Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Obras de drenagem no Colonial terminam em fevereiro

Intervenção vai evitar alagamentos, resolvendo um problema antigo da região

Geraldo Tadeu

Atualmente estão sendo feitas recomposição do asfalto e instalações de meio-fio e passeio em trechos das ruas das Palmeiras e dos Jabotás

Prestes a ser finalizada, a obra de drenagem e desassoreamento do córrego Lagoa, no bairro Colonial, deverá ser concluída e entregue à população na primeira quinzena de fevereiro de 2018. A obra, uma reivindicação antiga dos moradores da região, promete por fim aos alagamentos que ocorriam em trechos das ruas das Palmeiras e dos Jabotás, deixando-as intransitáveis principalmente no período chuvoso.

“A situação era caótica antes da obra”, relembrou o comerciante Alcides Pereira, proprietário de um bar na rua das Palmeiras há 15 anos. Segundo Alcides, os alagamentos eram constantes e traziam muitos transtornos. “Muitos carros já estragaram. Também já tivemos que socorrer mulheres e crianças. Enfim, ficávamos ilhados”,  contou. 

Satisfeito, o comerciante disse que, pela primeira vez, um prefeito olhou para a sua região. “Esse era um problema antigo, pedimos para várias gestões, mas somente nesta fomos atendidos. Tenho certeza que não só eu, como todos do bairro estão felizes com a intervenção”, avaliou. 

Execução

A obra de drenagem e desassoreamento do córrego Lagoa, orçada em cerca de R$ 450 mil, foi iniciada em setembro do ano passado. Trata-se de uma obra complexa, executada em seis etapas com recursos próprios do município. 

Na primeira etapa, foram feitos estudos hidrológicos e hidráulicos para avaliar pontos críticos e prever o dimensionamento das intervenções. Na segunda, foi necessário fazer a limpeza e  o desassoreamento do córrego, afetado pelo lançamento indiscriminado de resíduos sólidos, esgoto e ligações clandestinas. 

Na terceira foi feita a transposição do "talvegue"- linha de maior profundidade no leito de um rio - a partir da rua das Palmeiras até o desemboque na lagoa do Corpo de Bombeiros. Em seguida, foram executadas intervenções no vertedouro da barragem do Corpo de Bombeiros que corresponderam à quarta etapa. 

Na quinta, foi construída uma bacia de detenção de cheias, em uma área de 30.000 metros quadrados e, na sexta e última etapa, estão sendo feitas recomposição do asfalto e instalações de meio-fio e passeio em trechos das ruas das Palmeiras e dos Jabotás, por onde passa o córrego. Essa última etapa está em fase de conclusão. 

De acordo com o administrador Regional Sede, Welerson Moraes, as ruas beneficiadas pela obra são importantes vias de ligação, com considerável fluxo de veículos e pedestres. “De acordo com os engenheiros responsáveis, a intervenção aumentará a capacidade de escoamento dez vezes mais em relação ao sistema que existia. Espero que não hajam mais transtornos e que a população usufrua do seu direito de ir e vir, com segurança”, destacou. 

   

REPÓRTER: Carol Cunha    FOTO CRÉDITO: Geraldo Tadeu   

PUBLICAÇÃO: 29/01/2018 16:27:12

Obras de drenagem no bairro Colonial