Posts com a Tag ‘ACS’

Qualificação para enfrentar a leishmaniose

Agentes comunitários de saúde e de combate às endemias do distrito Nacional participaram de capacitação sobre a doença

Nas pequenas, médias e grandes cidades, é bastante comum cruzar com animais de rua. Contagem não foge à regra, e a estimativa é que existam aproximadamente 85 mil cães e gatos no município, muitos deles em situação de rua e vulnerabilidade. Além de correrem riscos e privações diversas, como fome, problemas de saúde e maus tratos, esses animais podem transmitir infecções ao ser humano, como a leishmaniose. Lidar com essa doença, de difícil controle e tratamento demorado, inclui a adoção de ações integradas do poder público e a disseminação da cultura da guarda responsável junto à sociedade.

Em Contagem, a atual gestão vem implantando uma política pública ética de controle populacional de cães e gatos, a guarda responsável e a prevenção de zoonoses, na perspectiva do conceito de saúde única, firmando-se, aos poucos, como uma referência na área.

before

Cães e gatos perambulam pelas ruas em situação de vulnerabilidade

 Como parte do enfrentamento à doença, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu hoje, terça-feira (5), uma capacitação voltada a Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE) do distrito sanitário Nacional. Ao todo, mais de 50 pessoas participaram de uma conversa com a médica veterinária Taiza Gonçalves, do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Na oportunidade, os agentes puderam aprender mais sobre o ciclo de transmissão da doença, sobre as medidas de prevenção e, principalmente, sobre a importância que têm no sentido de levar aos tutores dos animais as informações e orientações necessárias.

“No meio urbano, o cachorro é considerado o principal reservatório da leishmaniose, mas quem a transmite é o mosquito Palha, que é o vetor do protozoário que provoca a doença”, ressaltou a médica veterinária. “Para o controle da doença, não basta recolher e eutanasiar os cães que apresentam resultado positivo e borrifar inseticida no ambiente. Precisamos de controle integrado, o que inclui a disseminação e adoção da guarda responsável por parte dos tutores (também conhecidos como proprietários) dos animais. E os agentes de saúde têm papel fundamental na promoção da guarda responsável”, frisou Taiza Gonçalves. 

Em 2016, no município, 4160 cães foram submetidos a exame de leishmaniose e, desses, 760 apresentaram resultados positivos para a doença.

Cidadãos também são agentes que cuidam da saúde

Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde é comemorado nessa quarta-feira (4)

Sabe aquele profissional que visita regularmente as residências, atuam na promoção e prevenção da saúde e encaminham a população ao serviço de saúde? Eles são os Agentes Comunitários de Saúde e hoje, quarta-feira (4), é dia de celebrar esses profissionais, pois é comemorado o Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde. A data homenageia profissionais que têm atuação fundamental no processo de Atenção Primária à Saúde.

Contagem conta com mais de 440 Agentes Comunitários de Saúde, que atuam no Programa Saúde da Família. Os agentes são cidadãos da própria comunidade que são treinados para fazer visitas domiciliares, orientar as famílias  e levar até elas o acesso ao tratamento e à prevenção das doenças. 

As equipes de agentes vão até os domicílios para reconhecer os principais problemas, evitando o deslocamento desnecessário às Unidades de Saúde. Um agente atua, ainda, junto ás equipes de saúde e a comunidade na elaboração, programação e na avaliação do plano de ação local de saúde, além de mobilizar a população para as reuniões do conselho de saúde. 

A diretora do Distrito de Saúde, da Região Industrial, Carolina Duarte, destaca a importância do Agente Comunitário de Saúde. “São os principais integrantes da saúde da família, são eles que vão às casas das pessoas e buscam as demandas, são o elo entre a comunidade e as unidades de saúde. Sem eles a saúde da família não funciona”.

ACS x ACE

Não devemos confundir os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE). Apesar de ambos trabalharem com a comunidade para facilitar o acesso da população à saúde e prevenir doenças, eles têm funções distintas.

Enquanto o ACS atua na saúde básica, sendo elo entre a população e a unidade de saúde. O ACE promove ações de educação em saúde junto à comunidade e informa à população sobre os riscos das doenças. Além disso, o ACE também faz visita aos imóveis com o objetivo de prevenir e controlar doenças como dengue, malária, entre outras.

Data:05/10/2017

Repórter: Lucas Santos

Foto: Arquivo Prefeitura de Contagem