Posts com a Tag ‘Dia Internacional da Mulher’

Mês da Mulher é também tempo de pensar sobre planejamento familiar

Rede SUS/Contagem oferece acesso a anticoncepcionais orais e injetáveis, preservativos masculinos, DIU, laqueadura e vasectomia. Pessoas interessadas devem procurar pela Unidade Básica de Saúde

O mês de março, quando é comemorado o Dia Internacional da Mulher (8), abre oportunidades para discussões relativas a empoderamento feminino, o que inclui falar sobre planejamento familiar, um conjunto de ações que permitem o controle do número de filhos e do espaço de tempo entre as gestações. Afinal, mulher empoderada que se preze não deixa de pensar sobre o assunto!

Os contraceptivos são os métodos ou dispositivos usados para prevenir a gravidez e devem ser escolhidos no contexto do planejamento familiar, pois apresentam diferenças em termos de eficácia, duração e formas como agem no organismo. O melhor método contraceptivo pode, então, variar caso a caso.  Vale lembrar que o preservativo é o único método contraceptivo que oferece também proteção contra Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), como a Aids.

A rede SUS/Contagem oferta diferentes anticoncepcionais hormonais orais e injetáveis, dispositivo intrauterino (DIU) de cobre (não hormonal), laqueadura tubária e, ainda, preservativo masculino (camisinha) e vasectomia (para homens).

Acesso começa na UBS

As atividades do planejamento familiar e os métodos contraceptivos são disponibilizados pela rede SUS/Contagem por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS), a porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS), onde o interessado receberá todas as orientações e informações sobre condutas necessárias.
– O preservativo masculino (camisinha) encontra-se à disposição dos usuários, com demanda livre, em todas as unidades de saúde.

– Os anticoncepcionais hormonais orais e injetáveis, por serem medicações, devem ser prescritos nas UBSs. Por isso, antes de retirá-los na rede, é preciso fazer passar pela consulta com enfermeiro/médico.

– Os métodos contraceptivos considerados definitivos (laqueadura tubária e vasectomia) possuem critérios específicos para autorização (vide Lei do Planejamento Familiar, a Lei nº 9263, de 12/1/2016). Para acessá-los, as pessoas interessadas devem passar pela unidade de saúde, participar do encontro de Planejamento Familiar, no qual recebem orientações quanto a métodos contraceptivos e documentos necessários e agendam consulta com o médico da unidade. “Durante essa consulta, o profissional reforça as orientações, solicita exames pré-operatórios e assina a guia para autorização do procedimento. Posteriormente, todos os documentos providenciados são encaminhados ao setor de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), onde o procedimento será autorizado e agendado”, detalha a referência técnica em Saúde da Mulher da SMS, Silviane Flávia de Souza André. A Laqueadura tubária é feita no Complexo Hospitalar Municipal e em prestador conveniado; já a vasectomia, nos Centros de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz e Ressaca.

– Para que a inserção do DIU seja feita, é preciso participar dos encontros de Planejamento Familiar, que acontecem nas UBSs por meio de reuniões, grupos ou consultas individuais, nos quais as mulheres interessadas podem se informar sobre métodos contraceptivos. “Posteriormente, essas usuárias são encaminhadas aos ginecologistas dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf) para que a inserção seja feita”, explica Silviane Flávia. O DIU é inserido nas UBSs e nos casos de colocação do dispositivo imediatamente no pós-parto, na maternidade de Contagem.

Autonomia feminina e planejamento familiar

“No mês de março, que simbolicamente denominamos como o “Mês da Mulher”, falar do planejamento familiar é afirmar que a mulher através dos métodos contraceptivos conquistou sua autonomia na escolha de quando e quantos filhos deseja ter”, sustenta a referência técnica em Saúde da Mulher da SMS, Silviane Flávia de Souza André.

Silviane argumenta que o planejamento familiar também é um importante aliado no aumento da qualidade de vida do casal e da saúde da mãe e do bebê durante a gravidez. “Através do planejamento familiar podemos garantir gestações mais saudáveis, reduzindo a gravidez indesejada e de alto risco. A prática do planejamento familiar também permite o aumento da qualidade de vida do casal, uma vez que somente terão o número de filhos que se planejou. Vale ressaltar que os preservativos devem ser usados em todas as relações sexuais, pois, além de serem um método contraceptivo, evitam as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), como a Aids”.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

Data: 19/03/2018

Dia Internacional da Mulher também é dia de cuidar da saúde

Ampliação das salas de cirurgia e da enfermaria cirúrgica do Complexo Hospitalar propicia acesso a cirurgias eletivas

A abertura do novo Centro de Cirurgia e Traumatologia do Complexo Hospitalar de Contagem (CHC), ocorrida há cerca de um mês, e a ampliação da enfermaria cirúrgica, que teve início em outubro passado, já estão possibilitando o acesso a cirurgias eletivas por pessoas que aguardavam pelo procedimento há anos.

