Surdos e deficientes auditivos têm intérprete de Libras

Em novembro, a central juntamente com a Associação de Surdos de Contagem comemorou os avanços e o número de atendimentos feitos

Contagem é uma das poucas cidades mineiras que mantêm, com recursos municipais, equipamento destinado ao atendimento da população surda e dos deficientes auditivos. Localizada na rua Riso Prado, 198, bairro Jardim Eldorado, a Central de Libras foi fundada em 2015 e, hoje, atende cerca de 400 pessoas/mês. 

Para garantir a efetivação dos direitos dos surdos e deficientes auditivos, a central disponibiliza gratuitamente intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras) para acompanhá-los em diversos lugares, como agência bancária, consulta médica, delegacia, fórum, tribunais, empresas durante entrevista de emprego, shoppings, entre outros locais.  O serviço é agendado na própria central ou por contato telefônico previamente.  

O espaço também oferece curso de Libras Básico e Intermediário e promove atividades de lazer, esporte e convivência como forma de estimular a inclusão social deste público.

A Central de Libras de Contagem é gerenciada pela prefeitura em parceria com a Associação dos Surdos de Contagem (ASC), que, neste mês de novembro, completou 29 anos. “ É gratificante constatar que ao longo da nossa trajetória de luta há evidências de avanços no atendimento à pessoa com deficiência”, destacou o presidente da ASC, Deison Andrade.

Para ele, a Central de Libras é um equipamento fundamental para a formação dos surdos. “O trabalho promovido na associação e na central estimula o desenvolvimento de habilidades e melhora a autoestima dos deficientes auditivos e dos surdos, assim como facilita o acesso destes à cursos e às atividades de lazer. Sem estes equipamentos, a autonomia deles certamente estaria comprometida”, informou. 

Para mais informações sobre o serviço, entre em contato pelo telefone: (31) 2567-7741.

Data: 30/11/2017

Repórter: Carol Cunha 

Foto: Geraldo Tadeu