Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
Controladoria Geral do Município
Estrutura
 
Diretoria de Auditorias Especiais e Gestão de Risco

Praça   Presidente Tancredo Neves, 200 -  Bairro:  Camilo Alves -  CEP:  32.017-900

Horário de funcionamento: 8h às 17h
 
Telefone: 3352-5089 ou 3398-2177
 
Atribuições:

Compete à Diretoria de Auditorias Especiais e Gestão de Risco

I - planejar e coordenar os trabalhos de auditoria em ações estratégicas programadas no âmbito dos órgãos e entidades do Poder Executivo;

II - realizar trabalhos de auditorias especiais, decorrentes de denúncias encaminhadas a CGM e de atos ou fatos divulgados ou denunciados como ilícitos praticados por agentes públicos ou privados na utilização de recursos públicos municipais ou sob a gestão do município;

III - articular-se com a Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e demais gestores públicos para implementação da política de gestão de riscos no município;

IV - definir, instituir, revisar, disseminar e atualizar a Auditoria Baseada em Risco - ABR, a partir da política de gestão de risco adotada pelos gestores municipais;

V - analisar e manifestar, expressamente, acerca de proposições de ações e/ou de alterações na política auditoria de risco;

VI - atuar na construção e implantação de sistema de inteligência da informação dos programas e ações de auditoria e controle interno;

VII - elaborar diagnóstico demonstrando o perfil dos trabalhos de auditoria e tomadas de contas especiais no município, visando identificar pontos de auditoria e de controle;

VIIII - subsidiar a Auditoria-geral na elaboração do planejamento anual das ações a serem desenvolvidas pelo órgão central e pelas Unidades de Controle Interno do Sistema Municipal de Controle Interno;

IX - orientar as unidades de auditoria quanto às normas, técnicas e métodos de auditoria a serem utilizados na execução dos trabalhos, de acordo com roteiros, manuais e lista de verificação, previamente desenvolvidos em conjunto com as demais Diretorias da Auditoria-geral do município;

X - acompanhar e avaliar as atividades desenvolvidas pelas gerencias de auditoria, mediante supervisão técnica;

XI - acompanhar e atuar nos processos cujas matérias envolvidas sejam de relevância para administração pública;

XII - exercer outras atividades correlatas.

Parágrafo único. Consideram-se de relevância, para os fins do disposto neste artigo, as matérias:

a) comuns aos órgãos e entidades;

b) cuja aplicação de recursos orçamentários seja representativa em relação ao total de recursos do orçamento anual do órgão ou entidade;

c) a serem auditadas apresente maior complexidade técnica;

d) que tenham potencial para redução de custos e mitigação de riscos;

e) que apresentem indícios de fragilidade quanto à efetividade da entrega de bens e serviços; e

 

f) que apresentem fragilidades quanto aos mecanismos de controle.