Posts com a Tag ‘Febre Maculosa’

Contagem intensifica ações para prevenção e combate do carrapato estrela

Representantes das secretarias de Saúde, Meio Ambiente e Obras e Serviços Urbanos vistoriaram, nesta terça-feira (5), um córrego e um terreno no bairro Boa Vista, na região Nacional. Em 2019, os locais foram os principais focos do carrapato estrela, vetor da Febre Maculosa.

O superintendente de Vigilância em Saúde, José Renato de Rezende Costa, ressalta que com a chegada do tempo seco, período propício para a proliferação do carrapato, as atuações serão intensificadas na região. A previsão é que, na próxima semana, serão realizadas uma operação conjunta no local.

José Renato destacou que “por meio de uma ação intersetorial que envolverá as três secretarias (Saúde, Meio Ambiente, Obras e Serviços Urbanos) será realizada a limpeza do local, com capina e roçamento, além da borrifação das casas próxima ao terreno.”

Em 2019, foram registrados 179 casos da Febre Maculosa. Em 2020 (até o mês de maio, apenas dois casos.

Entenda o caso

Há cerca de um ano, 128 pessoas tiveram contato com a área considerada foco do carrapato. O local tem cerca de 35 casas e nos fundos das residências passa o córrego. Desde então, a Prefeitura de Contagem mantém ações contínuas no local de vigilância.

Ao longo de 2019, a prefeitura realizou diversas ações de combate e prevenção à Febre Maculosa, entre elas, a limpeza do terreno e borrifação das casas. Além disso, foram recolhidos cavalos para limpeza e realizadas ações de conscientização com os moradores.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Divulgação

Data: 07/05/2020

Agentes dos distritos Industrial e Riacho recebem capacitação sobre a Febre Maculosa

Realizada pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, a ação tem como objetivo transformar os agentes em interlocutores da comunidade

Contagem segue capacitando os agentes de Saúde e Endemias no combate à Febre Maculosa. Nessa terça-feira (23) foi a vez dos agentes dos distritos Industrial e Riacho serem orientados sobre como prevenir a doença, tendo como foco principal o carrapato estrela, vetor da doença.  

Realizada pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, a ação tem como objetivo transformar os agentes em interlocutores da comunidade. A ideia é que eles sejam o canal entre a Secretaria de Saúde e a população.  

 A agente de Endemias, Jade Souza, atua na Região Industrial. Ela destacou a importância da capacitação. “Estamos em contato diário com a população e constantemente somos perguntados sobre a Febre Maculosa e o carrapato. Agora, podemos esclarecer com maior precisão as dúvidas dos moradores”, contou  a profissional. 

Veterinário e mestre em parasitologia (carrapatos) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Matheus Araújo, ministrou a palestra sobre a Febre Maculosa. O veterinário destacou os cuidados com as regiões infestadas pelo carrapato e, se tiver contatocomo proceder e, também, ressaltou a importância da capacitação para os agentes. “Precisamos repassar à população a forma de transmissão e prevenção”.  

Ele também destacou que a Febre Maculosa é uma doença com difícil diagnóstico, pois se assemelha aos sintomas da dengue. por exemplo. “Aos primeiros sintomas de febre, dor no corpo e manchas na pele, é importante procurar uma unidade de saúde. Além disso, é fundamental informar ao médico o seu históricose teve ou não contato com locais de risco”, orientou.  

O município contaatualmente, com cerca de 700 agentes de Saúde e Endemias distribuídos em oito distritos de saúde.  

Teatro  

 A capacitação iniciou com a apresentação da peça “Cuidados no Campo”, apresentada pelo grupo Agente em Cena. O grupo é formado por Agentes de Combate Endemias da Secretaria de Saúde. De forma lúdica e criativa, o grupo percorre as unidades de saúde e escolas, principalmenteno distrito Nacional, para informar a população sobre a Febre Maculosa.    

 

 

Repórter:  Lucas Santos

Foto: Lorena Campos

Data: 23/07/2019

 

 

Contagem capacita agentes de saúde sobre Febre Maculosa

Nesta semana foi a vez dos agentes dos distritos sanitários do Eldorado, Petrolândia e Sede

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, continua realizando capacitação sobre a Febre Maculosa para os agentes de saúde e endemias. Nesta semana foi a vez dos agentes dos distritos sanitários do Eldorado, Petrolândia e Sede. Entre os dias 15 a 17, mais de cem agentes foram capacitados somando esses três distritos.

