Mulheres, servidoras da Saúde, na Corrida Mulher-Maravilha

Servidoras estão preparadas para fazer bonito na corrida

Servidoras da Secretaria de Saúde irão participar do evento, que acontece no próximo domingo (18)

Kátia, Ariane, Danielly e Aliny, como tantas outras mulheres, são heroínas anônimas do cotidiano: elas trabalham, estudam, fazem serviços domésticos e encaram uma jornada muitas vezes pesada. No dia a dia, sendo supermulheres, mas sem poder contar com superpoderes, tentam equilibrar humores, cumprimento de metas, expectativas e forças para seguir em frente. Só que, neste fim de semana, todas elas, servidoras na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vão se defrontar com um desafio no qual elas serão mais do que heroínas: elas serão mulheres-maravilha, pois irão participar da Corrida Mulher-Maravilha, que acontece na cidade no domingo (18).

O evento esportivo, um dos mais divertidos no circuito dos corredores Brasil afora, teve Contagem como a cidade mineira escolhida para sediar a prova no estado. Os percursos de 4 km e 8 km serão feitos na região da Ressaca, na avenida Severino Ballesteros. Ainda neste ano, haverá também edições da corrida, uma alusão ao filme Wonder Woman (Mulher-Maravilha), de Patty Jenkins e que conta com o patrocínio da Warner, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Corrida como prática cotidiana

Kátia Pereira Fernandes é servidora no setor de Engenharia. Ariane Silva Braga trabalha no setor Recursos Humanos. Daniely Aparecida de Jesus é gestora da Atenção Básica e Aliny Vasconcelos é gestora da Atenção Especializada. Embora suas funções laborais incluam atividades, produtos a serem entregues e objetivos diferentes, essas mulheres têm em comum, além do fato de serem “super” e de trabalharem na SMS, o gosto pela prática da corrida – todas elas contam que correm pelo menos duas vezes por semana, que já participaram de outras provas e circuitos e que o que as instiga a correr vai além da busca pela melhora estética.

E os motivos apresentados por cada uma delas para a prática da corrida, seja correndo atrás de alguma coisa ou de nada, correndo simplesmente por correr, ajudam a dar uma dimensão do que o correr pode fazer à vida de uma pessoa.

Kátia, que tem a ambiciosa meta de chegar à corrida São Silvestre, explica que corre antes de vir trabalhar e que isso lhe ajuda a lidar com o estresse da vida cotidiana. “Não é só pelo corpo, é mais para a cabeça”, diz. Ariane ressalta que além dos benefícios ligados ao tônus muscular, a corrida também é uma maneira de conhecer os próprios limites, desafiando-os: “Corrida é uma forma de conhecer o corpo e, por isso, corrida é também autoconhecimento”. Daniely associa a corrida à sensação de liberdade e felicidade, pois, para ela: “correr é uma forma de viver livre e feliz”. E Aliny, ao comentar sobre o que a motiva a correr, acaba fazendo um apanhado dos benefícios propiciados pela prática da corrida: “qualidade de vida e bem-estar”.

Atenção aos cuidados para a prática de exercícios aeróbicos

O secretário-adjunto de Saúde de Contagem, o cardiologista Luiz Fernando Avelar dos Santos, explica que fazer exercício aeróbico é muito importante para a manutenção e melhora da saúde. “Aumenta o condicionamento físico, fortalece os músculos, combate a insônia, auxilia no controle do colesterol e previne osteoporose e, além disso tudo, ainda inunda o organismo com o hormônio endorfina, responsável pelo bem-estar”, afirma o médico.

Contudo, o cardiologista lembra que é preciso tomar certos cuidados com o corpo antes de sair por aí fazendo exercício. “É importante ter atenção desde a escolha do vestuário, optando por uma roupa leve e um calçado adequado, e também fazer alongamentos leves mínimos, para evitar lesões, e as pessoas que têm histórico de hipertensão arterial e diabetes devem passar por um check-up cardiológico”, explica.

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Elivan Félix

Data: 15/03/2018