Posts com a Tag ‘Capacitação’

Secretaria de Saúde capacita conselheiros e servidores

O curso foi realizado em parceria com a Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG)

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, lançou nessa quinta-feira (13) a Capacitação de Conselheiros Atores em Educação Permanente e Controle Social no SUS Contagem. O curso realizado em parceria com a Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG).

O objetivo deste projeto é discutir sobre os processos de gestão do SUS. O evento contou com a presença de cerca de 80 pessoas, entre servidores e conselheiros de saúde. A subsecretária de Assistência à Saúde, Kênia Silveira Carvalho, destacou que uma das prioridades da gestão do prefeito Alex de Freitas é o investimento na capacitação dos servidores.

Kênia Carvalho destaca a importância da parceria com a Escola de Saúde Pública. “Esse é mais um grande projeto voltado para a capacitação que não envolve somente os conselheiros de saúde, mas os servidores também participam”.

A diretora da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais, Lenira Maia destaca que a capacitação tem o objetivo de fortalecer o controle e participação pessoal. “As ações do SUS só farão sentido se construirmos juntos”.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Contagem, Ronaldo Gontijo, reforça a participação tanto dos conselheiros, que representam a população, quanto dos servidores. “O pilar para a construção do SUS ao longo de sua criação é a participação popular”, destaca Ronaldo.

Capacitação
O projeto é composto por quatro ações educativas a serem realizadas ao longo do segundo semestre de 2018 e primeiro semestre de 2019. O gestor, trabalhador, usuário ou liderança comunitária interessada em participar da capacitação deverá entrar em contato com o Conselho Municipal de Saúde pelo telefone: (31) 3472-6260

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Fábio Silva

Data: 14/09/2018

Capacitação em atendimento de urgência para lidar com o AVC

Secretaria Municipal de Saúde oferta capacitação para Acidente Vascular Cerebral (AVC) agudo

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), atualmente, o Acidente Cerebral Isquêmico (AVC) causa 6,5 milhões de mortes no mundo, sendo ainda a principal causa de incapacidade pelo seu poder de ocasionar sequelas graves em nível global. No Brasil, o AVC é a causa mais frequente de óbito na população adulta (10% dos óbitos) e o diagnóstico de 10% das internações hospitalares públicas, informa o Ministério da Saúde (MS). Trata-se de uma doença tempo-dependente: quanto mais rápido o tratamento, maior a chance de recuperação.

Para promover uma oportunidade para servidores da urgência e emergência que atuam no município atualizarem seus conhecimentos relativos ao AVC, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveu uma capacitação voltada a esses profissionais. A ação, intitulada “Atendimento Capacitado ao AVC agudo – estruturando a linha de cuidado hospitalar”, ocorreu no dia 5/7, no auditório da maternidade de Contagem.

A capacitação foi conduzida pelo médico Gustavo Daher Vieira de Moraes Barros, professor na Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais e x-integrante das equipes médicas do Hospital Municipal de Contagem (HMC), onde atuou por dois anos. Cerca de 50 pessoas, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem de Unidades de Pronto Atendimento (UPA), do Complexo Hospitalar de Contagem (CHC) e do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) participaram da ação e puderam aprender mais sobre AVC agudo (ou isquêmico).

O médico e cardiologista no HMC, Luiz Fernando Avelar dos Santos, que esteve à frente da interlocução para viabilizar a capacitação, ressaltou a importância da estruturação da linha de cuidados voltados ao enfrentamento do AVC no município: “Essa oportunidade faz parte do processo de amadurecimento de protocolos para lidarmos com o AVC agudo na urgência e emergência do município. É muito importante que os profissionais desse nível da atenção à saúde estejam capacitados para reconhecer os sinais e sintomas do AVC”.

O médico Gustavo Daher, que proferiu a palestra, reforça que a promoção da assistência integrada ao enfrentamento a uma doença que é, em suas palavras, “o maior problema de saúde pública” leva a impactos positivos em termos sociais e econômicos. “É preciso integrar todos os indivíduos da rede assistencial e mostrar a importância que cada um tem para que a engrenagem funcione. O atendimento de urgência estruturado e capacitado para lidar com o AVC contribui para a melhoria clínica dos pacientes e para a redução de custos para o sistema de saúde”, diz o médico, que explica que há dois tipos básicos de AVC: “Os AVCs são classificados em hemorrágico e isquêmico. Em torno de 80% dos AVCs são isquêmicos. No AVC hemorrágico, os fatores de risco estão associados ao mal controle da hipertensão e do diabetes e estão mais ligados à Atenção Primária. Já o AVC isquêmico é súbito e mais impactante e está ligado à urgência e emergência. Quanto mais rápido as equipes de saúde agirem, mais aumentam as chances de recuperação do AVC isquêmico. Mas há pouco tempo para essa ação, e por isso o atendimento rápido e capacitado é fundamental. Tempo é cérebro”, atesta o médico.

