Posts com a Tag ‘Centro Materno Infantil’

Inscrições abertas para o programa de “Doulas Voluntárias”

São 20 vagas disponíveis para mulheres a partir dos 21 anos de idade, com disponibilidade de horário, para atuarem no Centro Materno Infantil

Você sabe o que é uma doula? A palavra “ doula” vem do grego “mulher que serve”. Atualmente, a palavra é aplicada às mulheres que auxiliam físico e emocionalmente às gestantes antes, durante e após o parto. A presença e o suporte dessas profissionais nesse momento, onde há uma busca pela humanização e valorização dos partos naturais, é muito importante. Pensando nisso, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, abre inscrições para curso de capacitação de Doulas Voluntárias.

As inscrições se encerram em 18 de maio. Estão sendo ofertadas 20 vagas para mulheres a partir dos 21 anos de idade, com disponibilidade de horário, para atuarem no Centro Materno Infantil.

A psicóloga e coordenadora do Programa Doulas, Cecília Magna Machado, explica como será o procedimento. “O primeiro contato é para alinhar expectativas das candidatas e não tem caráter de reprovação”. Segundo ela, a proponente à vaga precisa ter disponibilidade de cumprir escala de 12 horas uma vez por semana.

“A candidata aprovada no processo, passa por uma capacitação que tem duração de 20 horas com profissionais do Centro Materno Infantil, objetivando orientações da função a ser exercida, bem como segurança no trabalho”, completa Cecília.

Dedilda Maria Silva Gomes, 60 anos, atua como doula na Maternidade desde 2010. Ela orienta às mães e seus companheiros sobre o processo do parto, ajuda nas massagens e posições que podem melhor auxiliar a paciente. “É uma dedicação total a mãe que muitas vezes é inexperiente e não sabe como agir em determinadas situações”, diz.

O que a doula faz?

A doula orienta o casal sobre o que esperar do parto e pós-parto. Ela explica os procedimentos comuns e ajudam a mulher a se preparar, física e emocionalmente para o parto, das mais variadas formas. Após o parto, a doula faz visitas à nova família, oferecendo apoio para o período de pós-parto, especialmente em relação à amamentação e cuidados com o bebê.

O Ministério da Saúde adotou como estratégia o parto humanizado no Sistema Único de Saúde (SUS), capacitando e qualificando as doulas. Essa ação visa garantir uma gestação e parto saudáveis, deixando a gestante mais tranquila quanto aos benefícios do parto, bem como orientando e sanando todas as dúvidas da gestante.

Clique aqui e faça sua inscrição. Para mais informações entre em contato: (31) 3356-5807.

 

Reportagem: Jaiderson Henrique (sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Fábio Silva

Data: 11/05/2018

Semana da Enfermagem será comemorada com curso e homenagens

Secretaria de Saúde promove ações que visam contribuir com o trabalho desses profissionais

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove nesta quarta-feira (9), às 10h, a abertura da “Semana da Enfermagem”. Para comemorar a data, será ministrado curso com carga horária total de 31 horas-aula, distribuídas entre palestras e debates sobre o tema. Na oportunidade, serão entregues certificados e troféus aos melhores profissionais do ano 2017.

O curso é voltado aos profissionais da enfermagem e acontece no auditório do Centro Materno Infantil de Contagem (CMI), entre os dias 9 a 11 de maio. A ação da Secretaria de Saúde busca orientar e promover debates que contribuam para potencializar as funções durante o trabalho dos profissionais e futuros enfermeiros.

Serão ministradas palestras sobre ética e humanização no cuidado, inteligência emocional no trabalho, a importância da equipe de enfermagem no controle de infecções hospitalares, obstetrícia e a enfermagem quanto a importância da horizontalidade do cuidado, entre outras.

