Posts com a Tag ‘Influenza’

Nota da Secretaria Municipal de Saúde sobre a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe

O Ministério da Saúde disponibilizou 15 mil doses de vacina contra a gripe para Contagem; número 80% menor do que o solicitado. Há falta da vacina em alguns postos

 

O Ministério da Saúde disponibilizou 15 mil doses de vacina contra a gripe para Contagem; número 80% menor do que o solicitado. Por isso, alguns postos já não possuem a vacina.

A Secretaria de Saúde de Contagem orienta idosos e profissionais de saúde, público-alvo da primeira etapa da campanha, a ligarem para as unidades de saúde antes de irem se vacinar. (clique aqui e veja a lista de telefones disponíveis)

Para evitar aglomeração, os postos de saúde estão utilizando espaços abertos e salas exclusivas para realizarem campanha. Ainda são respeitados os protocolos de distanciamento.

A Secretaria Municipal de Saúde ainda informa que, assim que o Ministério da Saúde enviar mais doses da vacina, irá retomar a vacinação, seguindo os critérios estipulados pela campanha.

 

Repórter: Nelson Augusto

Foto: Divulgação

Data: 23/03/2020

22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa nesta segunda-feira (23)

A vacinação ocorrerá de forma escalonada. Em Contagem, 48 salas de vacinação irão funcionar das 8h às 16h30. É preciso levar o cartão de vacina, documento de identificação com foto e o CPF, ou o cartão nacional do SUS na sala de vacinação mais próxima de sua casa

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa na próxima segunda-feira (23) e se estenderá até o dia 22 de maio. A vacinação ocorrerá de forma escalonada com objetivo de reduzir as complicações e internações causadas pelo vírus da influenza no público alvo.

Os seguintes grupos serão contemplados pela campanha:

  • Crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias);
  • Trabalhador da Saúde;
  • Gestantes;
  • Puérperas;
  • Professores;
  • Povos Indígenas;
  • Pessoas de 55 a 59 anos de idade;
  • Pessoas de 60 anos ou mais de idade;
  • População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
  • Trabalhadores de forças de segurança e salvamento;
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independentemente da idade.

Neste ano a campanha foi antecipada em 30 dias da data inicial prevista pelo Ministério da Saúde e será realizada por etapas aos grupos prioritários, conforme o quadro da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações:

 

Fases da Estratégia  Grupos Prioritários  Data de início da vacinação por grupo 
1ª Fase 
  • Idosos (60 anos ou mais) e trabalhadores da saúde 
23/03/2020 
2ª Fase 
  • Professores das escolas públicas e privadas; 
  • Profissionais das forças de segurança e salvamento; 
  • Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. 
16/04/2020 
3ª Fase 
  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos; 
  • Gestantes; 
  • Puérperas; 
  • Povos indígenas; 
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; 
  • População privada de liberdade; 
  • Funcionários do sistema prisional; 
  • Adultos de 55 a 59 anos de idade; 
  • Pessoas com Deficiência. 
09/05/2020 

 

Em Contagem, 48 salas de vacinação irão funcionar das 8h às 16h30. É preciso levar o cartão de vacina, documento de identificação com foto e o CPF, ou o cartão nacional do SUS e apresentá-los na sala de vacinação mais próxima de sua casa. Confira os endereços das 48 salas disponíveis (clique aqui).

Segundo a enfermeira Márcia Meira, da Central de Imunizações, é importante que a população esteja atenta à campanha. “A vacina contra a Influenza não imuniza as pessoas contra o coronavírus (Covid-19), mas a população precisa seguir as fases da campanha corretamente para não perder a oportunidade de ser imunizado”, explicou.Os sintomas da gripe são semelhantes aos provocados pelo coronavírus, mas com a antecipação do calendário de vacinação, é possível reduzir a carga da circulação de influenza. Com a campanha, haverá a proteção da população contra a influenza, além de minimizar o impacto nos serviços de saúde.

Lista de doenças crônicas cujos portadores serão atendidos na Campanha de Vacinação contra a Influenza a partir do dia 16/4

NCampanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e condições clínicas especiais, independente da idade, encaixam-se no grupo principal de imunização, com início da vacinação para o dia 16 de abril. 