Ághata Barbosa, que está cursando o primeiro ano da residência multiprofissional ofertada no Complexo Hospitalar de Contagem (CHC), é uma das dezenas de pessoas que participou da capacitação. Ela diz que no cotidiano é comum a presença de pessoas com sequelas incapacitantes em atendimento hospitalar. “Vemos muitos pacientes sequelados por causa do AVC e essa atualização é importante para os atendimentos clínicos”, afirma a enfermeira.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Fábio Silva

Data: 09/07/2018

Capacitação para qualificar servidores e integrar ações de saúde

Oferta de capacitação profissional é uma das formas de fomentar a integração entre os níveis de atenção do SUS

O atendimento ofertado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), um direito garantido em lei a todos os cidadãos brasileiros, se dá a partir de um modelo baseado na hierarquização das ações e serviços de saúde organizados por níveis de complexidade. Esse atendimento acontece em três níveis de atenção: no primeiro, estão as Unidades Básicas de Saúde (UBS), a “porta de entrada” ao SUS, onde são marcadas consultas e exames e realizados procedimentos menos complexos, como vacinação e curativos; no segundo, na média complexidade, estão equipamentos como os Centros de Consultas Especializadas e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), que realizam alguns procedimentos de intervenção e oferecem tratamentos a casos crônicos e agudos de doenças; e no terceiro, a alta complexidade, estão os Hospitais de Grande Porte, onde são realizadas manobras mais invasivas e de maior risco à vida.

Embora cada nível de atenção seja responsável por ofertas específicas de serviços, todos os níveis de atenção à saúde precisam estar preparados para lidar com as diversas situações que permeiam o processo saúde-doença. Essa preparação requer integração entre os níveis de atenção.

Nesse sentido, é muito importante que os profissionais da atenção primária estejam aptos a atender os usuários que chegam às UBS e precisam de avaliação e tratamento imediato, de forma a estabilizar e encaminhar esses usuários aos serviços de urgência e emergência do município.

A oferta de capacitação profissional é uma das formas de fomentar a integração entre os níveis de atenção do SUS. A Prefeitura de Contagem está atenta a isso e vem promovendo diversas ações para capacitar e qualificar os servidores da saúde. Ao longo da gestão, diversas iniciativas voltadas à capacitação e qualificação vêm sendo ofertadas, relativas a diversos temas e assuntos.

Uma dessas iniciativas de capacitação foi o 1º Curso de Urgência da Atenção Básica da Rede de Saúde, ofertado pela prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A ação teve o objetivo de preparar profissionais de unidades da atenção primária para as situações de urgência e emergência que chegam as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e unidades com Estratégia de Saúde da Família (ESF), as portas de entrada do sistema público de saúde.

Composto por conteúdos teóricos e práticos, o curso, realizado de março a maio deste ano, foi promovido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Superintendência de Atenção à Saúde (SAS), a Superintendência de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (Sugest) e a Superintendência de Urgência e Emergência (Surg). Cerca de 300 profissionais foram capacitados, entre médicos e enfermeiros que atendem em unidades de saúde do município ligadas à atenção primária.

“O curso envolveu um trabalho interdisciplinar de profissionais e gestores da rede de saúde do município. Os facilitadores são especialistas em suas áreas e representam tanto a experiência acadêmica, acumulada no desenvolvimento de projetos de formação, capacitação e educação permanente em saúde, como a experiência na vivência profissional”, detalha a referência técnica da Atenção Básica da SMS, Ivana Andrade.

Moisés Elias Soares Silva, enfermeiro de Saúde da Família, foi uma das centenas de pessoas capacitadas pelo curso. Para ele, que trabalha no PSF Jardim Bandeirantes, no bairro Água Branca, participar da capacitação foi uma oportunidade de reciclar conteúdos e, principalmente, de adquirir novos conhecimentos. “Nós, que atuamos na atenção básica, não temos muito contato com situações de urgência e emergência. Achei muito interessante, e os bons profissionais que ministraram as partes teóricas e práticas deixaram os conteúdos bem claros. Essa capacitação faz com que a gente se sinta mais seguro para atuar nessas situações”, atesta o profissional.

