Posts com a Tag ‘Agente em Cena’

Projeto Saúde na Escola educa por meio do teatro

Por meio de atividades lúdicas, o projeto levou até a escola dicas de prevenção e combate às arboviroses (Dengue, Zika, Febra Amarela, entre outras).

Olhares atentos, sorriso no rosto e curiosidade. Essas foram algumas das reações dos alunos do ensino infantil da Escola Municipal Pedro de Alcântara, localizada na região Industrial. As crianças assistiram uma peça do grupo teatral Agente Em Cena. O grupo levou até a escola, na quinta-feira (22), o Projeto Saúde na Escola. Por meio de atividades lúdicas, o projeto levou até a escola dicas de prevenção e combate às arboviroses (Dengue, Zika, Febra Amarela, entre outras).

Cerca de 30 pequenos do ensino infantil puderam aprender principalmente sobre a prevenção e combate à Dengue. A pedagoga da Escola Municipal Pedro de Alcântara destacou a importância do projeto. “O teatro enriquece o trabalho já realizado na escola,  que é de combate ao mosquito da dengue. Além de saúde, leva cultura aos nossos alunos”, elogiou.

Agente em Cena

O grupo Agente em Cena foi criado a partir da iniciativa dos Agentes de Combate a Endemias (ACE), juntamente com o programa de Educação e Saúde há 12 anos. Quando surgiu o grupo,  chamado de “Zoonetes”, não contava com o apoio e nem estrutura para exercer suas atividades, sendo desarticulado em 2015. Buscando valorizar os servidores, a nova gestão da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Contagem, por meio da Assessoria de Comunicação da Saúde (Ascom- Saúde), retomou as atividades com o grupo em fevereiro de 2017.

 

 

Reporter: Lucas Santos 

Foto: Fábio Silva  

Data: 23/08/2019

Agente em Cena promove saúde de uma forma lúdica

O projeto leva informações de forma divertida e simples

O grupo Agente em Cena é formado por uma equipe de educadoras em saúde que tem o objetivo de levar informações sobre promoção à saúde e prevenção de doenças, por meio de mobilizações sociais. O educador em saúde é um profissional importante para se alcançar êxitos nos programas de controle de endemias e promoção à saúde e, também, é o elo entre a Secretaria Municipal Saúde e a comunidade. “O educador é um servidor do município, que deve possuir certo carisma, facilidade de comunicação e expressão, além ter um grande desejo de aprender e de ensinar”, explica a agente Jacqueline Lage.

Para Lage, o grupo “tem como objetivo promover a saúde e orientar sobre cuidados com o meio ambiente. É um trabalho em conjunto com os agentes de saúde e de endemia”. Ela concluiu com uma mensagem do grupo: “Saúde é o que interessa e o resto não tem pressa”.

Em conjunto com o setor de Coordenação de Educação e Saúde, os educadores em saúde desenvolvem no município diversas atividades de mobilização social, como apresentações de peças de tetro, palestras e participações em eventos. Atualmente, o grupo é formado por nove agentes da área de saúde. “Esse projeto mudou a minha vida, me tirou da depressão. Foi essencial para minha saúde mental, pois é um trabalho prazeroso”, relatou a agente Jucilene Santos.

Na opinião da também agente Alexandra Souza, o projeto leva informações de forma mais impactante para a população. “Passamos uma mensagem de um modo diferente, então abrangemos um público maior. Quando você assiste uma apresentação acaba entendendo as coisas de um jeito mais divertido e simples”, finalizou.

Para mais informações e marcações deve mandar um email para saúde.ascom@contagem.mg.gov.br.

 

 

 

Repórter:  Lorena Campos

Foto: Fabio Silva

Data: 16/08/2019

 

 

Agentes dos distritos Industrial e Riacho recebem capacitação sobre a Febre Maculosa

Realizada pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, a ação tem como objetivo transformar os agentes em interlocutores da comunidade

Contagem segue capacitando os agentes de Saúde e Endemias no combate à Febre Maculosa. Nessa terça-feira (23) foi a vez dos agentes dos distritos Industrial e Riacho serem orientados sobre como prevenir a doença, tendo como foco principal o carrapato estrela, vetor da doença.  