 

Repórter: Ágatha Dumont (sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Divulgação

Data: 08/05/2018

SAD pediátrico de Contagem é apresentado a equipes de Betim e Nova Lima

Na oportunidade, equipes da atenção domiciliar desses municípios puderam aprender mais com a experiência de Contagem

Para compartilhar experiências em implementação de equipes específicas de atenção domiciliar, técnicos do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) de Contagem participaram de uma reunião com integrantes do SAD de Betim e Nova Lima. O encontro ocorreu hoje, terça-feira (17), no auditório do Centro Materno Infantil (CMI) Juventina de Jesus.

Cerca de 20 pessoas participaram da reunião, na qual foram apresentados pela equipe de Contagem fluxos assistenciais, critérios de admissão e outros assuntos relacionados à desospitalização pediátrica que é feita no município. Na oportunidade, os participantes também puderam conversar para trocar saberes e compartilhar anseios.

O diretor do Departamento de Atenção Domiciliar (SAD) da Secretaria Municipal de Saúde, Joanlison Santos Guimarães, explica que o SAD Contagem é uma referência em atenção domiciliar pediátrica e ortopédica. “A proposta inicial da atenção domiciliar era generalista e regional. Contagem é pioneira na implementação na atenção domiciliar pediátrica e ortopédica. É importante destacar que o trabalho feito pelo SAD pediátrico de Contagem é predominantemente vinculado ao Centro Materno Infantil (CMI), origem de aproximadamente 90% das admissões feitas. A maior parte das crianças atendidas é neonatal e/ou lactente, com até seis meses de idade, que graças à desospitalização pode ir para casa mais cedo”, afirma o diretor.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Elivan Félix

Data: 17/04/2018

Comitiva chilena visita Complexo Hospitalar de Contagem

Momento serviu para comitiva conhecer estrutura e para troca de experiências

A delegação chilena visitou nessa quinta-feira (13), o Complexo Hospitalar de Contagem (CHC). A comitiva composta pelo prefeito de Quillota, Luiz Mella e o Conselheiro Regional (Deputado) Alejandro Villarroel conheceram as dependências do complexo e as políticas públicas voltadas para a Saúde, em Contagem. A visita percorreu o Hospital Municipal e o Centro Materno.

O prefeito de Quillota, cidade de 100 mil habitantes, ficou surpreso e encantado ao saber que o Complexo Hospitalar é administrado pelo município, com recurso 100% SUS. De acordo com ele, no Chile todos os hospitais públicos são de responsabilidade do governo Chileno. Segundo Luiz Mella, essa realidade está próxima de mudar. “Estamos tentando fazer uma parceria com uma Universidade para criar o primeiro hospital municipal, seria o primeiro do Chile”.

O subsecretário em Assistência em Saúde, Cléber de Faria Silva, e o superintendente do CHC, João Pedro Laurito Machado, acompanharam a visita da delegação. “Orgulham-nos muito em receber essa comitiva, e o orgulho é maior em saber que nos tornamos referência em saúde para eles”, destacou Cléber.

A equipe chilena já havia visitado a secretaria de Desenvolvimento Econômico. O objetivo das visitas é a troca de experiências entre as duas cidades. Além disso, eles participaram do II Encontro Internacional da Felicidade e Bem-Estar, ocorrido em Contagem. O Encontro visa debater o tema a partir da psicologia, sociologia, filosofia e economia comportamental.

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 13/04/2018

Socorrista do Samu de Contagem escolhe o Centro Materno Infantil para ter seu primeiro filho

Na última quarta-feira (4), nasceu o pequeno Miguel Fernandes, no Centro Materno Infantil “Juventina Paula de Jesus”. Seu pai, o condutor socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Felipe Fernandes, escolheu a maternidade de Contagem para o nascimento do seu primeiro filho. Segundo ele, a escolha foi feita justamente por conhecer as instalações da maternidade e saber que se houvesse alguma complicação sua esposa e o bebê teriam a assistência necessária.