A vacinação deste grupo deve ser realizada em todos os postos. No entanto, mantém-se a necessidade de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação. Os pacientes já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem se dirigir aos postos que estão cadastrados para receberem a vacina.  

Clique aqui e veja quais doenças são consideradas crônicas

 

Repórter: Tayna Oliveira

Foto: Divulgação

Data: 20/03/2020

 

Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe entra na reta final

Prazo para se vacinar termina no dia 31 de maio

Faltando 15 dias para o fim da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, Contagem convoca a população que se enquadra no público-alvo para se vacinar. Segundo levantamento da Central de Imunização da Secretaria de Saúde, o município chegou a 57,41% do público-alvo vacinado, cerca de 80 mil pessoas. A meta é atingir 90% do grupo prioritário.

No município, 165.570 pessoas estão dentro dos grupos que podem receber a vacina. Além das pessoas com 60 anos ou mais, podem se vacinar crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Para o gerente de Imunização, Davi Siqueira, o principal fator que impediu Contagem de já ter atingido a meta é a dengue. “A epidemia de dengue que toma conta do estado leva as pessoas que contraíram a doença a não se vacinar”.

Segundo a diretora de Imunização da Secretaria Saúde, Fernanda Eliza, cerca de 50 Unidades de Saúde, nas oito regionais, estão preparadas para atender a população. O horário de atendimento nas salas de vacinação é de 7h30 às 16h30. “Quem for se vacinar deve levar o cartão de vacina e um documento com foto”, avisa.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Geraldo Tadeu 

Data: 16/05/2019

Vacinação contra Influenza para funcionários da saúde acontecerá dia 23

Na quinta feira (23), no refeitório da Secretaria Municipal de Saúde acontecerá vacinação contra Influenza para todos os funcionários da saúde do local. A vacinação ocorrerá em dois turnos, nos horários de08h30min ás 11h30min e de 13h30min ás 15h30min.
A meta é que todos os funcionários sejam imunizados contra a doença. Para se vacinar é necessário apresentar o crachá e o cartão de vacina.

 

Repórter: Milla Silva (sob supervisão de Lucas Santos) 

Data: 15/05/2019

Mais de dez mil doses contra a gripe são aplicadas no Dia D da vacinação

Gripe é doença séria, e a melhor forma de proteção contra ela é a vacina contra influenza. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou no dia 10 de abril e a meta do Ministério da Saúde é imunizar 90% das pessoas incluídas nos grupos prioritários – pessoas com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas, presos e funcionários do sistema prisional. Em Contagem, a estimativa é de atingir um público de 165.570 pessoas.

Para criar oportunidade para que mais pessoas dos grupos prioritários pudessem se vacinar, foi realizado no sábado (4) o Dia D de vacinação contra a gripe. Ao todo, cerca de 10.100 doses foram aplicadas, e os dados preliminares apontam que 75 mil doses contra a gripe já foram aplicadas neste ano no município. A campanha de vacinação vai até 31 de maio.

Suzana Sireira Duro, 82 anos, foi um dos milhares de moradores que procuraram pelas salas de vacina no Dia D, para se imunizar contra a influenza. Ela conta que ficou sabendo sobre a ação em uma ida à Unidade Básica de Saúde (UBS) Amazonas, onde recebeu a dose. “É importante a gente se vacinar, para evitar doenças. A última vez que me vacinei foi em 2017. Estava na hora de vacinar de novo”, diz Suzana Sireira.

Vacina é importante não só para os mais velhos, e o casal Odete e Leonardo Rodrigues (foto ao lado) sabe disso. Eles também aproveitaram o sábado para levar para vacinar a filha, a pequena Cecília Ferreira Rodrigues, de 4 anos, na UBS Centro. “A vacina ajuda muito e é importante que as pessoas procurem as unidades de saúde. O governo está fazendo a parte dele, disponibilizando a vacina. Nós, os pais, também temos que fazer a nossa parte, trazendo os filhos para vacinar”, avalia Leonardo Rodrigues.

Além da vacina, alguns cuidados são importantes para a prevenção da gripe. Veja alguns deles:

– lavar as mãos com água e sabão várias vezes ao dia, especialmente após usar o banheiro, tossir ou espirrar;

– evitar locais com grande aglomeração de pessoas e manter os ambientes sempre arejados;

– não compartilhar objetos e utensílios de uso pessoal, como escovas de dente, copos e talheres;

– cobrir a boca com a parte interna do braço ao tossir ou espirrar.