Realizada pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, a ação tem como objetivo transformar os agentes em interlocutores da comunidade. A ideia é que eles sejam o canal entre a Secretaria de Saúde e a população.  

 A agente de Endemias, Jade Souza, atua na Região Industrial. Ela destacou a importância da capacitação. “Estamos em contato diário com a população e constantemente somos perguntados sobre a Febre Maculosa e o carrapato. Agora, podemos esclarecer com maior precisão as dúvidas dos moradores”, contou  a profissional. 

Veterinário e mestre em parasitologia (carrapatos) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Matheus Araújo, ministrou a palestra sobre a Febre Maculosa. O veterinário destacou os cuidados com as regiões infestadas pelo carrapato e, se tiver contatocomo proceder e, também, ressaltou a importância da capacitação para os agentes. “Precisamos repassar à população a forma de transmissão e prevenção”.  

Ele também destacou que a Febre Maculosa é uma doença com difícil diagnóstico, pois se assemelha aos sintomas da dengue. por exemplo. “Aos primeiros sintomas de febre, dor no corpo e manchas na pele, é importante procurar uma unidade de saúde. Além disso, é fundamental informar ao médico o seu históricose teve ou não contato com locais de risco”, orientou.  

O município contaatualmente, com cerca de 700 agentes de Saúde e Endemias distribuídos em oito distritos de saúde.  

Teatro  

 A capacitação iniciou com a apresentação da peça “Cuidados no Campo”, apresentada pelo grupo Agente em Cena. O grupo é formado por Agentes de Combate Endemias da Secretaria de Saúde. De forma lúdica e criativa, o grupo percorre as unidades de saúde e escolas, principalmenteno distrito Nacional, para informar a população sobre a Febre Maculosa.    

 

 

Repórter:  Lucas Santos

Foto: Lorena Campos

Data: 23/07/2019

 

 

Agente em Cena promove mais uma ação social em restaurante popular, dessa vez no Ressaca

O grupo de teatro, da Secretaria de Saúde, Agente em Cena, promoveu nesta quinta-feira (16), mais uma ação de conscientização contra as arboviroses. Dessa vez o local escolhido foi o Restaurante Popular do Ressaca, que atende em média 1.100 pessoas diariamente.

Moradora do Jardim Industrial, Neusa Ribeiro aprovou a iniciativa da Secretaria de Saúde e do restaurante em promover esse tipo de mobilização. “Nós precisamos disso mesmo todos os dias. As pessoas não têm consciência dessa epidemia, da gravidade que é a dengue. Então todo mundo tem que ter consciência disso, por isso esse trabalho delas é tão importante.”

Com o bloco do AEDES, a equipe de agentes comunitários de saúde apresentaram uma música com coreografia que reitera a importância de todos estarem ligados sobre essa questão da dengue e a importância de tentar acabar com o mosquito. “Se todos tirarmos dez minutos para fazermos um pente fino para não deixar água parada em lugar nenhum, retirar entulho para evitar os roedores e fazer nossa parte, vamos impedir a proliferação desse mosquito que nos faz tanto mal”, diz a agente de saúde, Patrícia Soares.

Para a administradora do Restaurante Popular do Ressaca, Elza Ferreira, esse tipo de mobilização social na região é muito significativo, já que por meio de muitos usuários fica  sabendo de casos de freqüentadores do restaurante que pegaram algum tipo de arbovirose. “Graças ao fluxo de pessoas que vêem ao restaurante diariamente, esse tipo de ação social faz com que as pessoas tenham mais consciência do que estamos enfrentando”, completou.

