Contagem apresenta balanço das ações de prevenção e combate às arboviroses

Entre as ações expostas no encontro, estão as 30 Unidades Sentinelas distribuídas nas oito regionais da cidade

Representantes da Secretaria de Saúde de Contagem participaram, na sexta-feira (23), da uma reunião de avaliação da situação das arboviroses (Dengue, Zika vírus, Chikungunya e Febre Amarela), no território da Superintendência Regional de Saúde – Belo Horizonte (SRS-BH), órgão da Secretaria Estadual de Saúde. O encontro reuniu representantes dos 35 municípios que fazem parte da SRS-BH. As superintendências e gerências regionais de saúde têm por finalidade garantir a gestão regionalizada do Sistema Estadual de Saúde.

A reunião teve como objetivo realizar, de modo coletivo, a construção de estratégias para o enfrentamento das arboviroses, por isso, a importância da participação dos representantes dos municípios. Contagem apresentou no encontro as estratégias para combate, prevenção e tratamento das arboviroses utilizados no início deste ano. Entre as ações expostas no encontro, estão as 30 Unidades Sentinelas distribuídas nas oito regionais da cidade. Essas unidades foram preparadas para atender pacientes com suspeita de dengue, que recebiam hidratação e faziam exames para confirmar casos da doença.

A referência técnica da Atenção Básica de Saúde de Contagem, Ivana Andrade, ressaltou que a descentralização foi a chave no tratamento das arboviroses. “As unidades sentinelas, novidades no município, reforçaram o atendimento de casos de suspeita de dengue, facilitando à população a busca pelo tratamento, além de desafogar as UPAs”, explicou.

Combate e prevenção

Uma medida eficaz e novidade no município de Contagem é a colocação de armadilhas em pontos estratégicos para a contagem de ovos do mosquito, as chamadas “Ovitrampas”. Atualmente, há 517 Ovitrampas espalhadas pela cidade. O agente faz a coleta da amostragem e, instantaneamente, tabula os dados. Com base nesses dados, a Secretaria Municipal de Saúde promove ações específicas para o combate ao mosquito na região.

A estratégia mais eficaz para a prevenção das arboviroses é a educação. O Programa Saúde na Escola levou o grupo teatral Agente em Cena até as unidades de saúde, restaurantes populares e escolas. De forma lúdica e educativa, o Agente em Cena debateu a prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypti (vetor das arboviroses).

De janeiro a agosto de 2019, foram confirmados 6.432 caso de Dengue, 13 de Chikungunya e nenhum de Zika. Contagem teve um dos menores índices das doenças entre as grandes cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Repórter: Lucas Santos
Foto: Fábio Silva
Data: 27/08/2019