Prefeitura de Contagem suspende cirurgias eletivas e exames de média e alta complexidade para enfrentamento do coronavírus

Os usuários que estão com exames ou cirurgias eletivas agendados nesse período de excepcionalidade serão contatados pelos prestadores de serviço médico e não precisam se deslocar para nenhuma unidade de saúde

 

A partir do dia 22 de março, estão suspensas cirurgias eletivas, consultas, exames especializados de média e alta complexidade e risco cirúrgico no serviço público de saúde do Município em razão da pandemia do coronavírus. A decisão tomada pela Secretaria de Saúde Municipal de Contagem (SMS) é uma das medidas para evitar a circulação de pessoas e conter a cadeia de transmissão do Covid-19, além de otimizar recursos para os atendimentos aos usuários com suspeita ou possível diagnóstico positivo da doença.

Os usuários que estão com exames ou cirurgias eletivas agendados nesse período de excepcionalidade não precisam se deslocar para nenhuma unidade de saúde. Eles serão contatados pelos prestadores de serviço de saúde, que repassarão as orientações referentes ao processo de cancelamento e futuro agendamento. A unidade deverá fornecer número de contato telefônico para que o usuário possa tirar dúvidas sobre os procedimentos adotados. O Complexo Regulador (CEAPS), órgão responsável pelo agendamento e autorização de exames, vai realizar o cancelamento via sistema Vivver e retornar o paciente para a fila obedecendo sua ordem de prioridade e data de inserção inicial. Os pacientes que tiverem seus agendamentos de procedimentos eletivos cancelados durante o período da pandemia serão reagendados posteriormente.

Serviço de hemodiálise funcionará normalmente

As sessões de hemodiálise não serão paralisadas e vão funcionar normalmente. Além dela, os serviços de reabilitação de pacientes vão passar por avaliação, caso a caso, para que não haja o risco de o usuário ficar com sequelas em razão da interrupção ou suspensão do serviço.
“A gente está suspendendo todo e qualquer procedimento eletivo, salvo a hemodiálise e alguns casos de reabilitação. Os agendamentos que ainda não foram entregues às unidades já vão ser cancelados, e os pacientes voltam para a fila na posição deles. E os que já foram para as unidades também serão remarcados dentro da mesma prioridade. O usuário não vai precisar fazer nada”, explicou Yara Ariane Santiago Souza, superintendente de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde de Contagem (SMS). Ainda de acordo com ela, haverá um canal de comunicação entre a SMS e os médicos reguladores e gestores de clínicas no tocante aos casos considerados graves. Eles serão triados no Sistema Vivver pelo médico regulador ou pelo gestor da clínica, que ficarão incumbidos de alertar os profissionais do Complexo Regulador para a solicitação de agenda de urgência ao prestador de serviço de saúde. Essa medida tem como objetivo manter a continuidade de assistência aos usuários que mais necessitam e, por outro lado, diminuir a possibilidade de eles se deslocarem para as unidades de urgência e emergência.
“Isso será comunicado, e a gente vai pedir uma vaga ao prestador para que o paciente seja atendido de forma eletiva para evitar que ele vá a um serviço de urgência.”, afirmou.

Monitoramento

A medida de suspensão dos serviços ora adotada será monitorada semanalmente com intuito de avaliar o retorno dos serviços prestados à população assim que o cenário no âmbito da pandemia permitir.
Conforme a superintendente, o período requer esforço conjunto de todos para que os riscos e efeitos da doença sejam minimizados.
“Não vamos desassistir de forma alguma o paciente em estado grave. No entanto, esse é um momento de cautela para toda a população. É preciso um esforço conjunto para conter a contaminação do covid-19”, alertou.

 
 

Repórter: Rayder Bragon 

Data: 20/03/2020

Foto: Divulgação