 

Repórter: Milla Silva (sob a supervisão de Lucas Santos)

Foto: Adélcio Ramos Barbosa

Data: 17/05/2019

Agente em Cena faz apresentação no Restaurante Popular do Eldorado

Objetivo foi mostrar que o combate ao Aedes aegypti é responsabilidade de todos, não apenas do poder público

O grupo de teatro Agente em Cena fez, na sexta-feira (10), uma ação de mobilização social no Restaurante Popular do Eldorado para conscientizar a população sobre o perigo das arboviroses. O objetivo foi mostrar que o combate ao Aedes aegypti é responsabilidade de todos, não apenas do poder público.

Moradora de Nova Contagem, Rira Lerbachi se disse surpresa e feliz por saber sobre esse trabalho realizado pelas agentes de saúde e combate às endemias. “Eu achei legal. Venho sempre aqui, mas nunca tinha visto. Achei muito bom. Desperta a gente para o que é a dengue. Tem pessoas que precisam ouvir, precisam desse puxão de orelha”, comentou.

Morador do bairro Coração Eucarístico, em Belo Horizonte, Mateus Pinto Guedes vem muito a Contagem, cidade pela qual tem um carinho especial, e estava bastante satisfeito pelo que presenciou no Restaurante Popular do Eldorado. “Vocês estão de parabéns. Deus abençoe para que o trabalho delas possa ir o mais longe possível. O pessoal tem um lote vago, tem um imóvel fechado e não tem interesse de fazer nada e nem concorda em deixar outras pessoas fazerem algo, e, com esse interesse de vocês em realizar esse trabalho, eles vão ouvir e ajudar também”, afirmou.

Agente de saúde que faz parte da equipe do teatro, Jaqueline Anastácia explicou que o Agente em Cena apresentou o Bloco do Aedes, que parte de uma mobilização social para chamar a atenção das pessoas para a importância de se evitar a proliferação do mosquito. “Cantamos músicas, fizemos coreografia que desperta para todos que a dengue é uma doença grave, que o Aedes aegypti é perigoso e que as arboviroses matam. Então estamos despertando a todos para isso”, disse.

Segundo o administrador do restaurante, Maurício Steiner Júnior, “o restaurante popular é um dos instrumentos da Prefeitura que mais recebe a população diariamente. Então esse tipo de ação é importante pela proximidade que temos com as pessoas aqui”, avaliou. Cerca de 1.800 pessoas passam no local diariamente.

Agente em Cena

Criado há cerca de 14 anos, para promover a educação em saúde, a partir de uma iniciativa de Agentes de Combate às Endemias (ACEs), juntamente com o programa de Educação e Saúde do município, o grupo acabou se desarticulando em 2015. Suas atividades foram retomadas em abril de 2017, na atual gestão. De lá para cá, o Agente em Cena já contabiliza mais de 700 apresentações em locais como escolas públicas e particulares, faculdades, conferências de Saúde, reuniões de bairro e Unidades Básicas de Saúde (UBS).

 

Repórter: Milla Silva (sob orientação de Lucas Santos)

Foto: Adelcio Ramos 

Data: 13/05/2019

Plenária Municipal de Saúde aprova propostas de Contagem para a Conferência Estadual

Além de 15 propostas, foram eleitos os 32 delegados que representarão o município

Com a participação de quase 400 pessoas, entre usuários, trabalhadores e gestores, a Plenária Municipal de Saúde de 2019, realizada sábado (30), na Faculdade UNA, selecionou 15 propostas que serão levadas para a Plenária Estadual, a ser realizada entre abril e junho. Também foram escolhidos os 32 delegados que representarão o município na Conferência Estadual.

Com eixo em três temáticas (Saúde como direito; Consolidação dos princípios do SUS e Financiamento adequado e suficiente para o SUS), a Plenária Municipal discutiu várias propostas até a aprovação final. O coordenador da Comissão de Relatoria, dr. Newton Lemos, ressalta que o foco das propostas foi “a contribuição de Contagem para a melhoria da gestão de Saúde em Minas Gerais e no país”.

