Ações de saúde mobilizam moradores no fim de semana

Campanhas de vacinação contra a febre amarela e de conscientização contra a hanseníase acorreram neste sábado (27)

Mais de 7 mil pessoas participaram do Dia D de combate à febre amarela no último sábado (27).  A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu campanha para vacinar a população e prevenir a propagação da doença. O objetivo foi facilitar o acesso a vacina aos trabalhadores que não têm tempo para ir aos postos de saúde durante os dias úteis. 

Foram disponibilizadas 20 mil doses da vacina, distribuídas em todas as regiões. Ao todo, 18 unidades de saúde, além de três shoppings da cidade, vacinaram os cidadãos entre 8h e 17h. A moradora de Contagem, Maria Aparecida Paranhos, 47 anos, foi tomar a vacina e ressaltou que a ação foi importante para os trabalhadores. “A campanha foi bem divulgada e foi uma oportunidade a mais para nos imunizarmos e prevenirmos o contagio”, salienta.

Também foi feita uma parceria entre a prefeitura e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que distribuiu uma senha especial para quem tomou a vacina em um dos três shoppings para fazer o recadastramento biométrico. A vacinação nos shoppings foi das 10h às 17h. 

Luciano Araújo, 42 anos, é morador de Belo Horizonte, mas, por estar em um dos shoppings, aproveitou para tomar a vacina e elogiou a ação da prefeitura. “É importante o governo municipal se preocupar com a população e disponibilizar a vacinação em pontos de grande movimento da cidade. Soube da vacinação na internet e pude aproveitar o fim de semana para me prevenir”, destaca. 

A vacinação é a maneira mais eficaz de prevenção. A febre amarela tem tratamento, porém a doença evolui rapidamente podendo levar a óbito em apenas alguns dias. Vale lembrar que os macacos não são transmissores, eles são vítimas como as pessoas e servem como alerta para a população. Quem ainda não tomou a vacina pode procurar uma unidade de saúde mais próxima de segunda a sexta-feira das 8h às 16h.

Biometria

O eleitor contagense que não fizer o recadastramento biométrico obrigatório até o dia 9 de fevereiro, data final, terá o título cancelado e sofrerá outras sanções. Para fazer o cadastro biométrico, o eleitor deverá levar um documento oficial com foto ou certidão de nascimento ou de casamento e comprovante de endereço recente.

beforePrefeitura conscientizou população sobre a hanseníase

   Hanseníase

No domingo (28), foi o Dia Mundial da Luta Contra a Hanseníase e para conscientizar a população, quem se vacinou contra a febre amarela em uma das 8 unidades de saúde, no sábado (27), recebeu orientações sobre a doença que é endêmica no Brasil. 

A Médica da Família, Denise Costa, explica que a hanseníase é uma doença infectocontagiosa, de evolução lenta, manifestada por manchas na pele e dor nos nervos dos braços, mãos e pernas, com potencial incapacitante. A doença é transmitida pelas vias aéreas superiores, por meio de contato direto e prolongado com o doente sem tratamento. “O tratamento é demorado, mas o paciente precisa segui-lo até o fim para se curar. É importante conscientizar as pessoas porque alguns pacientes não fazem o tratamento por vergonha e por não saberem identificar os sintomas”, afirma.

Em Minas Gerais, são notificados cerca de 1.300 casos novos a cada ano. Em 2016, foram 1.106 novos casos, distribuídos por todo o Estado, com maior atenção nas divisas de Minas Gerais com os estados do Espírito Santo, Bahia e Goiás.

 

Repórter: Nayara Vianna

Foto: Adelcio R Barbosa

Data: 29/01/2018