Além disso, no último dia 11, foi realizada a capacitação de mais de 80 agentes que atuam na regional Nacional, onde há cerca de um mês foi registrado surto da doença. Contagem conta atualmente com cerca de 700 agentes de saúde distribuídos em oito distritos de saúde.

A agente de saúde, Diane Nogueira, destacou a importância da capacitação. Ela atua no bairro Centro, Regional Sede, e afirma que a principal função dos agentes é a prevenção. “É fundamental para nós sabermos como prevenir a Febre Maculosa e os cuidados com o carrapato estrela. Só assim poderemos informar a população”, mencionou.

O superintendente de Vigilância em Saúde, José Renato de Rezende Costa, destacou que Contagem se tornou uma referência nacional ao combate e prevenção da Febre Maculosa. “Realizamos ações no terreno do Nacional, panfletagem na região, borrifamos carrapaticida nos animais, mas a maior arma contra a Febre Maculosa é a informação”, ressaltou.

A capacitação é ministrada pelo veterinário Matheus Araújo. Matheus fez um mestrado voltado para carrapatos. Ele ressaltou a importância da informação, “precisamos repassar a população a forma de transmissão e prevenção”.

 

 

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio R. Barbosa

Data: 19/07/2019

 

Mais 80 agentes de saúde e de endemias são capacitados sobre prevenção à febre maculosa

O grupo de teatro Agente em Cena levou informações aos alunos da Umei Estrela Dalva

Dando continuidade às ações de prevenção e combate à febre maculosa, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu nesta semana a capacitação de mais de 80 agentes de saúde e agentes de endemias que atuam na regional Nacional, onde há cerca de um mês foi registrado surto da doença. A capacitação foi no salão paroquial da igreja Nossa Senhora da Conceição, no bairro Carajás.

“Os agentes estão diretamente em contato com a população, por isso é tão importante eles estarem totalmente capacitados. Passaremos informações epidemiológicas a respeito da febre maculosa, entre outras, para que eles possam no dia a dia informar a população e sanar as dúvidas que surgirem”, destacou o médico veterinário Matheus Araujo, responsável pela capacitação dos agentes.

O agente de saúde Isaac Adiel dos Reis destacou a importância da capacitação para que possa prestar um serviço de excelência à população. “Quanto mais os agentes de saúde e endemias estiverem capacitados, melhor será o atendimento. Sempre surgem perguntas de vários tipos em relação ao carrapato”, disse.

O treinamento foi iniciado com os agentes que trabalham no Nacional, mas Matheus Araujo ressalta que a partir das próximas semanas será estendido a todo o município.

A peça educativa percorre as escolas municipais

A peça educativa percorre as escolas municipais

Teatro

Por meio do grupo de teatro Agente em Cena, o Município tem levado informações sobre a bactéria causadora da febre maculosa à população da regional Nacional. O grupo tem percorrido as escolas com uma peça educativa.

O grupo é formado por servidores do setor de Zoonoses de Contagem. Nesta semana, os agentes apresentaram a peça “Cuidados no campo – Febre Maculosa” aos estudantes do Umei Estrela Dalva. A criançada aprendeu sobre os riscos da doença e quais cuidados que devem ser tomados para evitar a proliferação do carrapato-estrela.

“O teatro é um complemento do trabalho dos agentes, que vão às casas fazer a vistoria, mas que às vezes não encontram o morador ou são impedidos de entrar. Com a peça conseguimos passar as informações aos estudantes, que são multiplicadores de informação”, destacou a agente de saúde Luiza de Marilac Rocha Faria.

Até o momento foram notificados 102 casos de febre maculosa em Contagem. Seis foram confirmados.

 

Repórter: Nelson Augusto

Foto: Fábio Silva 

Data: 11/07/2019

Carroceiros do Nacional participam de capacitação sobre prevenção do carrapato-estrela e da febre maculosa

Também foram coletadas amostras de sangue para hemograma e sorologia da doença

A Secretaria Municipal de Saúde promoveu na semana passada o primeiro curso de capacitação para os carroceiros do distrito sanitário Nacional. Eles foram orientados sobre a forma correta de dar banhos de carrapaticida nos animais. O curso foi ministrado na sede da regional Nacional e os carroceiros divididos em três turmas.