Inicialmente, foi feita a eleição dos delegados, com representantes de cada um dos oito Distritos Sanitários e de acordo com a paridade de cada segmento, usuários, trabalhadores e gestores, definida por lei.

O secretário municipal de Saúde, Cleber Faria da Silva, avaliou como muito positiva a Plenária, em todos os aspectos, principalmente quanto à maturidade do Conselho Municipal em termos de condução do processo. “Desde o início, com a mobilização dos conselheiros, com o propósito de fazer uma plenária organizada e bem direcionada, seguindo o que preconiza o Ministério da Saúde. Graças à mobilização via Distritos, tivemos uma das maiores adesões em plenárias de saúde de Contagem”, comenta.

Cleber Faria da Silva destaca também a participação popular nas discussões: “Tive a nítida percepção que as pessoas estavam lá por interesse pelo tema, em participar e colaborar de forma coletiva, com o objetivo de que as propostas pudessem ser construídas da melhor maneira possível para serem levadas a nível estadual e chegar também a nível federal”.

Participação popular

A participação popular, mais uma vez, foi importante para a definição das propostas e eleição dos delegados. “Aqui é o lugar onde podemos dar idéias e pontuar situações que podem ser melhoradas. É um ótimo momento para que possamos relatar a real situação de cada região, para contribuir com melhorias”, avalia Ismênia Freitas, da Regional Ressaca, representante do segmento usuário.

Mesmo quem participou pela primeira vez de uma plenária da Saúde destacou a importância da participação nas discussões. “É importante o debate para esclarecermos vários pontos, como as dificuldades que têm os usuários e as melhorias que podem ser feitas. Ao mesmo tempo, a gente recebe informações da gestão e uma projeção do que vai se fazer. A plenária melhora o campo de visão do usuário. Tenho observado que a saúde tem melhorado em Contagem. O caminho é este: dar sequência ao que tem sido feito”, comenta Jorlim Antônio Barbosa, usuário da Regional Eldorado.

Opinião semelhante tem o usuário Hermínio José Rosa, da Regional Petrolândia: “É a primeira vez que participo. Aqui, a gente fica sabendo direitinho o que está acontecendo com a Saúde em nosso município. Quero entender como tudo funciona, os projetos para a Saúde de Contagem. É bom para votarmos e darmos sugestões”.

Adriana Malta, servidora da UBS Maria da Conceição, na Regional Sede, também aponta os pontos positivos do encontro: “A plenária é boa para olharmos o lado do usuário, ver de que eles estão sentindo falta. Para o trabalhador, vemos o que pode ser melhorado em termos de legislação e de rotina de trabalho. É a primeira vez que participo, mas, pelo que tenho ouvido, sempre tem dado resultados”.

Entre as autoridades presentes, além do secretário municipal de Saúde, Cleber de Faria Silva, estavam presentes a secretária-adjunta Kênia Silveira Carvalho, a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Maria José Pinto, a superintendente regional de Saúde, Débora Marques Tavares, representando o secretário estadual de Saúde, Carlos Eduardo Amaral Pereira da Silva; e o vereador Dr. Rubens Campos.

No início da Plenária, houve apresentação do grupo teatral Agente em Cena, com a peça “O secador e o espelho: Democracia e Saúde”. O Programa Movimenta Contagem também esteve presente, fazendo o cadastramento de novos usuários para os mais de 100 núcleos implantados no município.

 

Repórter: Eugênio Moreira 

Foto: Fábio Silva 

Data: 02/04/2019

Saúde realiza blitz contra o Aedes na região central de Contagem

Na ação, as agentes distribuíram panfletos e deram dicas de como combater o mosquito

As ações de combate às arboviroses (zika, dengue, chikungunya e febre amarela) continuam por toda Contagem. Nessa terça-feira (26), a Secretaria Municipal de Saúde realizou uma blitz contra o Aedes na regional Sede. A ação foi promovida pelo Distrito de Saúde em parceria com o grupo teatral Agente em Cena.

