No Dia Mundial da Voz saiba quais cuidados tomar e como receber o atendimento fonoaudiológico em Contagem

Dia Mundial da Voz é celebrado nesta terça-feira, 16 de abril

A voz que é um importante instrumento para se comunicar quanto para trabalhar. Diversas profissões utilizam dela como instrumento de trabalho, como por exemplo, cantores, professores, atendentes de telemarketing. Mas as negligências podem acarreta alguns problemas.

A fonoaudióloga Barbara Lobo, especialista em voz, trabalha na regional Nacional. Ela orienta como evitar problemas futuros e o que fazer para tratar alguma alteração vocal. “Inicialmente é necessário um aquecimento, pois é justamente esse exercício que vai elevar a temperatura da musculatura das pregas vocais. A temperatura estando elevada, as fibras musculares deslizam mais facilmente e assim permite um melhor movimento muscular. A ação promove uma melhora na produção da voz e diminui os riscos de problemas”.

Outra dica é evitar gritar, pigarrear, falar muito alto e durante muito tempo. “Uma pessoa tem o hábito de pigarrear acaba fazendo com que as pregas vocais batam muito forte uma na outra e isso é bastante prejudicial. Quando for falar durante um longo tempo, dê pausas para que possa descansar a voz, procure falar em uma densidade normal, gritar ou sussurrar sobrecarrega a musculatura e também acarreta problemas”, destacou.

Em caso de rouquidão de mais de 15 dias seguidos é preciso procurar um otorrino, fazer exames para saber se há alterações e até fazer uma filmagem das pregas vocais e ver se tem alguma alteração já instalada. “A gente tem que preocupar com questões de rouquidão por tempo mais prolongado, principalmente os fumantes. O câncer garganta, laringe ou nas pregas vocais é mais prevalente em pessoas que fumam e eles devem ter uma atenção maior na com a voz, pois quando há alterações no tecido das pregas vocais, algumas alterações inclusive malignas, o inicio de um câncer é na voz que a gente consegue perceber os sintomas”.

Pessoas com algum tipo de alteração e que não procuram tratamento podem acabar precisando de intervenção cirúrgica. Em casos mais simples, como calos vocais, é possível tratar com exercícios passados pelo fonoaudiólogo, mas se persistir sem tratamento será necessária a cirurgia.

A prevenção é o melhor caminho para a promoção da saúde vocal. A prefeitura de Contagem, por meio da secretária de saúde disponibiliza tratamento fonoaudiológico. Os interessados devem procurar as equipes de Saúde da Família que farão os encaminhamentos necessários.

Reportagem: Camila Gonçalves (Sob supervisão de Júlio César Santos)
Data: 16/04/2019