Agora, com o novo Centro Cirúrgico recentemente inaugurado, o Complexo Hospitalar passou a contar com oito salas cirúrgicas, dobrando a capacidade de atendimento do hospital. A enfermaria cirúrgica, setor para o qual as pessoas operadas são encaminhadas para se recuperarem, também foi ampliada e atualmente conta com 60 leitos, mais que o dobro dos 27 com os quais o hospital contava até o meio do ano passado.

Renata Márcia Braga é uma dessas pessoas que conseguiu marcar cirurgia eletiva. Ela conta que, em janeiro de 2017, descobriu que precisaria operar a vesícula, e que desde então aguardava pelo procedimento. “A cirurgia foi marcada para agosto do ano passado, mas, aí, falaram que precisava desmarcar, por falta de leito, e a cirurgia foi desmarcada. Cheguei até a vir aqui e fiquei de jejum, por 24 horas, mas tive que voltar para casa”. Em agosto de 2017, a enfermaria cirúrgica do CHC contava com apenas 27 leitos, mas, em outubro, teve início a ampliação de leitos da ala: atualmente, o setor conta com 60 leitos, mais que o dobro da capacidade de quando a cirurgia de Renata precisou ser desmarcada.

A gestora do Hospital Municipal de Contagem, Olívia Fernandes Bonfim, explica que por causa da capacidade reduzida de atendimento do hospital daqueles tempos, algumas vezes era necessário desmarcar procedimentos eletivos, que não precisavam ser feitos com urgência, para que o hospital pudesse lidar com as urgências que surgiam e demandavam atendimento imediato. “Agora, com a abertura do Novo Centro Cirúrgico e as ampliações na enfermaria cirúrgica, iremos fortalecer nossa capacidade de gestão e ampliar o acesso aos serviços”, explica a gestora.

Graças aos investimentos de cerca de R$ 5 milhões feitos no novo Centro Cirúrgico e do forte trabalho de gestão feito ao longo de todo o ano passado, Renata foi contatada em fevereiro e, em uma quinta-feira de março, no dia 8, Dia Internacional da Mulher, foi ao hospital cuidar da saúde. Renata aguardou pelo procedimento, acompanhada pela filha, Brenda, na sala de espera do novo Centro de Cirurgia, um local confortável e aconchegante e muito diferente daquele corredor onde familiares e pacientes precisavam aguardar. “Está tudo muito bonito”, disse Renata. A filha, Brenda, advogada, resume a sensação de encantamento diante de serviços humanizados e bem estruturados na rede pública de saúde: “Parece que a gente saiu do hospital público e entrou no particular”.

Verba extra ao município

Contagem é um dos poucos municípios brasileiros que, em 2017, atingiu a meta de organização da produção de cirurgias eletivas estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS) e, por isso, irá receber do órgão o dobro dos recursos pagos no último semestre para esses procedimentos sejam feitos. No primeiro ano de governo do prefeito Alex de Freitas e do vice William Barreiro, a prefeitura diminuiu a fila de espera para cirurgias eletivas em Contagem, promovendo quase seis mil cirurgias eletivas, e a cidade irá receber verba complementar de R$ 1,8 milhão do MS para essas cirurgias, em reconhecimento a esforços feitos pela gestão para resolver problemas das filas.

Ao longo do ano passado, quase seis mil cirurgias eletivas foram feitas em Contagem. Em reconhecimento por esse esforço, a cidade será um dos 67 municípios brasileiros entre os 5.570 que existem em todo o país a receber recursos extras para reduzir ainda mais a fila de espera dos pacientes. No estado de Minas Gerais, que contém 853 cidades, além de Contagem, somente outros cinco municípios conseguiram atingir essa meta.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 12/03/2018

Gentileza e corações no Dia Internacional da Mulher do Complexo Hospitalar

Setor de Humanização decorou mural com nomes de servidoras do CHC. Mulheres que passaram pelo local também ganharam mimo doce

 

Na quinta-feira, 8 de março, Dia Internacional da Mulher, as funcionárias do Complexo Hospitalar de Contagem (CHC) surpreenderam-se ao se verem representadas no mural que fica em frente ao setor de Humanização do hospital: um a um, o nome das profissionais do complexo aparecia dentro de corações cuidadosamente fixados no local.