As agentes distribuíram panfletos e deram dicas de como combater o mosquito. A coordenadora do Agente em Cena, Rúbia Mageste, disse que ações como essa visam convocar a população para a luta contra as arboviroses. “Nosso intuito é mostrar que o combate ao Aedes aegypti é dever de todos. O empenho dos moradores para acabar com os focos em suas casas é imprescindível nessa luta”, destaca Rúbia Mageste.

Agente em Cena: mais de 31 mil espectadores

Criado há cerca de 14 anos, a partir de uma iniciativa de Agentes de Combate às Endemias (ACEs), juntamente com o programa de Educação e Saúde do município, o grupo acabou se desarticulando em 2015, tendo suas atividades retomadas em abril de 2017, na atual gestão.

De lá para cá, o Agente em Cena já contabiliza mais de 680 apresentações em locais como escolas públicas e particulares, faculdades, conferências de saúde, reuniões de bairro e Unidades Básicas de Saúde (UBS), com mais de 31 mil espectadores.

 

Repórter: Lucas Santos

Foto: Fábio Silva 

Data: 26/02/2019

Prefeitura de Contagem trabalha para prevenir e combater as arboviroses

Ações de prevenção de doenças e de controle do mosquito Aedes não param, mas população precisa também fazer a sua parte

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vem empreendendo uma série de ações para prevenir Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela e combater o mosquito Aedes, transmissor dessas doenças, conhecidas como arboviroses.

O controle das arboviroses no município segue determinações do Ministério da Saúde, que incluem, por exemplo, a realização de Tratamento Focal, que consiste na realização de visitas domiciliares em 100% dos imóveis da cidade, durante ciclos bimestrais (seis vezes ao ano). No ano de 2018, mais de 700 mil visitas domiciliares foram realizadas por equipes da Secretaria Municipal de Saúde para tratamento focal.

A Secretaria de Saúde também realiza pesquisas entomológicas por meio do Levantamento de Índices Rápido para o Aedes agypti (LIRAa) e da colocação, em pontos estratégicos, de armadilhas de ovoposição para contagem de ovos do vetor chamadas “Ovitrampas”. Essa ação foi desenvolvida a partir de outubro de 2017, com a instalação de armadilhas em todos os oito distritos sanitários da cidade. Atualmente, existem 517 Ovitrampas espalhadas pelo município.

A SMS realiza ainda o controle químico e pesquisa larvária em pontos estratégicos em rotinas quinzenais e bimestrais para borrifações de efeito residual.

Há também os mutirões de limpeza, chamados de “Faxinação”, que, só no ano passado, recolheram nas áreas mais críticas mais de 100 mil quilos de entulho e outros objetos que podem se tornar focos do Aedes.

A rede assistencial em saúde do município também está preparada para reconhecer os sintomas relacionados às arboviroses. Médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem da rede SUS/Contagem estão sendo capacitados para lidar com as sintomatologias das arboviroses e realizar os procedimentos e encaminhamentos necessários para tratamento, como a realização de exames de sorologia, hemograma e hidratação oral e venosa, quando necessário.

No trabalho de prevenção, os mais de 250 Agentes de Combate às Endemias (ACE) do município realizam visitas e passam orientações quanto à correta destinação do lixo e dos chamados inservíveis, recipientes artificiais descartados indiscriminadamente e/ou que podem acumular água, como pneus, latas, vidros, garrafas, vasos de flores e seus pratinhos, caixas d’água descobertas, cisternas, piscinas e até tampinhas de garrafa e bebedouros de animais.

Agente em Cena na feiras de Nova Contagem e do Industrial

E o trabalho não para nem no fim de semana. Afinal, o Aedes não dá trégua, e todos precisam seguir fazendo a parte que cabe a cada um. Nos dias 16 e 17, sábado e domingo pela manhã, houve mobilização do “Dia D: Xô, Dengue” com o grupo Agente em Cena em pontos estratégicos nos distritos sanitários Vargem das Flores e Industrial.

