Posts com a Tag ‘Outubro Rosa’

Flores do Iria aprimora serviço de promoção da saúde da mulher

Foi aberto nesta terça (31) ambulatório para casos de alterações no colo uterino, mama, e gravidez de alto risco

Pacientes encaminhadas pelas unidades de saúde municipais de Contagem passaram a contar nesta terça-feira (31) com mais um espaço de promoção da saúde da mulher. Foram abertas as portas do “Flores do iria”, ambulatório do Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz.

São mulheres que precisam dos serviços de diagnóstico de alterações no colo uterino e mama, além de grávidas que fazem pré-natal de alto risco. Fabíola Nayara dos Santos é uma das gestantes que já era atendida no CCE Iria Diniz. Agora, ela terá a gravidez de alto risco acompanhada em um ambiente especialmente preparado para as mulheres.

Fabíola está grávida de 26 semanas e aprovou a iniciativa de integração, em um só ambulatório, dos serviços de diagnóstico de alterações no colo uterino e mama, consultas pré-natal de alto risco e mastologistas. “Antes, a consulta era em outro consultório. Agora tem mais espaço, ficou bacana”, opina. 

Com o “Flores do Iria”, a Secretaria Municipal de Saúde busca melhorar processos de trabalho e humanizar a assistência. Para ser atendida no novo ambulatório a paciente deverá passar por consulta com o Médico da Família da Unidade Básica de Saúde (UBS) à qual é referenciada para que a necessidade de encaminhamento à consulta especializada (ginecologia, mastologia e pré-natal de alto risco) seja avaliada. 

Os critérios para encaminhamentos serão avaliados conforme os protocolos de Saúde da Mulher do Ministério da Saúde. Os retornos serão agendados no próprio ambulatório.

Data: 31/10/2017

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Fábio Silva

Desfile marca mais uma ação do Outubro Rosa

Servidores da prefeitura acompanharam com entusiasmo 12 guerreiras na passarela da vida

O encerramento das atividades da campanha Outubro Rosa, em Contagem, foi marcado, nesta segunda-feira (30), pelo desfile de 12 pacientes do Instituto Mário Penna, acometidas pelo câncer de mama. Na passarela, sobre um tapete vermelho estendido no hall de entrada da prefeitura, as 12 mulheres esbanjaram beleza, carisma, atitude e, principalmente, otimismo. 

Para a diretoria de Humanização do Instituto Mário Penna, Maria Ângela Ferraz, o desfile é uma iniciativa de mão dupla, importante tanto para as pacientes quanto para quem o assiste. “De uma lado, nossas pacientes receberam uma explosão de autoestima por parte dos espectadores, do outro, elas exibiram sorrisos, reforçando a importância da prevenção, do auto exame e da mamografia”, ressaltou Ferraz.

Para a diretora, o câncer  de mama é algo inerente ao sofrimento, contudo, é possível aprender a lidar com a doença e sair fortalecido. “As nossas pacientes que aqui estão hoje são modelos de superação. São mulheres que aprenderam a valorizar cada nascer do sol, cada sorriso, cada olhar fraterno. São esposas, mães, enfim, mulheres que aprenderam a se cuidar a se amar, hoje mais do que nunca”, disse.

Presente ao desfile, o vice-prefeito William Barreiro parabenizou as modelos, enfatizando que o preconceito não pode ser maior do que o amor próprio e a vontade de viver. “ O câncer acomete pessoas independente de raça,  gênero, classe social ou  região. O diagnóstico não deve ser motivador da tristeza, mas da luta, pois o que vemos aqui são mulheres guerreiras e belas”, destacou. 

Para uma das modelos, a paciente Juçara Aparecida Reis, 51 anos, o prognóstico é mais importante do que o diagnóstico. “A doença física já está em nós, então, o diagnóstico não importa mais, é com o depois que nós temos que nos preocupar. Sigo com fé, pois o câncer não é sinônimo de morte. Acho que o emocional dita muito mais as regras que o físico. Estou bem feliz por estar aqui e dizer: tudo passa, é só uma fase e o amor fraterno cura. Isso aqui é cura”, disse, apontando para os servidores que assistiram ao seu desfile. 