Durante o parto, houve complicações e foi preciso fazer uma cirurgia cesariana. Os papais de primeira viagem ficaram encantados com o profissionalismo da técnica de enfermagem, Claudinéia Leonardo, e do médico obstetra, Oton Gonçalves da Silva Júnior. O condutor socorrista do Samu disse que está acostumado a se empenhar para salvar vidas. E agora, estando do outro lado da história, se sente lisonjeado com o atendimento prestado. “Trabalho a 5 anos no Samu, e sinto que está gestão está preocupada em prestar um serviço de qualidade e mais humanizado para os cidadãos. Quero agradecer o carinho dos profissionais que deram apoio à minha esposa e contribuíram para que o parto do meu filho fosse feito da melhor forma”, enfatiza.

A secretaria de Saúde informa que melhorar o atendimento a população e fazer com que o centro materno da cidade funcionasse 100% foram compromissos de campanha do prefeito, Alex de Freitas. Agora, os moradores de Contagem não precisam buscar atendimento em outros municípios, pois os profissionais estão se qualificando cada vez mais e os equipamentos recebem manutenção frequentes para estarem em perfeito estado de funcionamento.

Repórter: Nayara Vianna

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 13/04/2018

Trabalhadores são orientados sobre a revisão dos benefícios do INSS

Seminário tratou o tema com o objetivo sanar dúvidas da população

Desde 2015, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está promovendo a revisão do Benefício Incapacitante de Longa Duração (Bild). Para esclarecer dúvidas e orientar trabalhadores de empresas públicas e privadas sobre os critérios estabelecidos para o recebimento de benefícios por meio do INSS, a
Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu, na manhã desta quarta-feira (14), seminário no auditório do Centro Materno-Infantil.

Uma das missões do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Contagem (Cerest) é acolher e direcionar os trabalhadores, por isso foi identificada a necessidade de oferecer a população uma oportunidade de entender o funcionamento do Bild, como explica a diretora do Cerest, Fátima Brant. “Lidamos com angústias de trabalhadores que passam por momentos delicados em relação à saúde no trabalho, e entendemos que todos têm direito de serem informados sobre as mudanças na previdência social”, afirma.

De acordo com a legislação, a revisão deveria ser feita a cada 2 anos após o início do benefício. Porém, não havia peritos suficientes para atender estes casos e a perícia inicial foi priorizada por ter uma demanda maior. Atualmente, estudos apontam que as revisões são essenciais para atender a quem de fato precisa do benefício.

A revisão dos benefícios de todos os trabalhadores do país será concluída até janeiro de 2019. Contagem tem um grande número de pessoas que passarão por essa revisão, e como é uma macrorregião, atende também trabalhadores de Ibirité e Sarzedo.

O seminário foi uma iniciativa do Cerest com o apoio do Conselho Intersetorial da Saúde do Trabalhador e Trabalhadora (Cistt) e da Vigilância em Saúde, em parceria com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Repórter: Nayara Vianna

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 15/03/2018

Encontro define estratégias para melhorar o funcionamento das UBSs

Reunião serviu para alinhar as prioridades do governo, mapear necessidades e definir responsabilidades

A Secretaria de Saúde de Contagem promoveu, na segunda-feira (12), reunião com todos os gerentes de Unidades Básicas de Saúde (UBS) no auditório do Centro Materno Infantil. O objetivo foi o de alinhar as prioridades do governo, mapear necessidades de capitação e definir responsabilidades.

A secretária-adjunta de Saúde, Kênia Carvalho, conduziu a reunião e explicou que promover encontros estratégicos é fundamental para diagnosticar os acertos e erros de planejamento. “Além de ser importante para identificarmos as necessidades específicas de cada unidade e gerência, nesses encontros destacamos a importância de cada profissional. O intuito também é aproximar os servidores e incentivar a prestação de serviços mais qualificados para os moradores de Contagem”, disse.

Para a gerente da UBS Novo Eldorado – Santa Cruz, Ana Moreira, qualificar e valorizar os profissionais influi diretamente na melhora do atendimento à população. “Esse encontro é importante para esclarecermos dúvidas e facilitarmos o processo de trabalho e, assim, oferecer um atendimento mais adequado ao usuário. Quando o governo da uma direção e ouvi também nossas demandas, além de nos sentirmos valorizados, ficamos mais empoderados a propor planejamentos e a negociar com equipes e usuários”, afirmou.

