Dezembro Laranja: Saiba como se prevenir e identificar os sintomas do câncer de pele

O autoexame e a prevenção são o melhor caminho

Há cerca de 15 anos, Silvia Sabino Viana descobriu após consulta médica manchas escamosas avermelhadas e algumas feridas no rosto. Ela foi diagnosticada com ceratose actínica, entre outras lesões consideradas pré-cancerígenas.

Acompanhada de três em três meses pela médica dermatologista Tissiani Gomes Oliveira Batista, no Centro de Consultas Especializadas (CCE) Ressaca, Silvia Viana segue com o tratamento para cuidar da pele, passando por procedimentos cirúrgicos para a remoção e cauterização das lesões causadas pelas neoplasias, anomalia que provoca o crescimento desordenado das massas de um determinado tecido do corpo.

Sinto enorme satisfação e agradeço pelo atendimento e dedicação que recebi da doutora Tissiani durante todos esses anos. Aprendi que é muito importante cuidar da pele e se prevenir. Graças ao tratamento e as orientações dadas por ela, hoje minha doença está controlada”, destacou Silvia.

Tratamento e prevenção

Segundo Tissiani Batista, os tratamentos variam de acordo com o tipo de lesão do paciente. O autoexame e a prevenção contra o câncer de pele são os melhores caminhos. “É fundamental o uso de filtro solar (fator de proteção solar no mínimo 15), de vestimentas adequadas e de acessórios protetores (chapéu, guarda-sol e óculos escuros) para a proteção da pele contra a radiação solar. Deve-se evitar a exposição solar entre as 10h e 16h”, assegurou.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 30% de todos os tumores malignos no Brasil correspondem ao câncer de pele. A exposição intensa aos raios solares é o principal fator de risco e as pessoas com pele, olhos e cabelos claros são mais propensas aos sintomas iniciais da doença.

Sintomas

Tissiani Batista destaca ainda que as pessoas devem ficar atentas a alguns sintomas, como: feridas e/ou machucados pequenos que não cicatrizam, pintas e/ou manchas assimétricas, com bordas irregulares, com mais de uma cor e/ou diâmetro maior que 6 milímetros e verruga que cresce.

Diante dessas lesões suspeitas, a pessoa deve procurar pelo serviço de saúde para diagnóstico e, se preciso, tratamento. Quanto mais cedo diagnosticado, mais chances de cura”, ressalta a médica.

Dezembro Laranja

Neste mês é comemorado o “Dezembro Laranja”, criado em 2014 pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e que tornou-se o movimento nacional de combate ao câncer de pele. O objetivo (de) é estimular a prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

 

 

Repórter: Ágatha Dumont (sob supervisão de Lucas Santos)

Foto: Divulgação

Data: 14/12/2018