Mulheres de Contagem ganham um novo equipamento de saúde

Ambulatório “Flores do Iria” será entregue na próxima terça-feira e reunirá serviços voltados à saúde da mulher

A partir da próxima terça-feira (31), o município contará com um ambulatório especialmente voltado à saúde da mulher. No Outubro Rosa, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), entrega à cidade o “Flores do Iria”, uma iniciativa que integrará em um só ambulatório os serviços de diagnóstico de alterações no colo uterino e mama, além das consultas pré-natal de alto risco e mastologistas atualmente prestados no Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz.

Para o pré-natal de alto risco, serão ofertadas 80 primeiras consultas e uma média de 200 retornos ao mês. Para consultas com médicos mastologistas serão ofertadas 480 consultas mensais, e para a propedêutica do colo-uterino, 200 atendimentos mensais, em média.

O objetivo é o de promover a valorização da mulher, reduzir a mortalidade materna e infantil, além de organizar e humanizar a assistência e diminuir o não comparecimento das pacientes às consultas.

Para acessar os serviços do Ambulatório da Mulher, CCE Iria Diniz, a usuária deverá passar por consulta com o Médico da Família da Unidade Básica de Saúde (UBS) à qual é referenciada, para que a necessidade de encaminhamento à consulta especializada (ginecologia, mastologia e pré-natal de alto risco) seja avaliada. Os critérios para encaminhamentos serão avaliados conforme os Protocolos de Saúde da Mulher do Ministério da Saúde (MS). Já os retornos serão agendados no próprio ambulatório.

A gestora da Atenção Especializada da Superintendência de Atenção à Saúde (SAS) da SMS, Aliny Vasconcelos, comenta sobre os benefícios da iniciativa, que conta com o envolvimento das áreas de Saúde da Mulher e Atenção Especializada da SMS. “Iremos aperfeiçoar e organizar o processo de trabalho, unindo as atividades da saúde da mulher que são desenvolvidas atualmente de maneira separada, por meio da adequação a Política Nacional de Atenção Integral a Saúde da Mulher”.

Data: 27/10/2017

Repórter: Carolina Brauer e Lucas Santos

Foto: Elivan Félix

Ação “Outubro Rosa” no Distrito Sede

Uma manhã de informação e interação entre servidores e usuários da Saúde e a parceria da Câmara Municipal marcam a manhã de quinta feira ( 26/10) no distrito Sede.

Ação de conscientização sobre câncer de mama na Regional Sede

Dia D do Outubro Rosa acontece nessa sexta-feira (27), atendimentos e agendamentos nãos UBSs serão voltados para as mulheres

Aferição de pressão e glicemia, Zumba, Lian gong, ônibus itinerante do Sistema Nacional de Emprego (Sine) e divulgação dos serviços do Centro de Referência da Assistência Social (Cras). A população de Contagem pôde conferir essas atividades e serviços, durante a comemoração do “Outubro Rosa”, promovida pela Secretaria de Saúde, em parceria com a Câmara Municipal, nesta quinta-feira (26), na Praça da Jabuticaba, região Sede.

Ao longo do mês de outubro, a Secretaria de Saúde promoveu ações nas oito regionais para comemorar o Outubro Rosa. “Esse é um mês simbólico para a conscientização e combate ao câncer de mama, devemos sempre reforçar que o autoexame é melhor maneira para a prevenção e o combate a doença”, ressaltou a diretora do Distrito Sanitário de Saúde, da Regional Sede, Francine Ana Lima. 

Nessa sexta-feira (26), acontece o “Dia D” do Outubro Rosa em Contagem. Todos os atendimentos e agendas das Unidades Básicas de Saúde serão direcionados à saúde da mulher. 

Data:26/10/2017

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio Barbosa

Ação “Outubro Rosa” no Distrito Industrial

Ações de conscientização e informação, marcam o Outubro Rosa em Contagem

A campanha de prevenção ao câncer de mama, o Outubro Rosa, foi promovida pelos Distritos de Saúde, nas oito regiões de Contagem.

No dia 27 de outubro, acontece o “Dia D”, onde todas as regiões se mobilizam com ações para atendimentos  destinados à saúde da mulher. 