Unidades Sentinelas também abertas no sábado

As 31 Unidades Sentinelas de Contagem, unidades de saúde equipadas com insumos e profissionais necessários ao atendimento dos casos suspeitos de dengue, também abriram as portas no sábado (4) para prestar atendimentos relativos à dengue. Médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem estiveram a postos e prestaram os atendimentos durante todo o dia.

De acordo com a coordenação da Superintendência de Assistência à Saúde (SAS) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), dados preliminares indicam que pelo menos 140 atendimentos prestados nas unidades de saúde abertas no sábado foram relativos a casos suspeitos de dengue.

Ivani Ribeiro Gomes esteve no sábado (4) na UBS Amazonas com queixas de sintomas de dengue. Ela passou pelo acolhimento, realizou coleta de sangue e precisou receber hidratação venosa, mesmo antes da liberação dos resultados, que ocorre entre três e quatro horas após a coleta. “Dor de cabeça, dor no corpo… Mas eu já estou me sentindo melhor depois da hidratação”, relatou Ivani Gomes, enquanto recebia o soro intravenoso.

Desde março, as Unidades Sentinelas garantem condições para coleta de sangue e hidratação no atendimento de pessoas com suspeita de dengue que têm condições clínicas especiais, como gestantes, idosos com mais de 65 anos, crianças com menos de dois anos, hipertensos, diabéticos, pacientes renais crônicos e portadores de outras doenças. As Unidades Sentinelas são equipadas com insumos como aparelhos de medir pressão e material para hidratação venosa e teste de dengue. Além disso, o atendimento aos casos de suspeita de dengue também segue sendo feito nas 74 UBSs e cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, além das duas tendas de hidratação montadas para agilizar o atendimento aos pacientes com suspeita de dengue, uma na UPA JK e outra, exclusiva para crianças, no Centro Materno Infantil (CMI).

Clique AQUI para ver os endereços das Unidades Sentinelas

Clique AQUI para saber mais sobre a Campanha de Vacinação contra a Gripe

 

Repórter: Carolina Brauer 

Foto: Geraldo Tadeu

Data: 06/05/2019

Contagem dá início à campanha de vacinação contra a gripe

Mais de 165 mil pessoas devem ser vacinadas no município

Começou nessa quarta-feira (10), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. O público-alvo da campanha é de cerca de 60 milhões de pessoas e a meta é atingir 90% dos grupos prioritários. Em Contagem, a estimativa é atingir um público de 165.570 pessoas. A campanha foi antecipada em cerca de 15 dias em relação aos anos anteriores, quando iniciava na segunda quinzena de abril.

Mais uma vez, a Prefeitura de Contagem se empenha para atingir a cobertura vacinal estabelecida pelo Ministério as Saúde, que é de 90% do público-alvo. Segundo a diretora de Imunização da secretaria municipal de Saúde, Fernanda Eliza, cerca de 50 Unidades de Saúde, nas oito regionais, estão preparadas para atender a população. “Além disso, no dia quatro de maio (sábado) será promovido na cidade o “Dia D”, para atender a demanda da vacina”, concluiu Fernanda.

A gerente da Unidade Básica de Saúde Novo Eldorado / Santa Cruz, Ana Moreira da Cruz, disse que a procura pela vacina no primeiro dia de campanha tem sido grande. Cerca de 100 pessoas foram imunizadas na UBS. “O horário de atendimento nas salas de vacinação é de 7h30 às 16h30. Quem for se vacinar deve trazer o cartão de vacina e um documento com foto”, destacou.

Além das pessoas com 60 anos ou mais, serão vacinadas crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores, os povos indígenas, os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas, os presos e os funcionários do sistema prisional.

Saiba Mais
A gripe é uma infecção viral que afeta especialmente as vias aéreas e o pulmão. Para contraí-la, basta entrar em contato com secreções de pessoas infectadas. Após um espirro ou um beijo, o vírus Influenza se adere às células do aparelho respiratório do novo hospedeiro e passa a se multiplicar em alta velocidade.