Também foram coletadas amostras de sangue dos carroceiros para hemograma e sorologia da febre maculosa. Além disso, os servidores da Epidemiologia aplicaram um teste rápido de conhecimento sobre a doença, para avaliar o nível de informações sobre a febre maculosa e o que eles têm feito para prevenir a doença.

“Assim podemos repassar a eles a melhor forma de prevenção. O sangue será estudado para conhecermos a incidência do vírus na comunidade”, afirma a técnica de epidemiologia do Nacional, Evelyn Batista Soares.

A carroceira Isabella Freitas participou da primeira turma do curso. “Esse trabalho da Zoonoses é fundamental para a conscientização não só dos carroceiros, mas dos donos de equinos em geral, para aprendermos o método de manejo e o cuidado com os animais principalmente nesta época”, disse.

O veterinário Matheus Araujo de Alkmim, da Zoonoses de Contagem, foi o responsável pela palestra. “Temos que aproveitar o outono e inverno para darmos os banhos semanais nos equinos, pois nesta época os carrapatos estão na fase mais jovens e são mais suscetíveis ao veneno”, explicou.

Segundo Matheus, a meta é fazer o controle da população residual de carrapatos no distrito. “Os carrapatos têm um mecanismo de defesa e por isso esse manejo tem que ser a longo prazo, diminuindo gradativamente a população dos parasitas. É muito importante que os carroceiros deem banhos nos cavalos, para chegarmos a um nível em que a população residual de carrapatos não transmita a febra maculosa”, completa.

Segundo o presidente da Associação dos Carroceiros de Contagem, Gilmar Adalberto, no Município há cerca de 248 carroceiros cadastrados, mais de cem no Nacional. “A cada 15 dias eles vão aos Ecopontos para que os animais possam o tomar banho de carrapaticida oferecido pela Prefeitura”.

 

Repórter: Milla Silva (sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Fábio Silva

Data: 08/07/2019

Secretarias de Saúde e Meio Ambiente se unem à Defesa Civil e Guarda Civil para conter avanço da febre maculosa

Aragem do terreno com foco do carrapato-estrela, monitoramento de capivaras e bloqueio em via pública são algumas medidas adotadas pela força-tarefa

A área com cerca de oito hectares na Vila Boa Vista, regional Nacional, apontada como foco do carrapato-estrela, transmissor da febre maculosa, será totalmente arada e em seguida receberá camadas de cal. A Defesa Civil Municipal de Contagem fez um bloqueio na rua Primeiro de Maio e quem passa pelo local é cadastrado. Animais soltos nas ruas estão sendo recolhidos e a Guarda Civil usa um drone para mapear a região e localizar capivaras, hospedeiras do carrapato.

As medidas estão sendo tomadas pela força-tarefa formada pela Prefeitura para conter o avanço da febre maculosa, composta por representantes de vários órgãos. O terreno está sendo arado por um grupo de 20 pessoas, acompanhado por dois moradores da área afetada. Todos usam macacões especiais. “A cal é um produto de menor impacto ambiental que equilibra a acidez do solo, contribuindo para a eliminação dos parasitas”, destaca a diretora de fiscalização ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Sirlene de Almeida.

Os tratores que fazem a aragem recebem pulverizações de carrapaticida. “Esse processo é necessário para que quando o maquinário retornar ao asfalto não carregue carrapatos vivos para a região onde há tráfego de pessoas”, completa Sirlene. Os operadores das máquinas ficam em uma cabine isolada. “Precisamos ter esse controle para a descontaminação tanto das máquinas quanto das pessoas. O macacão usado na operação é descartado”, ressalta o coordenador da Defesa Civil, Samuel Lara.

Ele explica o motivo do bloqueio em via pública. “Temos aqui um quilômetro de interdição. A medida serve para evitar o acesso de um grande número de pessoas na área de contaminação. Os moradores estão transitando e respeitando as orientações repassadas por nossa equipe”.

Uma equipe do curral municipal faz o recolhimento de animais soltos nas ruas, cujos donos não são localizados. Nove cavalos já foram capturados. Eles passarão por um ciclo de quatro banhos com carrapaticida no decorrer de 28 dias.

