Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Regiões da cidade ganham postos para cadastro de biometria

O recadastramento biométrico em Contagem é obrigatório e vai até 9 de fevereiro

Elaine Castro

Postos atenderão á população em diversos pontos da cidade facilitando o acesso

Graças a uma parceria entre a Prefeitura de Contagem e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE),  por meio de seu cartório eleitoral na cidade, ficou mais fácil de fazer o recadastramento biométrico que, em Contagem, é obrigatório. Postos de atendimento estão sendo montados nas Regionais do município, o que vai facilitar o acesso da população ao serviço. 

Desde do último dia 11, por exemplo, um novo posto está funcionando dentro da Administração Regional Nacional o que facilitou aos moradores, da região do Nacional e do Ressaca, regularizarem a situação junto ao órgão eleitoral. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 h, à Rua Santa Maria, 1.076, bairro Pedra Azul. 

No próximo dia 24 de julho será montado um outro posto do TRE/Contagem na Regional Riacho para facilitar o acesso à biometria aos moradores desta e da região Industrial A maioria dos 25 estagiários que estão atuando nos postos de biometria são do banco de dados da Prefeitura. 

Na regional Nacional o posto está atendendo cerca de 300 pessoas por dia. Nestes postos não há como agendar. O agendamento é feito pelo telefone 148 e pelo sítio do TRE (http://www.tre-mg.jus.br/eleitor/agendamento) somente para quem quiser ser atendido no posto sede do TRE do Eldorado.

Ônibus no Big Shopping e posto na Câmara Municipal

O eleitor de Contagem continua tendo a seu dispor o posto sede do Cartório no Eldorado que fica à Avenida João César de Oliveira, 1.434. Permanece também o Ônibus “TRE Aqui” no estacionamento do Big Shopping, de 10 às 18h, de segunda a sexta-feira, à Avenida João César de Oliveira, 1.275, bairro Eldorado. Para atender moradores da região Sede, Vargem das Flores e Petrolândia, foi também montado um posto dentro da Câmara Municipal. 

before

Comparecimento têm sido muito significativo na regional

 Moradores comemoram

Os moradores na região Nacional foram unânimes em opinar que a criação do posto pela Prefeitura e TRE veio facilitar muito o acesso à biometria. É o caso de Marli Miranda de Oliveira, moradora do bairro Tijuca. “Achei ótimo, facilitou muito para vir aqui, pois para ir ao Eldorado, fica difícil. Ônibus para lá é raro”, disse dona Marli que tem 3 filhos moradores da região e três netos, um deles com a idade de retirar o título de eleitor.

Segundo o diretor do Foro Eleitoral de Contagem, Luiz Cláudio, estes eleitores são os que menos procuraram o polo de atendimento que fica no Eldorado, comparando-se com eleitores da Região Várzea das Flores, por exemplo. Hoje Contagem tem 456.872 mil eleitores cadastrados no TRE, desses apenas 29.75% deste número fez a biometria, um processo iniciado em setembro de 2015 e segue até fevereiro de 2018, quando o antigo título eleitoral será cancelado. 

Segundo o chefe da Zona Eleitoral 313 (Nacional e Ressaca) José Antônio Soares, esta é a maior zona eleitoral de Contagem. Apenas 13.900 dos eleitores vinculados a 313 realizaram a biometria até maio deste ano, ou seja, 15% do eleitorado cadastrado. “Com o posto montado aqui na Regional, vamos ampliar rapidamente este número”, prevê José Antônio.  

Também a administradora Regional Nacional, Leandra Ferreira, disse que muitos moradores dos bairros Xangrilá, Recanto da Pampulha e Tijuca que votavam em Belo Horizonte estão transferindo o título para Contagem, aproveitando o posto no prédio da Regional, por causa da facilidade agora. Eles têm mais ônibus para a Capital do que para o Eldorado ou Sede de Contagem, por isto votavam lá. Segundo ela, a Nacional tem 43 bairros e a Ressaca tem 52 bairros.

Documentos 

O processo da biometria coleta as digitais e fotografias do eleitor e a foto em preto e branco fica no sistema do TRE. A identificação biométrica, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tem o objetivo de elevar a segurança no processo eleitoral, evitando-se fraudes num processo que já considerado seguro, uma vez que uma digital só pode ser utilizada para identificar uma digital.

O cidadão deve procurar o posto tendo em mãos um documento de identidade com foto, ou certidão de nascimento ou casamento e um comprovante de residência. São oferecidos os serviços de cadastramento biométrico, retirada do título, transferência de zona, regularização da inscrição, emissão de segunda via e alteração de dados do título. As penalidades para quem não realizar a biometria é que o eleitor fica impossibilitado de votar em 2018, não poderá retirar passaporte, realizar concurso público, matricular-se em universidade pública, etc.

São gastos cerca de 10 minutos para fazer a biometria que ocorre após a entrega de uma senha a todos e a triagem que prioriza os atendimentos. Quem estiver impossibilitado de comparecer ao cadastramento, mesmo os idosos, deve enviar um representante com procuração registrada em cartório e um atestado médico, se for o caso, para requerer a certidão de quitação do título por prazo indeterminado.

 

   

REPÓRTER: Noeme Ramos   FOTO CRÉDITO: Elaine Castro   

PUBLICAÇÃO: 14/07/2017 14:18:41