Reportagem: Lucas Santos
Data: 10/04/2019

Secretaria de Saúde quer imunizar mais de 165 mil pessoas em Contagem na Campanha de Vacinação contra a Influenza

Movimento Nacional será de 10 de abril a 31 de maio, com o Dia D marcado para 4 de maio

O Ministério da Saúde anunciou que a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será de 10 de abril a 31 de maio. Foi escolhido 4 de maio como o Dia da Mobilização Nacional. O público-alvo da campanha é de cerca de 60 milhões de pessoas e a meta é atingir 90% dos grupos prioritários. Em Contagem, segundo Fernanda Elisa de Almeida, da Central de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, a estimativa é atingir um público de 165.570 pessoas.

Nesta campanha, além das pessoas com 60 anos ou mais, serão vacinadas crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores de escolas públicas e privadas, os povos indígenas, os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas, os presos e os funcionários do sistema prisional.

A principal preocupação do Ministério da Saúde é atingir a meta de 90% nos grupos de crianças e gestantes, algo que não foi conseguido nos últimos três anos, inclusive em Contagem. A distribuição da vacina Influenza para os Estados já começou de maneira gradual e o Ministério da Saúde planeja entregar 36 milhões de doses para o início da campanha, em 10 de abril.

 

Repórter: Eugênio Moreira 

Foto: Adelcio R. Barbosa

Data: 27/03/2019

Campanha contra a Influenza segue enquanto houver disponibilidade do imunizante

Vacinação contra a gripe segue sendo feita junto aos grupos prioritários enquanto durarem os estoques

A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza 2018 prossegue em Contagem, com imunização voltada aos grupos prioritários enquanto durante os estoques. No município, 49 salas de vacina funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30 (clique aqui para ver os endereços).

De acordo com atualização de dados feita hoje, segunda-feira (25), no Sistema de Informações do Programação Nacional de Imunizações (SIPNI), a cobertura vacinal total do município é de 83,20% da meta de 90% estipulada pelo Ministério da Saúde (MS), com 101.605 já aplicadas. A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). São priorizados os públicos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Em ofício enviado a secretários estaduais de saúde e aos presidentes dos Conselhos das Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS), do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e do Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), o MS reitera que não haverá envio de novas remessas do imunizante, em virtude de todo o estoque nacional já ter sido distribuído para as unidades federadas.

No município, os públicos prioritários com menor cobertura vacinal, a exemplo do que já vinha sendo detectado ao longo da campanha deste ano e em 2017, são os grupos de crianças, com 63,81% de cobertura vacinal, e de gestantes, com 64,08%. Pais e familiares devem estar atentos e encaminhar crianças compreendidas na faixa etária e as mulheres grávidas para tomar a vacina.

Os grupos prioritários desta campanha são:
– pessoas a partir de 60 anos;
– crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias);
– trabalhadores de saúde;
– professores das redes pública e privada;
– povos indígenas;
– gestantes;
– puérperas (até 45 dias após o parto);
– portadores de doenças crônicas não-transmissíveis;
– pessoas privadas de liberdade;
– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas; e
– os funcionários do sistema prisional.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Adelcio Ramos

Data: 250/06/2018

Campanha de vacinação contra a Influenza é prorrogada até o dia 22 de junho

Vacina, considerada segura e eficaz, seguirá sendo aplicada somente nos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde

A vacinação contra a gripe de 2018 foi prorrogada novamente e seguirá até o dia 22 de junho. Em Contagem, 49 salas de vacina funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30 (clique aqui para ver os endereços). A meta da cobertura vacinal é de 90% do público-alvo, que em 2018 corresponde a um total de 122.128 pessoas no município. A vacinação seguirá sendo feita apenas nos grupos de pessoas determinados pelo Ministério da Saúde (MS), uma vez que, até aqui, somente o grupo dos idosos, com cobertura vacinal de 91,33%, atingiu a meta preconizada pelo MS. Em 2018, ao todo, 91.411 doses já foram aplicadas em Contagem, quantitativo que representa 74,85% de cobertura vacinal total.