Rejane Luzia Fernandes Braga, referência em Humanização do CHC, à frente da iniciativa, mais uma vez colocou a mão e o coração na massa para preparar o mural e, ainda, distribuir delicadeza e gentileza em forma de um saquinho com balas e mimos para mulheres que passaram pelo hospital nesta quinta, sejam servidoras, usuárias ou acompanhantes de alguém internado.

“Muita gente veio me falar sobre como ficou bonito o mural, que gostou de se ver nele. E quando eu ainda estava terminando de colocar os corações, teve até uma moça que ainda não tinha visto o próprio nome no mural me ligou e pediu para eu colocar”, conta Rejane. Natália Fernandes de Oliveira, do Serviço de Nutrição e Dietética (SND), foi uma das mulheres que encontrou no mural o próprio nome, em meio a dezenas de outros, e aprovou a iniciativa. “Ficou lindo”, disse, apontando para o seu próprio coraçãozinho.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 09/03/2018

Cerest homenageia as mulheres

O Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Contagem (Cerest) é responsável por dar assistência especializadas aos trabalhadores acometidos por doenças ou problemas de saúde relacionadas ao trabalho. O Cerest realiza ações de prevenção, promoção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e vigilância em saúde dos trabalhadores. E neste dia especial, dedicado às mulheres, a equipe entrega rosas que simbolizam respeito à todas colaboradoras.

Desde quando as mulheres decidiram se unir para lutarem pelos seus direitos se depararam com dificuldades e preconceito. Essa luta foi um marco histórico e a data é celebrada em todos os países.

A luta das mulheres pelo reconhecimento e respeito teve início no dia 8 de março de 1957, em uma fábrica de tecidos em Nova Iorque, quando as trabalhadoras fizeram uma greve para reivindicarem por seus direitos.

Neste dia, elas pediram redução da carga horária; salários equivalentes aos dos homens, uma vez que exerciam as mesmas funções; e melhorias nas condições de trabalho. Porém, a indústria reagiu de forma desumana e radical. O resultado foi a morte de cerca de 130 trabalhadoras. Esse trágico dia marcou o início das lutas das mulheres por seus direitos. Essa luta ainda é diária, e a cada dia, as conquistas são comemoradas. 

Repórter: Nayara Vianna

Foto: Fátima Brant

Data: 08/03/2018

Fruta e prosa na Vargem das Flores

Café da manhã em Nova Contagem celebrou as mulheres, a alimentação saudável e a interação social

Nesta quarta-feira (7), véspera do Dia Internacional da Mulher, a comunidade de Nova Contagem pôde se deliciar com uma farta mesa de frutas e gostosuras, montada especialmente em comemoração à data, e aproveitar para colocar a conversa em dia.

Cerca de 150 pessoas passaram pelo local onde foi oferecido o café, em frente às sedes da regional e do distrito sanitário Vargem das Flores, das 9h às 11h, entre moradores e lideranças comunitárias, representantes do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), das escolas municipais e Unidades Municipais de Educação Infantil (UMEI) da região, do Conselho Tutelar, de Organizações Não-Governamentais (ONGs) e autoridades. O evento contou também com aferição de pressão e glicemia, orientações nutricionais, música e muita animação.

A administradora da regional Vargem das Flores, Kátia Bordoni, explica que a iniciativa foi uma forma de estreitar as relações com a comunidade, homenagear as mulheres e incentivar a alimentação saudável. “Quisemos trazer para as pessoas essa oportunidade de conviver e, ao mesmo tempo, comemorar o Dia Internacional das Mulheres e incentivar o consumo de alimentos nutritivos”, diz a administradora.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

 

 

 

No mês da mulher, exames de mamografia feitos diariamente

As mulheres poderão agendar diretamente o exame nas clínicas credenciadas

O Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 8 de março, a data se refere às conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres ao longo dos anos.  Para celebrar está data importante e cuidar da saúde da mulher, a Prefeitura de Contagem, por meio da secretaria de Saúde, está agendando durante todo o mês de março exames de mamografia para as moradoras da cidade, na faixa etária de 50 a 69 anos.

As interessadas devem ligar na clínica Ecoimagem (31) 2557-5910 / 2557-8855 / 2557-9967, entre 8h e 17h30, ou na clínica CDI (31) 3389-5777, de 8h às 17h30. No dia do exame, a mulher deve levar o Cartão Nacional do SUS, documento oficial com foto e comprovante de endereço de Contagem.

Repórter: Nayara Vianna

Foto: Ricardo Lima

Data: 07/03/2018