de 2017 no Complexo Hospitalar

Cerca de dois mil servidores participam de ação que apresenta um balanço do que foi feito e do que está previsto

O ano de 2017 foi um dos mais importantes na história do Complexo Hospitalar de Contagem (CHC), que abrange o Hospital Municipal José Lucas Filho (HMC) e  0 Centro Materno- Infantil (CMI) Juventina Paula de Jesus. 

Após cerca de quase R$ 6 milhões investidos no abastecimento e melhorias no parque tecnológico, reestruturações em processos e em escalas e a implementação de uma filosofia que busca humanizar ambientes, adequando-os à legislação e oferecendo mais conforto a pacientes e trabalhadores, os problemas do hospital estão sendo enfrentados e o CHC, que vivia uma situação de sucateamento em janeiro de 2017,  se encontra bem mais  reestrurado atualmente.

Para comemorar os bons índices, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), oferece, entre os dias 13 e 15 dezembro, um café para todos os servidores do complexo. O objetivo é apresentar uma retrospectiva de 2017 no complexo, fazendo uma exposição da situação encontrada pela atual gestão há 12 meses, do que foi feito desde então e do que está por vir.

Durante esses três dias,  cerca de dois mil servidores que trabalham no complexo,  entre eles médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem  e pessoal dos setores administrativos e da limpeza, efetivos e contratados, poderão participar da ação, que foi dividida em nove sessões, para que todos os funcionários, de todos os plantões e turnos do hospital, possam ser contemplados.

O prefeito de Contagem, Alex de Freitas, destaca que houve uma mudança significativa no complexo. “Encontramos uma maternidade com apenas 30% em funcionamento ,e o hospital estava com diversos problemas estruturais. Após menos de um ano de governo, conseguimos entregar um novo complexo hospitalar para os contagenses”.

O secretário de Saúde do município, Bruno Diniz, adianta que as boas novas não param: “Ainda em dezembro, entregaremos o novo Centro de Cirurgia e Traumatologia de Contagem. Com esse novo centro, o prefeito Alex de Freitas entrega cerca de 40% do HMC revitalizado somente no primeiro ano de governo”, disse. 

“Para que todas as melhorias ocorridas durante o ano fossem implantadas, a atuação e a colaboração de cada servidor foi fundamental. A atual gestão não teria conseguido avançar tanto, em tão pouco tempo, sem as contribuições de cada um”, ressaltou o superintendente do CHC, João Pedro Laurito Machado.

Conceição Maria da Cruz trabalha na limpeza do hospital há dois anos e vem acompanhando todas essas mudanças: “Houve uma melhora enorme”, afirma a servidora, contratada por uma empresa prestadora de serviços.

 O otorrinolaringologista e coordenador do Serviço de Otorrinolaringologia do HMC, Rodrigo Fantauzzi, há 11 anos atuando no hospital, frisa a importância da garantia de acesso aos serviços de saúde. “Estamos lidando com expectativas de pessoas que contam com a nossa atuação para a resolução dos problemas que chegam ao consultório, ao bloco cirúrgico. Contamos com a disponibilidade de todos os insumos e equipamentos necessários para resolver esses problemas, e é muito gratificante ver como a vida das pessoas pode melhorar graças a esse acesso”, explica o médico.

before

Ação ocorre durante três dias Mais  melhorias

Mais melhorias

Ao longo do ano, houve uma melhoria geral nos indicadores do hospital, como o aumento de cerca de 25% das internações hospitalares quando são comparados os anos de 2016 e 2017: de janeiro a outubro de 2016, 1.117 internações foram feitas; já em 2017, no mesmo período, 1.761 cidadãos com necessidade de internação e cirurgia de urgência/eletiva encaminhadas por Unidades de Pronto Atendimento (UPA) ou que estavam na fila de espera da Regulação puderam ser internados.

Foram feitos milhares de partos e de exames de média e alta complexidade, como tomografias, ressonâncias, ultrassons e endoscopias. Dez leitos de CTI que estavam interditados foram reabertos, e um novo prestador de análises laboratoriais foi contratado.

A enfermaria pediátrica, o CTI neonatal e a UCI/CTI pediátrica do complexo, que antes funcionavam nas instalações do HMC, foram transferidos para o CMI, que conta com ambiência mais preparada e humanizada para atender aos pequeninos. Salas de pré-parto, parto e puerpério (PPP) foram abertas e houve, ainda, a inauguração do Pronto Atendimento Infantil. Além disso, a Casa de Apoio à Gestante e à Puérpera (Cagep) passou a funcionar em um local muito mais apropriado. Dessa forma, o Centro Materno passou a funcionar com 100% de sua capacidade instalada, ante os 30% encontrados em janeiro deste ano.

A quantidade de leitos disponíveis em todo o complexo aumentou dos 199 encontrados no início do ano para os 360 atuais, e a meta é chegar a 408 em 2018.

O complexo hospitalar recebeu, ainda, obras de drenagem de água pluvial, melhorias no sistema de ar condicionado, subestação de tratamento de esgoto e no sistema de oxigênio, além de melhorias na limpeza e na alimentação dos pacientes.

 Data: 14/12/2017

Repórter: Carolina Brauer e Lucas Santos

Fotos: Adelcio Barbosa

Praça da Glória recebe 3º Encontro de Lian Gong

Ação reuniu cerca de cem pessoas que buscam melhorar a qualidade de vida

Ao longo dos anos devido a uma vida sedentária, especialmente pela falta de exercícios físicos, milhares de pessoas sofrem com dores articulares. Entre essas pessoas está Leandra Morais, 65 anos. Em decorrência de um quadro crônico de fibromialgia, ela sentia muitas dores pelo corpo. A vida da moradora do Eldorado mudou quando conheceu o Lian Gong. “Eu sentia muitas dores no pescoço, costas e pernas. Comecei a praticar essa atividade que para mim é fundamental, não sinto quase dor nenhuma mais”, explicou ressaltando os benefícios das práticas. 