A Prefeitura avalia estratégias para capturar capivaras encontradas na região. “Estamos em contato com representantes da Secretaria de Meio ambiente de Belo Horizonte para avaliarmos a melhor forma de capturar essas capivaras, que são amplificadoras da doença. A medida será inédita no Município”, destaca o secretário Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Contagem, Wagner Donato.

Já foram notificados 32 casos da febre maculosa em Contagem, com duas mortes confirmadas e duas em investigação. Mais 28 casos suspeitos da doença também são investigados.

 

Repórter: Júlio César Santos

Foto: Fábio Silva

Data: 05/06/2019

Secretário de Saúde e diretor de Zoonoses participam de plenária na Câmara Municipal

O assunto foi a situação do município diante do surto de febre maculosa e as providências tomadas

O secretário municipal de Saúde, Cleber de Faria Silva, e o diretor de Vigilância Ambiental e Controle de Zoonoses, José Renato de Rezende Costa, estiveram na plenária realizada na manhã de terça-feira (4), na Câmara Municipal. A presença deles teve como objetivo explicar a situação do município diante do surto de febre maculosa na regional Nacional, especificamente na Vila Boa Vista.

“O que está sendo colocado é que isso é um problema de todo município, e, dentro das investigações que estão sendo feitas, tudo leva a crer que temos um surto localizado”, destacou o diretor de Vigilância Ambiental e Controle de Zoonoses, José Renato de Rezende Costa.

A febre maculosa é uma doença transmitida pelo carrapato-estrela infectado por uma bactéria. Os primeiros sintomas da doença são febre alta, dores no corpo, dor de cabeça, falta de apetite e desânimo. Ao notar-se os primeiros sintomas, a pessoa deve procurar imediatamente a unidade de saúde mais próxima de sua casa.

Até o momento, foram notificados 21 casos e duas mortes foram confirmadas por febre maculosa. Outras duas estão sendo investigadas (todas na mesma região). No ano passado, um caso foi confirmado. Em 2017, o município registrou três casos.

“Estamos trabalhando de forma intersetorial as ações pertinentes para combater esse surto. Todo suporte necessário está sendo dado aos pacientes, bem como as medidas adotadas de limpeza na área em que foram encontrados os focos”, disse o secretário de Saúde, Cleber de Faria Silva.

Medidas adotadas

Entre as medidas adotadas, estão a limpeza de toda a área onde foram encontrados os focos dos carrapatos e o

Funcionários da Secretaria de Saúde estão pulverizando carrapaticida nas casas próximas, na Vila Boa Vista

recolhimento dos cavalos. Nove animais já foram recolhidos para receber banhos de carrapaticida – são necessários banhos a cada sete dias.

 

Funcionários da Secretaria de Saúde estão pulverizando carrapaticida na região e nas casas próximas. A Defesa Civil está monitorando as capivaras. Também será feito um estudo pelas prefeituras de Contagem e Belo Horizonte para determinar quais ações serão realizadas em relação aos animais.

Além disso, será feita a aragem do terreno. Maquinários irão percorrer todo ele, revirando a terra e misturando oito toneladas de cal.

 

Repórter: Nelson Augusto

Foto: Fábio Silva

Data: 04/06/2019

Contagem cria força-tarefa para combater a febre maculosa

As principais medidas adotadas foram a limpeza de toda a área infectada e o recolhimento dos cavalos

A Prefeitura de Contagem constituiu uma força tarefa para combater o vetor da febre maculosa, o carrapato-estrela. Na segunda-feira (3), foi realizada uma coletiva de imprensa, no auditório da Prefeitura, quando foram divulgados detalhes sobre os casos que vitimaram dois moradores da Vila Boa Vista, na divisa com a região da Pampulha. Mais duas mortes estão sendo investigadas. As quatro pessoas são da mesma família. Outras 13 pessoas estão com os mesmos sintomas da doença.

Entre as medidas adotadas estão a limpeza de toda a área onde foram encontrados os focos dos carrapatos e o recolhimento dos cavalos para receberem banhos de carrapaticida – são necessários quatro banhos por animal. Em relação às capivaras, será feito um estudo pelas prefeituras de Contagem e Belo Horizonte para determinar quais ações serão realizadas.