Durante a administração da atual gestão reuniões estratégicas como essa serão cada vez mais frequentes para constatar os gargalos e apontar soluções em curto prazo.

Repórter: Nayara Vianna

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 13/03/2018

Maior maternidade municipal de Minas com recursos 100% SUS

Em 2017, maternidade de Contagem foi a maior prestadora em obstetrícia de Minas Gerais

A maternidade de Contagem encerrou o ano de 2017 como a maternidade que mais fez partos com recursos 100% SUS entre os prestadores de procedimentos em obstetrícia em Minas Gerais. E quando são considerados todos os prestadores SUS de Minas Gerais, que além dos recursos do SUS contam também com verba oriunda de filantropia, a maternidade de Contagem figura em terceiro lugar no estado.

Ao longo do ano de 2017, foram feitos 4.042 partos no Centro Materno Infantil (CMI) Juventina Paula de Jesus, 801 partos a mais do que no ano de 2016, quando 3.241 partos foram feitos. Esse aumento ocorre em um contexto no qual maternidades públicas são ameaçadas de fechamento e leitos de internação em pediatria clínica são desativados em todo o país. Somente no ano passado, cerca de R$ 4 milhões foram investidos em todo o Complexo Hospitalar, que engloba o CMI e o Hospital Municipal.

E novos contagenses não param de chegar ao mundo. No dia 1º de fevereiro,  foi a vez de os gêmeos Taylor e Enzo nascerem. A mãe dos garotos, Ana Maria Pio, mora em Ribeirão das Neves e é mais uma moradora da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) que vem a Contagem para ter seu bebê. “A maternidade de Neves não está funcionando, e mesmo se estivesse eu viria para cá”, afirma a mãe.

Já no dia seis de fevereiro, foi a vez da estreia na vida fora do útero de Giovana, que nasceu de parto normal. A mãe, Tatiana Silva Santos Costa, moradora de Contagem, também aprovou os serviços ofertados na maternidade: “Achei a experiência ótima”, diz.

beforeAna Maria optou por ter os gêmeos em Contagem

De acordo com o secretário Municipal de Saúde, Bruno Diniz, Contagem fechou o ano como a maior maternidade municipal do estado. “Hoje, após um ano de investimento e muita gestão, o serviço voltou a contar com a credibilidade da população. Quando chegam na maternidade de Contagem as gestantes são atendidas aqui mesmo no município, em vez de serem transferidas para outros municípios. E, para além disso, estamos absorvendo demanda de municípios vizinhos, mesmo aqueles que não fazem parte da microrregião de saúde. Hoje, oferecemos à população um alto nível técnico e operacional e nos equiparamos aos serviços privados em saúde da mulher e da criança”, afirma Bruno.

Mais tranquilidade

A gestora do CMI, Cristiane Rosalina Oliveira Pereira, comenta também sobre o impacto das ações de gestão e investimentos que contribuíram para o aumento expressivo na quantidade de partos na confiança das pessoas nos serviços prestados na maternidade. “Hoje a população pode ter a tranquilidade de saber que existe um CMI funcionando no município e que não só a gestante poderá contar com assistência de qualidade no parto e puerpério na maternidade, mas também o bebê”, ressalta a gestora.

Em agosto de 2017, o terceiro andar do Centro Materno Infantil, que se encontrava fechado desde a inauguração da maternidade, ocorrida em 2016, foi finalmente aberto e passou a integrar os Cuidados Progressivos Neonatais ofertados no Complexo Hospitalar que antes funcionavam em diferentes ambiências, inclusive nas instalações do Hospital Municipal. Agora, o terceiro andar do CMI abriga o Centro de Terapia Intensiva (CTI) Neonatal, a Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) Neonatal Canguru e a pediatria do Complexo Hospitalar. A pediatria, por sua vez, engloba a UCI Pediátrica e leitos de enfermaria, para atendimento de crianças com até 13 anos.