Você sabia?

O suporte básico de vida tem como objetivos o rápido reconhecimento das situações de gravidade, a intervenção precoce e a manutenção da estabilidade circulatória e respiratória por meio das manobras de reanimação. Trata-se de um conjunto de medidas e procedimentos técnicos que compreende aspectos da prevenção de fatores e situações de risco, detectando as ocorrências de eventos em determinado local da comunidade e o transporte seguro do paciente.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Fábio Silva

Data: 03/07/2018

Curso para capacitação das equipes Nasf é ofertado

Ação é voltada para profissionais que já integram a rede SUS/Contagem e para os recém-contratados

Teve início, nesta terça-feira (17), o Curso Introdutório do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf), que é promovido pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Com carga horária total de 20h e distribuído em cinco módulos, o curso é voltado às equipes multiprofissionais do Nasf, compostas por fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, nutricionistas, pediatras, ginecologistas e psiquiatras. A ação busca alinhar processos e fluxos de trabalho preconizados pelas diretrizes e normas do Ministério da Saúde (MS) para o Nasf.

Esses profissionais irão atuar de forma integrada com as equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município, reforçando o atendimento prestado nas unidades de saúde, a principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS).
Ao todo, durante os meses de abril e maio, cerca de 70 pessoas serão capacitadas, entre profissionais que já integram a rede SUS/Contagem e compõem as oito equipes de Nasf atualmente existentes no município, e os novos contratados para compor mais quatro novas equipes. A previsão é de que, já a partir de junho, o município conte com 12 equipes. Com isso, 100% do território de Contagem terá uma equipe Nasf de referência.

O coordenador do Nasf da SMS, Juscelio Silva, comenta o significado dessa capacitação/ampliação das equipes para a população. “Com o curso, possibilitaremos a atualização dos conhecimentos, conteúdos e diretrizes às oito equipes de Nasf já existentes e promoveremos condições para o funcionamento das quatro novas equipes. Na prática, significa ampliar o acesso das pessoas a esses profissionais, que irão atuar na rede de atenção básica, próxima à população”.

Você sabia?

As unidades de saúde, popularmente conhecidas como “posto de saúde”, são o centro de comunicação com toda a rede de atenção à saúde e estão instaladas perto de onde as pessoas moram, trabalham, estudam e vivem, desempenhando um papel central na garantia de acesso aos serviços de saúde pela população.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Adelcio R. Barbosa

Data: 17/04/2018

Médicos e enfermeiros participam de curso de capacitação em urgência na atenção básica

Dividida em cinco módulos, ação busca preparar profissionais de unidades de saúde para as situações de urgência e emergência que chegam aos locais da rede de saúde que estão mais próximos da população

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e unidades com Estratégia de Saúde da Família (ESF) são a porta de entrada do sistema público de saúde. Assim, é muito importante que os profissionais da Atenção Básica estejam aptos a estabilizar as pessoas que chegam aos postos de saúde que precisam de avaliação e tratamento imediato, de forma a equilibrar e a encaminhar esses usuários aos serviços de urgência e emergência do município. Para estarem preparados para também lidar com essas situações, é fundamental que médicos e enfermeiros das UBSs e ESFs sejam capacitados.

Pensando nisso, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está promovendo o 1º Curso de Urgência da Atenção Básica da Rede de Saúde. Dividido em cinco módulos, o curso teve início em março deste ano e se estenderá até o mês de maio.

Nesta semana, está em andamento o módulo III, de 9 a 18/4, que aborda temas como a aplicação de protocolos de Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) e de suporte de vida, o atendimento inicial às urgências e o reconhecimento do paciente gravemente enfermo. Até o final do curso, cerca de 300 pessoas da rede SUS/Contagem serão capacitadas, entre médicos e enfermeiros que atendem em unidades de saúde do município ligadas à atenção primária.

A aula de desta quinta-feira (12) foi dada na Sala de Integração da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Contagem e contou com a presença do assessor médico da SMS, Luiz Fernando Avelar dos Santos, do pró-reitor adjunto da PUC Contagem, Robson dos Santos Marques, do coordenador do curso de medicina da PUC Contagem, Gilmar Reis, do diretor acadêmico da PUC Contagem, Odil de Lara Pinto, e da coordenadora médica do Samu Contagem, Ana Paula Goyatá.