A atualização de informações feita no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) do MS até hoje, sexta-feira (15/6), mostra que o grupo prioritário formado por crianças de zero a menos de cinco anos é o público que apresenta menor cobertura vacinal (55,46%), seguido pelo grupo das gestantes (57,58%). No ano passado, os grupos prioritários de crianças e gestantes também foram os que apresentaram menos cobertura vacinal. “Pais e familiares devem estar atentos e encaminhar crianças compreendidas na faixa etária e as mulheres grávidas para tomar a vacina”, reforça a assessora da Central de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Fernanda Elisa Ferreira de Almeida.

A Campanha deste ano teve início em 23 de abril. Em todo o país, segundo informações do MS, 11,8 milhões de pessoas do público-alvo ainda não se vacinaram. No total, 42,6 milhões de doses da vacina foram aplicadas. A meta do MS é vacinar 54,4 milhões de pessoas no país todo. Ainda de acordo com o MS, os casos e mortes por Influenza mais que dobraram em relação ao mesmo período do ano passado: neste ano, já foram registrados 2.715 casos de Influenza, mais que o dobro do mesmo período do ano passado (1.227). O MS informa também que as mortes em decorrência da doença também dobraram: já são 446 óbitos em 2018, ante 204 registrados em 2017.

Vacina é segura

A vacina é uma das medidas mais efetivas para a prevenção da gripe e é considerada segura e eficaz. O vírus usado nesta vacina é inativado, portanto, não é possível contrair a gripe por causa do imunizante contra a Influenza. O MS ressalta também que, em geral, as reações adversas provocadas pelo imunizante são leves, como dor e sensibilidade no local da injeção. Pessoas que têm alergia severa a ovo devem procurar um médico para obter orientações antes de se vacinar.

Além disso, a vacinação reduz hospitalizações e a mortalidade causadas pela Influenza. Conforme o MS, estudos demonstram que a vacina pode reduzir de 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da Influenza.

Contudo, lembra o MS, hábitos diários de higiene também são fundamentais para prevenir a gripe. Veja as dicas para a prevenção contra a Influenza que deve ser feita para além da proteção vacinal:

– Lavar e higienizar as mãos com frequência;

– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

– Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

– Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

– Manter os ambientes bem ventilados;

– Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe.

Documentos necessários

Para se imunizar, a pessoa deve apresentar um documento oficial e o cartão de vacinação. “Aos profissionais da saúde e professores, vale lembrar que é preciso apresentar comprovação. Doentes crônicos também devem apresentar o relatório médico especificando o motivo da indicação da vacina”, esclarece Fernanda.

Público-alvo

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). São priorizados os públicos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias. Os grupos prioritários desta campanha são pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), portadores de doenças crônicas não-transmissíveis, pessoas privadas de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas e os funcionários do sistema prisional.

 

Repórter:  Carolina Brauer

Data: 15/06/2018

Campanha de vacinação é estendida até 15 de junho

De acordo com o Ministério da Saúde não houve problema de abastecimento dos estados com estoques da vacina

O Ministério da Saúde (MS) anunciou na última terça-feira (29/5) a prorrogação da campanha de vacinação contra a gripe, até o dia 15 de junho. O encerramento da campanha estava previsto para a sexta-feira (1/6). No comunicado, o MS declarou que a recomendação foi adotada em decorrência dos possíveis impactos da paralisação dos caminhoneiros no transporte público e nos atendimentos em serviços de saúde.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, não houve problema de abastecimento dos estados com estoques da vacina. Segundo o órgão, 100% das doses da vacina (60 milhões) já foram distribuídas aos estados, que estão devidamente abastecidos.

A campanha, que começou em 23 de abril, segue até o dia 15 de junho, com 49 salas de vacina funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30 (clique aqui para ver os endereços), em todos os oito distritos sanitários da cidade, para aplicação da imunização contra a Influenza nos grupos de pessoas determinados pelo Ministério da Saúde.

Documentos necessários
Para se imunizar, a pessoa deve apresentar um documento oficial e o cartão de vacinação. Os profissionais da saúde e professores necessitam apresentar comprovação. Doentes crônicos também devem apresentar o relatório médico especificando o motivo da indicação da vacina.

Público-alvo
Os grupos prioritários desta campanha são pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), portadores de doenças crônicas não-transmissíveis, pessoas privadas de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas e os funcionários do sistema prisional.

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio R. Barbosa

Data: 04/06/2018