No sábado (16), a caravana do Agente em Cena visitou a Feira de Nova Contagem para chamar a atenção para a importância da eliminação dos criadouros do mosquito e prestar orientação quanto aos sintomas das arboviroses, que podem variar.

No domingo (17), foi a vez de o público da Feira do Amazonas aprender mais sobre temas relacionados ao combate à Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. A ação do domingo contou também com um posto móvel de vacinação contra a Febre Amarela, com a aplicação de 45 doses da vacina contra a doença.

A Ação “Dia D: Xô, Dengue” já passou pela Feira do Eldorado, no distrito sanitário do Eldorado, pela Praça São Mateus, no Nacional, e em Unidades Básicas de Saúde (UBS) no Sede. Nos próximos sábados, será a vez de o Agente em Cena aportar no Riacho (praça da rua Mantiqueira, no dia 23), no Ressaca (praça da Rua Rodrigues da Cunha, no dia 9 de março) e no Petrolândia (dia 16/3). Participe!

Cada um deve fazer a sua parte

O diretor de Vigilância e Controle de Zoonoses da SMS, o médico veterinário José Renato de Rezende Costa, afirma que, atualmente, o município de Contagem apresenta 1,6% de Índice de Infestação Predial (IIP), estando dentro da faixa de médio risco em relação aos valores preconizados pelo Ministério da Saúde. Mas ele reforça que a população precisa cuidar de suas casas e quintais, eliminando qualquer local que possa acumular água e servir de criatório para o mosquito.

“A prefeitura vem trabalhando sistematicamente para prevenir as arboviroses e combater o Aedes. Temos as Ovitrampas, o Liraa, o Faxinação, as capacitações de profissionais de saúde da rede, a contratação de ACEs. Mas, sem dúvida nenhuma, só através do esforço e da colaboração de todos conseguiremos superar o grande desafio que é vencer as arboviroses transmitidas pelos Aedes. O mosquito tem uma autonomia de voo de apenas 200 metros de raio. Se todo mundo fizer a sua parte, o problema acaba”, afirma José Renato.

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação

Data: 18/02/2019

Teatro Agente em Cena utiliza a arte e o lúdico para promover educação em saúde

Atividade do grupo ligado à Secretaria de Saúde é semelhante ao Projeto ComunicaSUS, que publica radionovela sobre o tema

No fim de 2018, no contexto das comemorações dos 30 anos da criação do Sistema Único de Saúde (SUS), o Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) lançou o Projeto ComunicaSUS, composto por radionovelas curtas, de dois a três minutos, com o objetivo de ajudar na construção do conhecimento em torno do SUS (clique AQUI para acessar). Nas radionovelas, Susete, uma agente de saúde, reflete com suas companheiras Ângela e Norma sobre as situações e dilemas com os quais se deparam no cotidiano e, ao mesmo tempo, sobre a missão de democratizar a comunicação e a informação no SUS. O Cebes, que reúne ativistas, lideranças, pesquisadores, professores, profissionais e estudantes, é vinculado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), considerada como uma das principais instituições de pesquisa em saúde pública no mundo.

Por meio da arte, das metáforas sobre a aprendizagem e da utilização do diálogo em lugar do discurso, é possível valorizar formas de apreensão da realidade nas quais a relação direta entre aprender e fazer é o foco. Sob essa perspectiva, o entendimento é o de que qualquer pessoa, ao observar a realidade com atenção durante um determinado tempo, entenderá o funcionamento do mundo. Ciente dessa poderosa ferramenta que é a arte, o grupo de teatro Agente em Cena, formado por Agentes de Combate às Endemias (ACE) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Contagem, vem levando educação em saúde a diferentes públicos, em apresentações instigantes e que encantam pessoas de todas as idades, assim como as radionovelas do ComunicaSUS.