Luiz Fernando Avelar, que é médico cardiologista, ressaltou a importância do oferecimento do curso. “A atenção básica é o nível mais próximo da casa das pessoas. É fundamental que os profissionais das unidades de saúde possam estar preparados para fazer os encaminhamentos para a urgência e emergência”, assegurou o médico.

1º Curso de Urgência da Atenção Básica da Rede de Saúde

1º Curso de Urgência da Atenção Básica da Rede de Saúde

O pró-reitor adjunto da PUC Contagem, Robson Marques, lembrou que o curso de medicina do campus Contagem, concretizado na semana passada com a assinatura de uma portaria pelo governo federal, é um projeto que vem sendo construído há cerca de cinco anos e que conta com o apoio da atual gestão. “Na sexta-feira passada, concretizamos esse projeto, que é tão importante para a cidade. Como em Betim e em Poços de Caldas, a unidade de Contagem também passará a ofertar um curso de medicina e a previsão é de que, já no mês de agosto, 50 alunos possam começar as aulas aqui mesmo no município”, disse o pró-reitor adjunto.

A coordenadora médica do Samu Contagem, Ana Paula Goyatá, reforça que a população é a maior beneficiária desta ação. “Um dos maiores ganhos é da população: com essa iniciativa, além de poderem saber mais sobre as grades e os fluxos de atendimento de urgência e emergência, esses médicos e enfermeiros da Atenção Primária serão capacitados quanto aos procedimentos de estabilização do paciente até a chegada do Samu e o encaminhamento à rede de urgência e emergência”, atesta a médica.

O curso é promovido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Superintendência de Atenção à Saúde (Sas), a Superintendência de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (Sugest) e a Superintendência de Urgência e Emergência (Surg).

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Elivan Félix

Data: 13/04/2018

 

Valorização e capacitação para conselheiros da Saúde

Membros do Conselho Municipal de Saúde participarão de cursos que vão contribuir com o trabalho desenvolvido

Uma das principais metas da atual gestão é a promover a capacitação dos servidores e colaboradores de Contagem. Com esse objetivo em pauta, a Secretaria de Saúde retomou a parceria com o Ministério da Saúde para capacitação dos Conselheiros Municipais de Saúde. Os cursos estão previstos para as próximas semanas.

A novidade foi revelada nessa terça-feira (11), na reunião do Conselho Municipal de Saúde. O encontro é o segundo após a posse dos novos conselheiros (biênio 2018-2019), ocorrida em 18 de fevereiro. O conselho conta com 16 membros titulares e 15 suplentes

O subsecretário em Assistência em Saúde, Cléber de Faria Silva, destacou a importância da capacitação. “É um desejo antigo dos conselheiros de saúde. Por meio da Escola de Saúde Pública de Minas Gerais poderemos promover essa capacitação que valoriza o papel de conselheiro e dá mais peso ao trabalho desenvolvido pelo Conselho”, conclui.

O Conselho Municipal de Saúde garante a inclusão direta da população no controle e na elaboração de políticas para a gestão de saúde na cidade. “Nosso intuito é fiscalizar os gastos públicos, a forma que o dinheiro é empregado e como está o atendimento na cidade”, destaca a conselheira, Vera Lúcia Silva.

Repórter: Lucas Santos

Foto: Elivan Félix

Data: 11/04/2018

Saúde capacita farmacêuticos para atendimento nas UBS´s

A Secretaria de Saúde, por meio da Coordenação de Assistência Farmacêutica está promovendo oficinas para capacitação dos farmacêuticos no Cuidado Farmacêutico. No dias 21 e 22 de fevereiro foi realizada a primeira oficina de capacitação prática oferecida aos farmacêuticos.

O projeto tem o objetivo de capacitar  os farmacêuticos  para o atendimento clinico nas Unidades Básicas de Saúde UBS´s. Os atendimentos clínicos iniciarão ainda em março nas UBS’s pilotos. Os acolhimentos serão agendados pela equipe de acordo com os critérios estabelecidos e ocorrerão duas vezes por semana na própria UBS. 

As oficinas são realizadas na UNA-Contagem. A segunda oficina ocorrerá nos dia 28/02 e 01/03.

O processo realizado pelo farmacêutico consta de diversas etapas:

  • Consulta inicial, com avaliação dos medicamentos que o paciente usa;
  • Verificação da  indicação, efetividade , segurança, e conveniência dos medicamentos
  • Estudo para prevenção, detecção e resolução de problemas relacionados ao uso esses medicamentos.