Cristiane Rosalina acrescenta também que o aumento expressivo do número de partos em 2017 é parte do envolvimento de várias frentes de atuação. “Quando assumimos a gestão, verificamos que o prédio não era funcional e estava só aparentemente pronto. Foram necessárias várias reformas em vários sistemas, como o elétrico e o de gases medicinais, e também no elevador e em vários equipamentos. Foram feitas ainda várias modificações em termos de recursos humanos, com o estabelecimento de processos, escalas de trabalho e o diálogo permanente com os profissionais que aqui trabalham. Investimos e conduzimos mudanças para que o CMI pudesse prestar serviços com segurança para todos”, conclui Cristiane.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Elvira Rangel

Data: 02/03/2018

Semestre de conquistas para o serviço de pediatria de urgência

Balanço de seis meses de funcionamento do pronto-atendimento infantil contabiliza mais de 20 mil atendimentos

Desde que foi aberto, há cerca de seis meses, após muitos investimentos em reformas estruturais e recursos humanos e um forte trabalho de gestão, o Pronto-Atendimento Infantil da maternidade de Contagem atende crianças entre zero e 13 anos, em casos de urgência e emergência, em ambiente adequado e preparado para esse público. 

Para se ter uma ideia, de agosto de 2017, quando inaugurado, até janeiro deste ano, 20.073 crianças receberam atendimento. De lá para cá, uma média de 112 crianças foi atendida por dia (78 no período diurno e 34 no noturno).

Além de contar com três plantonistas médicos pediatras clínicos das 7h às 19h, um médico horizontal das 10h às 22h e dois plantonistas pediátricos clínicos das 19h às 7h, dois enfermeiros no plantão diurno e dois no noturno, sendo um no acolhimento de classificação de risco e um na observação, o pronto atendimento infantil do Centro Materno Infantil (CMI) Juventina Paula de Jesus dispõe do atendimento de referência no Hospital Municipal de Contagem (HMC) para neurocirurgião, cirurgião plástico, vascular, ortopedista e cirurgia pediátrica.

O serviço funciona com porta aberta e vem merecendo a confiança de famílias que confiam ao hospital a assistência à saúde de crianças e adolescentes nas urgências e emergências pediátricas.

Lorrayne Cristina Medeiros Gonçalves, mãe da pequena Esther, precisou levar a filha, que tem três meses, à urgência pediátrica do CMI na segunda-feira (19). Ela conta que a filha nasceu ali mesmo, na maternidade, prematuramente, de seis meses. “Hoje, precisei vir à urgência. Fui bem atendida quando minha filha nasceu e hoje também”, afirma. 

Luciana Fátima Silva, mãe de Beatriz, de um mês de vida, também precisou trazer a filha ao pronto-atendimento na segunda à tarde. “Achei que eu ia ter que esperar muito, mas fomos atendidas rapidinho”, conta a mãe.

Reputação

A pediatra e referência técnica em pediatria do CMI, Cristiane de Souza Carvalho, comenta os aprendizados institucionais obtidos nesse primeiro semestre de funcionamento. “Os principais desafios desses seis meses estão ligados à estruturação e organização de uma equipe que estivesse apta a atender à população e à criação de fluxos internos relacionados ao atendimento”, explica.

A médica comenta também sobre a credibilidade que o pronto-atendimento pediátrico está construindo junto ao povo contagense. “Hoje, a população já reconhece os serviços que prestamos como referência em pediatria de urgência no município, e isso é uma conquista. Nossas escalas estão completas e não sofreram nenhum desfalque ao longo desse tempo”, ressalta.

beforeOutono e inverno terão reforço no atendimento

   Reforço para atendimento no outono e no inverno

Agora, com a proximidade das estações do ano mais secas e frias, os desafios se intensificam, e os serviços precisam estar preparados. “No período de transição do outono para o inverno, notadamente no outono, historicamente há um aumento de demanda, por conta das doenças respiratórias. Por isso, estamos reforçando os serviços prestados, para que não ocorra demanda reprimida. Esse reforço inclui a capacitação de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem e uma ampliação das equipes, por meio de reajuste de escala, para fortalecermos a capacidade de atendimento”, afirma a referência técnica.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 21/02/2018