Agente em Cena: mais de 31 mil espectadores

Criado há cerca de 14 anos, a partir de uma iniciativa de ACEs juntamente com o programa de Educação e Saúde do município, o grupo acabou se desarticulando em 2015, tendo suas atividades retomadas em abril de 2017, na atual gestão. De lá para cá, o Agente em Cena já contabiliza mais de 680 apresentações em locais como escolas públicas e particulares, faculdades, conferências de Saúde, reuniões de bairro e Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Foto: Adelcio R. Barbosa

 

De acordo com a coordenadora do Agente em Cena, Rúbia Mageste, mais de 31 mil pessoas já assistiram a essas apresentações, que aconteceram sobre os temas mais diversos, como combate às arboviroses, obesidade, sedentarismo, hipertensão, alcoolismo, tabagismo, alimentação saudável, higiene pessoal, saúde mental, saúde da mulher, saúde do homem e, como não podia deixar de ser, sobre o SUS: “melhor acesso e qualidade”. Mageste explica que as apresentações são pensadas de acordo com a demanda e com a participação de todos do grupo, atualmente composto por oito mulheres, todas ACEs.

“As falas e fantasias são criadas em conjunto. O acervo é composto de fantasias e cenários. Tudo confeccionado pelas integrantes. O grupo se organiza para comprar o material necessário e dividimos o valor. Tudo acontece pelo amor do grupo em realmente acreditar no trabalho realizado. É importante ressaltar que nunca apresentamos sem o respaldo da área técnica”, afirma Mageste, que é também relações públicas na Secretaria Municipal de Saúde.

Agendas abertas

Para solicitar a apresentação do Agente em Cena e sua caravana de arte e educação em saúde, escolas, órgãos públicos, empresas privadas e Organizações Não-Governamentais (ONG), deve-se enviar um e-mail descrevendo a proposta, local, data e informações relacionadas. Dependendo do prazo, é possível inclusive solicitar um tema específico. “Qualquer pessoa ou entidade pode solicitar a apresentação do grupo, mas é importante ressaltar que, para uma boa apresentação, faz-se necessária uma prévia organização”, reforça Rúbia Mageste.

O e-mail para enviar proposta de apresentação do Agente em Cena é rubia.mageste@contagem.mg.gov.br.

Você sabe o que faz um Agente de Combate às Endemias (ACE)?

O trabalho dos Agentes de Saúde faz parte do combate às arboviroses e é fundamental para que o município consiga enfrentar e prevenir epidemias. Os ACEs realizam ações que incluem visitas a imóveis e prestação de orientações à população. Receba bem os ACEs!

 

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Fábio Silva

Data: 15/02/2019

Colônia de Férias abordou o tema alimentação saudável

Grupo teatral “Agente em Cena” apresentou a peça “Viver bem com uma alimentação saudável”, no Parque Ecológico do Eldorado

Período de férias também é época para cuidar da alimentação. Pensando nisso, o grupo teatral Agente em Cena realizou, na sexta-feira (25), uma ação voltada para o tema. O grupo apresentou a peça “Viver bem com uma alimentação saudável”, no Parque Ecológico do Eldorado.

Moradora do Riacho, Ana Costa afirmou que levou as crianças ao parque justamente pelo tema. “Tenho dois sobrinhos com colesterol alto desde a infância. Já fazemos esse trabalho de controle da alimentação com eles, mas com o teatro é muito mais fácil explicar”, destaca.

Desde o dia 17 de janeiro, o grupo teatral promove, no Parque Ecológico, o “Férias com Agente em Cena”. A ação trata-se de uma colônia de férias voltada para a promoção do lazer cultural e para conscientizar sobre os perigos do Aedes Aegypti.

Para a coordenadora do projeto, Rúbia Mageste, o “Férias com Agente em Cena” se provou um sucesso. “Os pais trazem os filhos com o intuito de ensiná-los sobre diversos temas relacionados à saúde, como o combate ao Aedes e alimentação saudável, e acabam aprendendo também”, afirma Rúbia Mageste.

 

Repórter: Lucas Santos 

Foto: Adelcio Ramos Barbosa 

Data: 29/01/2019