Fotos: Fábio Silva

Desfile rosa para conscientizar sobre o câncer de mama

Ação ocorreu no Distrito de Saúde Industrial e contou com grande participação popular

Simbólico por diversos povos e motivos, o sete é considerado como o número da perfeição, da plenitude.  Nada mais simbólico que sete mulheres, sete lutadoras, que desfilaram nessa sexta-feira (20), na ação que comemora o Outubro Rosa, ocorrida na Região Industrial. As sete mulheres lutam contra o câncer de mama e fazem tratamento no Instituto Mário Penna. A ação foi promovida por meio da Secretaria de Saúde em parceria com o Instituto. 

Ilza Rodrigues, 42 anos, é uma das sete guerreiras. Ela retirou o seio, usa prótese, continua o tratamento e demonstra diariamente sua força e alegria. Ilza deixou um recado para todas as mulheres. “É muito importante conhecer o corpo, notar se há algo diferente, se encontrar vá diretamente ao médico”, alertou.  

A campanha de prevenção ao câncer de mama, o Outubro Rosa, foi promovida pelos Distritos de Saúde, nas oito regiões de Contagem. No dia 27 de outubro, acontece o “Dia D”, onde todas as regiões se mobilizam com ações onde os atendimentos serão destinados a saúde da mulher. 

Além do desfile, as mulheres puderam fazer a aferição de pressão e glicemia, aula de zumba e teste de HIV. Segundo a diretora do Distrito de Saúde, da Região Industrial, Carolina Moreira Duarte, essa ação tem o objetivo de conscientizar as mulheres sobre a necessidade de se cuidar. “Além do autoexame para prevenção e controle do câncer de mama, mostramos também a importância da prática esportiva, por exemplo”, disse. 

A ação contou também com o apoio da comunidade local, a participação de estudantes das escolas municipais Heitor Villa Lobos e Lígia Magalhães e da estadual Ruy Pimenta. Além do apoio da Igreja Nossa Senhora do Sagrado Coração, representantes da Cultura Afro e Cigana e da cantora contagense Thaís Moreira que esteve no The Voice Brasil.  Também presentes a Caravana da Seja Digital, oferta de empregos pelo Sine e a rádio Liberdade FM.  

Data: 20/10/2017

Repórter: Lucas Santos

Foto: Fábio Silva

Programação Outubro Rosa em Contagem

Cada um dos oito distritos sanitários da cidade terá uma programação voltada para o Outubro Rosa, bem como equipes de saúde e UBS’s do município. O Dia D da campanha ocorrerá em 27/10, com o funcionamento das unidades de saúde voltado exclusivamente à saúde da mulher. Durante todo o mês, será possível à população conferir palestras sobre prevenção de câncer de mama e de colo de útero e sobre saúde da mulher, orientar-se sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), tabagismo, nutrição e saúde bucal, aferir pressão e glicemia, participar de aulões de lian gong e de zumba .

Para conferir locais e a programação detalhada, acompanhe as publicações no site da Prefeitura de Contagem. Programe-se e participe!

 

Ação “Outubro Rosa” no Distrito Eldorado

Um mês inteirinho dedicado à Saúde da Mulher.

Orientação, prevenção e atendimento especializado marcam as ações do outubro Rosa, em cada um dos oito distritos sanitários, em Contagem.

Fotos : Lucas Santos

Cidade engajada na prevenção do câncer de mama e de colo do útero

Milhares de mamografias e preventivos ginecológicos foram feitos em 2017, cidade não apresenta demanda reprimida para esses exames

Em 2016, entre os residentes de Contagem, o câncer de mama foi o responsável por 37 mortes. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais reincidente no mundo, atrás somente do câncer de pulmão, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca). Entre as mulheres em todo o mundo, o câncer de mama é o mais frequente, respondendo por cerca de 25% dos casos. Já o câncer de colo de útero foi a causa mortis em 2016 de 15 mulheres residentes em Contagem.

A estimativa para o Brasil em 2016 era a de mais de 57 mil casos novos de câncer de mama e de mais de 17 mil novos casos de câncer de cólon e reto em mulheres. Contra essas doenças que seguem vitimando mulheres a cada ano, a prevenção segue sendo o melhor remédio.