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 23/02/2018

Zoonoses participam de capacitação

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, continua investindo em capacitação dos profissionais da saúde. Entre os dias 19 e 23 de fevereiro foi realizado o curso voltado para o Processo de Trabalho em Equipe e Liderança no Controlo de Zoonoses.

A capacitação foi realizada no  auditório da Faculdade Nova. Entre os temas debatidos estão : Atribuições dos Supervisores, Organização e Planejamento  do trabalho de campo, Conteúdo Técnico e Gestão  de Pessoas.

Participaram da capacitação o técnicos das secretarias Municipal  e Estadual de Saúde, da iniciativa  privada e Gestão  de Vigilância  em Saúde.

Repórter: Lucas Santos

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 21/02/2018

Qualificação para enfrentar a leishmaniose

Agentes comunitários de saúde e de combate às endemias do distrito Nacional participaram de capacitação sobre a doença

Nas pequenas, médias e grandes cidades, é bastante comum cruzar com animais de rua. Contagem não foge à regra, e a estimativa é que existam aproximadamente 85 mil cães e gatos no município, muitos deles em situação de rua e vulnerabilidade. Além de correrem riscos e privações diversas, como fome, problemas de saúde e maus tratos, esses animais podem transmitir infecções ao ser humano, como a leishmaniose. Lidar com essa doença, de difícil controle e tratamento demorado, inclui a adoção de ações integradas do poder público e a disseminação da cultura da guarda responsável junto à sociedade.

Em Contagem, a atual gestão vem implantando uma política pública ética de controle populacional de cães e gatos, a guarda responsável e a prevenção de zoonoses, na perspectiva do conceito de saúde única, firmando-se, aos poucos, como uma referência na área.

before

Cães e gatos perambulam pelas ruas em situação de vulnerabilidade

 Como parte do enfrentamento à doença, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu hoje, terça-feira (5), uma capacitação voltada a Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE) do distrito sanitário Nacional. Ao todo, mais de 50 pessoas participaram de uma conversa com a médica veterinária Taiza Gonçalves, do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Na oportunidade, os agentes puderam aprender mais sobre o ciclo de transmissão da doença, sobre as medidas de prevenção e, principalmente, sobre a importância que têm no sentido de levar aos tutores dos animais as informações e orientações necessárias.

“No meio urbano, o cachorro é considerado o principal reservatório da leishmaniose, mas quem a transmite é o mosquito Palha, que é o vetor do protozoário que provoca a doença”, ressaltou a médica veterinária. “Para o controle da doença, não basta recolher e eutanasiar os cães que apresentam resultado positivo e borrifar inseticida no ambiente. Precisamos de controle integrado, o que inclui a disseminação e adoção da guarda responsável por parte dos tutores (também conhecidos como proprietários) dos animais. E os agentes de saúde têm papel fundamental na promoção da guarda responsável”, frisou Taiza Gonçalves. 

Em 2016, no município, 4160 cães foram submetidos a exame de leishmaniose e, desses, 760 apresentaram resultados positivos para a doença.

Capacitação Protocolo de Raiva

Saúde de Contagem investe na capacitação dos servidores, visando melhorias no atendimento aos usuários SUS Contagem

Acontece na noite desta quinta feira (26), um curso de capacitação destinado aos médicos, enfermeiros e residentes das Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e de todo o Complexo Hospitalar de Contagem (CHC) 

A capacitação faz parte do Programa Educação Permanente em Saúde (PEPS) por iniciativa do Ministério da Saúde (MS) e tem por objetivo produzir conhecimento no cotidiano das instituições de saúde públicas, partindo da realidade vivida pelos próprios envolvidos, tendo os problemas e as experiências da realidade vivida por eles no dia-a-dia.

Toda as experiências sevem de base para a formulação de estratégias que visem promover  transformações nas práticas do trabalho com base em reflexões críticas. Um momento de interação entre educandos e educadores com uma aprendizagem significativa, buscando responder as perguntas que pertencem ao universo de vivências de quem aprende e ensina ao mesmo tempo em que constrói um futuro mais próspero para a saúde pública do município.

A capacitação conta com o apoio da Central de Imunização de Contagem, a diretora Fernanda Elisa 
Palestrante: Dr. José Geraldo Leite Ribeiro
(Pediatra, Epidemiologista, Mestre em Medicina Tropical, Professor da FASEH)

Data: 26/10/2017 – Quinta-feira

Horário: 19 horas

Local: Auditório do Complexo Hospitalar

INSCRIÇÃO PELO LINK ABAIXO:​

https://goo.gl/forms/ORkVt8PcBp831fnK2