Diálogos para ampliar a inclusão de pessoas com sofrimento mental

Encontro serviu para discutir construção coletiva de uma associação e uma cooperativa

Com o objetivo de promover a troca de experiências e o diálogo sobre a criação de uma associação de usuários e futura cooperativa de geração de renda para os usuários da saúde mental de Contagem, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveu o “Encontro – Diálogos de Reabilitação Psicossocial”.

Cerca de 80 pessoas, entre usuários, familiares e profissionais da saúde mental participaram do evento, ocorrido na quarta-feira (29), em Lagoa Santa (MG). Integrantes do Grupo Cultivarte, de Contagem, e da Associação Suricato, de Belo Horizonte, ambos formados por trabalhadores, usuários e apoiadores das políticas de saúde mental estiveram reunidos no encontro.

Durante o dia, além de se divertir com atividades esportivas e lúdicas, o grupo de participantes pôde interagir em atividades de sensibilização e mobilização para a formação da associação e da cooperativa proposta. A ideia é  que essas entidades possam contribuir para a inclusão dos pacientes com histórico de sofrimento mental no mercado de trabalho e na cidade, tornando-se mais uma possibilidade de acolhimento, vínculo, convivência e produção de sentidos dessas pessoas.

before

Criação da cooperativa foi o tema central da reunião

A diretora-geral da Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Luiza Mara da Silva Lima, explica que a iniciativa da constituição dessas entidades tem como um dos pontos fundamentais o empoderamento, o fomento à autonomia e à inclusão cidadã dos usuários da saúde mental. “A ideia é partirmos de uma perspectiva mais horizontalizada, democrática e colaborativa para a concepção da cooperativa, de forma que quem usa as políticas de saúde mental também possa participar dessa construção, que deve ser feita não somente por quem faz a gestão dessas políticas. É uma construção feita por muitos”.

 

 

 

Data:01/12/2017

Repórter: Carolina Brauer

Foto: Divulgação