Entre as formas de detecção precoce do câncer de mama e de colo de útero, fazer exames como a mamografia e o preventivo ginecológico são importantes aliados das mulheres e dos profissionais de saúde.

Em Contagem, que durante todo este mês promove a campanha Outubro Rosa, não há demanda reprimida para esses dois exames, segundo o Setor de Regulação do município, e o acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento se dá a partir da Unidade Básica de Saúde (UBS). De janeiro a agosto de 2017, foram feitos 5.928 exames de mamografias e 14.523 exames citopatológicos, também conhecidos como preventivos ginecológicos ou papanicolau.

O público-alvo das ações de rastreamento do câncer de mama por meio da mamografia são as mulheres entre 50 e 69 anos, que devem fazer o exame a cada dois anos. Em se tratando do rastreamento do câncer do colo de útero por meio do preventivo ginecológico, estão as mulheres de 25 a 64 anos. Mulheres de outras faixas etárias que apresentem sinais ou queixas relativas à saúde da mama ou ao sistema genital feminino também devem procurar uma unidade de saúde.

Preventivo ginecológico: única forma de detecção de uma alteração no colo do útero antes de o câncer se formar

O médico ginecologista José Helvécio Kalil, referência técnica em Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), explica que a partir dos 25 anos, se a mulher já tiver tido relação sexual e tiver exames negativos consecutivos por dois anos, o papanicolau pode ser feito de três em três anos. E aos 64 anos, a mulher pode parar de fazer o exame se a partir dos 55 anos não tiver nenhum exame alterado.

“Contagem oferece a possibilidade de rastreio, diagnóstico, propedêutica e tratamento do câncer de colo de útero a todas as mulheres compreendidas na faixa etária de 25 a 64 anos. O exame pode ser feito por enfermeiro, ginecologista ou médico da saúde da família. Não há demanda reprimida. A única forma de detectar uma alteração no colo do útero antes de o câncer se formar, o que pode demorar entre sete e 12 anos, é fazer o exame preventivo”, afirma Kalil.

Vacina contra o HPV previne contra os tipos mais comuns do câncer de colo de útero

O público adolescente também pode se engajar nessa corrente preventiva, por meio da imunização contra os tipos mais comuns de câncer de colo de útero: a vacina contra o HPV está disponível nas 48 salas de vacinação do município para meninas com idade entre 9 e 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, faixas etárias determinadas pelo Ministério da Saúde (MS). Durante o ano de 2017, cerca de 11.200 doses da vacina foram aplicadas no município.

Diagnóstico precoce e autoexame na prevenção do câncer de mama

before

Diagnóstico precoce aumenta as chances de cura

Hélia Alves Gomes mora no bairro Amazonas, na Regional Industrial, e esteve em uma unidade de saúde da região para seguir com o controle da saúde da mama que vem fazendo há aproximadamente dez anos. “Tenho o que os médicos chamam de mama policística, um nódulo benigno. Já fiz até biópsia e está tudo bem, mas é preciso acompanhar sempre. A gente precisa priorizar esse controle”, explica ela.

E Hélia está certíssima. Renice Lins Fontes Valadares é médica mastologista no Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz e reafirma a importância da prevenção para o diagnóstico precoce de doenças da mama, principalmente o câncer de mama, não só neste mês, mas também durante todo o ano: “É preciso fazer um diagnóstico precoce para a gente ter um tratamento inicial com sucesso e chances de cura”, ressalta a médica. Quanto ao autoexame, no qual a própria mulher apalpa seus seios para buscar alterações, a mastologista frisa: “A gente indica o autoexame porque a mulher precisa conhecer o corpo. E a partir do momento em que ela identifica uma lesão, o que às vezes poderia demorar mais até ela chegar ao profissional, que a indicaria ao mastologista, ela pode adiantar esse papel. Então, o autoexame é importante para a identificação precoce de lesões, para que a mulher possa chegar mais rapidamente ao profissional”, diz.

Data: 05/10/2017

Repórter: Carolina Brauer

 Fotos: Adelcio Barbosa/Carolina Brauer