Leandra foi mais uma entre os cerca de 100 usuários que participaram nessa segunda-feira (11), na Praça da Glória, do 3º Encontro de Lian Gong. O encontrão é promovido pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde. Atualmente, mais de 500 pessoas praticam a técnica no município. A prática é oferecida, gratuitamente, em 24 pontos espalhados nas oito regionais (Clique aqui para saber os locais). 

before

Atualmente, mais de 500 pessoas praticam a técnica no município

A coordenadora de Práticas Integradas e Complementares da Secretaria de Saúde, Ana Viegas, destacou a importância dessa atividade para a cidade bem como falou da ampliação do programa. “É uma satisfação em implementar esse programa em Contagem. A gestão abraçou o Lian Gong, a expectativa é que em 2018 possamos ampliar a atividade em toda a cidade, passando para mais de 50 núcleos”, afirmou Ana.

 

 

 

 

 

Data:11/12/2017

Repórter: Lucas Santos

Fotos: Adelcio Barbosa

Centro Especializado de Revitalização pronto no 1º semestre

Obras foram retomadas pela atual gestão. No final de 2016, o CER IV foi inaugurado com obras inacabadas pela gestão anterior

O vice-prefeito William Barreiro visitou, na terça-feira (5), as obras do Centro Especializado em Reabilitação tipo IV (CER IV). O equipamento é destinado a ampliação dos serviços de saúde direcionados às pessoas com deficiências. A previsão que o CER IV atenda cerca de 1.700 pacientes por mês.

Além de Contagem, somente Diamantina e Três Corações possuem uma unidade do Centro Especializado de Reabilitação. Sendo o CER IV implantado em Contagem o mais completo do Estado. “Contagem tem uma estrutura que muitos hospitais de cidades interiores ou até do mesmo porte não têm. Essa obra é um ganho para a área da saúde do município”, ressaltou o vice-prefeito William Barreiro. 

O Centro Especializado em Reabilitação é incluído na categoria IV, por atender quatro tipos de deficiência, física, visual, intelectual e auditiva. “O grande diferencial da estrutura implementada em Contagem é a oficina ortopédica construída para confecção de órteses e próteses dos usuários assistidos”, definiu o secretário de Saúde, Bruno Diniz.

Inauguração de obra inacabada

Em 25 de agosto de 2015, a gestão anterior assinou a ordem de serviço para construção do CER IV. A obra teve início em 15 de julho do mesmo ano, com a previsão de entrega para 15 de junho de 2016. No final de 2016, o prédio foi inaugurado, com obras inacabadas, sem luz e equipamentos.

A gestão do prefeito Alex de Freitas e do vice William Barreiro retornou as obras imediatamente. A partir de então, estão sendo feitas as intervenções para readequação do espaço.  A expectativa que o CER IV seja inaugurado, de fato, no primeiro semestre de 2018.

Data: 07/12/2017

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Barbosa

Mais 60 leitos são entregues no Hospital Municipal de Contagem

O secretário de Saúde de Contagem, Bruno Diniz, acompanhou o vice-prefeito William Barreiro na visita técnica que marcou a entrega dos leitos. Assim o Complexo Hospitalar de Contagem (CHC) chega a 360 leitos, praticamente dobrando sua capacidade em relação ao início do ano, quando havia apenas 199 leitos. A meta é chegar a 400 leitos até janeiro de 2018.

Data: 05/12/2017

Fotos: Adelcio Barbosa

Prevenção do câncer de mama continua a mil

Marcação para mulheres compreendidas no público-alvo da campanha pode ser feita diretamente no prestador até dezembro

No dia 27 de novembro, comemorou-se o Dia Nacional de Combate ao Câncer. E quando o assunto é câncer, a prevenção continua sendo o melhor remédio, em qualquer época do ano.

Com o objetivo de reforçar a importância da prevenção e de promover ações ligadas à saúde da mulher, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, prorrogou, até o final do mês de dezembro, a marcação, diretamente junto ao prestador, de mamografias por mulheres residentes em Contagem com idades entre 50 e 69 anos que fizeram o exame há mais de dois anos.

Normalmente, quando a mulher recebe o pedido de mamografia em uma unidade de saúde, precisa primeiro encaminhá-lo ao Setor de Regulação da SMS, para só então fazer a marcação do exame.

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais reincidente no mundo, atrás somente do câncer de pulmão, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca). Entre as mulheres em todo o mundo, o câncer de mama é o mais frequente, respondendo por cerca de 25% dos casos. 

Contatos dos prestadores

– Ecoimagem: 2557-5910 / 2557-8855 / 2557-9967 (das 8h às 17h30)

– CDI: 3398-5777 (as 8h às 19h)

Milhares de mamografias e agendamentos feitos

De junho a outubro de 2017, uma média de 600 consultas com mastologista foram agendadas por mês, totalizando cerca de três mil agendamentos. No mesmo período, mais de 4.500 mamografias foram feitas. Atualmente, o município conta com três mastologistas, dois no Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz e um no CCE Ressaca. Mulheres de outras faixas etárias que apresentem sinais ou queixas relativas à saúde da mama ou ao sistema genital feminino também devem procurar uma unidade de saúde. Em todas essas situações, o acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento se dá a partir da Unidade Básica de Saúde (UBS).

Data: 30/11/2017

Repórter: Carolina Brauer