“Pequeno guerreiro” vence luta pela vida e recebe alta na maternidade

Yuri nasceu com 5 meses e pesando 500 gramas, mas superou todas as dificuldades e já está em casa

A vida é um sopro. A frase parece clichê, mas é a descrição perfeita para o início da história do pequeno Yuri Gabriel Sales Souza. Ele nasceu em 8 de julho de 2017 no Centro Materno-Infantil Juventina Paula de Jesus, em Contagem, com apenas 23 semanas e seis dias, ou seja, menos de cinco meses de gestação. Pesava 500 gramas e media 21 centímetros.

A superação deste pequeno guerreiro, como ele passou a ser chamado pela equipe da maternidade, emociona todos os envolvidos nos cuidados recebidos por Yuri em mais de seis meses internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) Neonatal. Mesmo com tanta fragilidade, o bebezinho enfrentou infecções, hemorragias e várias complicações de um recém-nascido prematuro.

Na luta pela vida, Yuri foi vencendo etapas até conseguir respirar sem a ajuda de aparelhos e a sugar. Nesta quinta-feira (18), o pequeno guerreiro, agora com quase 3,6 quilos e 51 centímetros, recebeu alta para finalmente ir para casa. Ele deixou a maternidade nos braços da mãe, Lidiane Sales Souza.

“Um verdadeiro milagre”. Essas são as palavras de Lidiane, que traduzem o final feliz de uma longa batalha do menor bebê nascido no Centro Materno-Infantil de Contagem. “Nosso caminho até aqui foi muito difícil, passamos por muitas coisas, mas pelo meu filho aprendi a não olhar para trás, a seguir sempre em frente, com positividade, desistir nunca foi uma opção. Conheci verdadeiros anjos na nossa vida, neste lugar fiz muitos amigos e, acima de tudo, sou grata a Deus e a cada um destes profissionais. Agora estou pronta para a próxima batalha, e muito bem amparada”, comemora a mãe.

A pediatra, neonatologista e intensivista Aurora Maria Fernandes de Souza Fachi acompanhou desde o início o pequeno Yuri e ficou muito emocionada ao vê-lo ir para casa. “Chegou o dia de ir embora e o que nos deixa mais feliz, além da alta, é que o Yuri pode ir pra casa sem precisar de oxigênio artificial.. Normalmente, bebês muito prematuros acabam tendo alta com essa necessidade. Mas ele acompanha tudo, sorri, tem um quadro neurológico bom para a idade dele, é um vencedor. Agora é aprender outras etapas e seguir o acompanhamento na rede hospitalar”, destacou.

beforeO pequeno guerreiro saiu da maternidade com quase 3,6 quilos

Nova estrutura

O superintendente do Complexo Hospitalar de Contagem, João Pedro Laurito Machado, ressalta que esta quinta-feira é um dia histórico para a maternidade. “Quando assumimos a gestão, em janeiro do ano passado, a maternidade não funcionava plenamente. Os bebês ficavam numa ala do Hospital Municipal totalmente inadequada, com infiltração e inúmeros problemas. O Yuri foi o primeiro bebê a ser trazido para o CTI Neonatal. Fizemos praticamente um plano de contingência para removê-lo, envolvendo toda a equipe médica. Talvez, se ele tivesse continuado lá, não estaria saindo tão bem. É muito gratificante presenciar esse dia”, disse.

O Centro Materno-Infantil tem capacidade para receber bebês como Yuri e outros casos que precisam de cuidados específicos. A Unidade de Cuidados Progressivos Neonatal do Complexo Hospitalar compreende o CTI Neonatal, UCI Neonatal e a ala Canguru.

 

Repórter: Vanessa Trotta

Foto: Geraldo Tadeu

Data: 19/01/2018