Cássio Matias

O médico veterinário da Secretaria de Saúde de Contagem, José Renato de Rezende Costa (foto), relatou que intensificou o atendimento e as medidas preventivas no local. “Esse é um trabalho intersetorial que envolve diversas secretarias de Contagem, além da Prefeitura de Belo Horizonte. Estamos percorrendo a região, alertando a população”, anunciou. As ações contam com a participação da Prefeitura de Belo Horizonte devido à proximidade com a regional Pampulha.

A doença

A médica infectologista da Secretaria de Saúde, Tânia Marcial, ressalta que a doença se manifesta repentinamente e os sintomas podem ser confundidos com a dengue. “Febre alta, dor de cabeça, dor muscular, enjoo, manchas na pele… Por isso, é importante o histórico. A pessoa deve informar ao médico se esteve em algum lugar de risco (curral, parque ecológico, etc.)”, apontou Tânia Marcial.

A infectologista também faz um alerta à população: “Não se devem automedicar, pois poderá mascarar os sintomas da doença. Procurem a UBS mais próxima da residência”. A Secretaria de Saúde, por meio de equipes de infectologistas, determinou que a UBS Nacional II e III ficará exclusivamente para os pacientes que apresentarem os sintomas da Febre Maculosa.

Entenda o caso

O setor de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Contagem tomou conhecimento que, há cerca de um mês, 128 pessoas de uma mesma família se uniram para capinar e cercar um terreno na regional Nacional. A procura por atendimento começou em 22 de maio, quando os pacientes foram picados por carrapatos.

A Prefeitura de Contagem faz alerta para quem mora em áreas com possibilidade de existência do carrapato-estrela examinar o corpo a cada três horas, usar roupas claras e compridas, colocar barras da calça para dentro da meia e usar sapatos fechados.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Lorena Campos

Data: 03/06/2019

O que é a febre maculosa?

A Febre Maculosa Brasileira (FMB) é uma doença infecciosa, febril aguda, de gravidade variável, cuja apresentação clínica pode variar desde as formas leves e atípicas até formas graves, com elevada taxa de letalidade. É transmitida pelo carrapato-estrela, e caracteriza-se por ter início abrupto, de febre elevada, cefaleia e mialgia intensa e/ou prostração.  O tratamento precoce é essencial para evitar formas mais graves da doença.

Quanto mais rápido uma pessoa retirar os carrapatos de seu corpo, menor será o risco de contrair a doença. Nos casos de contato com áreas com presença de carrapatos, recomenda-se o uso de mangas longas, botas e de calça comprida com a parte inferior dentro das meias, todos de cor clara para facilitar a visualização dos carrapatos, devendo após a utilização, colocar todas as peças de roupas em água fervente para a retirada dos mesmos.

Fonte: Secretária de Estado de Saúde (SES)

Ações para identificar focos e combater carrapato-estrela

Equipes da Secretaria de Saúde visitaram locais próximos a residência de uma das vítimas da febre maculosa

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, promove ações para prevenção a Febre Maculosa. Nesta segunda-feira (30), agentes de saúde de Contagem, em conjunto com a Secretaria de Estado de Saúde, visitaram locais próximos a residência de uma das vítimas da doença. No local foram recolhidos carrapatos-estrela, vetor da Febre Maculosa. Os carrapatos serão enviados para análise na Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Segundo o assessor técnico da Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, José Renato de Rezende Costa, além do recolhimento dos carrapatos, a secretaria programa mais ações nos locais. “Realizaremos ações de limpeza e controle químico, por meio de carrapaticidas nas regiões onde foram encontrados os carrapatos, para evitar a contaminação da doença em outras pessoas da região”, informou.  

A febre maculosa é uma infecção aguda causada por uma bactéria, a Rickettsia rickettsii. O ser humano é infectado por meio da picada do carrapato que carrega esta bactéria nas suas glândulas salivares. Os sintomas iniciais da febre maculosa ocorrem entre o 2º e o 14º dia após a picada do carrapato. Os sintomas são febre, dor de cabeça e dores musculares, podendo ocorrer prostração, hemorragias, náuseas e vômitos.  

before

Carrapato-estrela

Os sintomas podem ser confundidos com os de outras doenças. José Renato ressalta que, diante dos primeiros sintomas, o indivíduo de procurar imediatamente o serviço de saúde e relatar ao médico que mora, ou esteve, em áreas favoráveis a presença de carrapatos, como parques, currais entre outros.

 Data: 31/10/2017

Repórter: Lucas Santos

Fotos: Adelcio Barbosa