Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Viabilidade da ampliação do metrô é apontada há 12 anos

Diante dos benefícios para Contagem e municípios vizinhos, prefeito Alex de Freitas se empenha para tirar o projeto do papel

Reprodução da Proposta Intervenção/PMC

Além da ampliação do metrô, serão construídos uma rodoviária e um terminal de ônibus metropolitano, ligados por passarela

Entre a estação do metrô Eldorado e o pátio de manutenção dos trens há 1,5 quilômetros de linha férrea. Portanto, para que o meio de transporte seja ampliado em Contagem, com a construção de uma estação no Novo Eldorado, basta fazer algumas atualizações nesta parte da ferrovia. Há, inclusive, desde o início de 2016, projeto executivo apontando o custo da obra: R$ 157,7 milhões.

 Diante da viabilidade de execução, o prefeito Alex de Freitas se debruçou sobre a proposta de expansão do metrô na cidade tão logo iniciou sua gestão, em janeiro. E nesta semana deu mais um importante passo em audiência com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, que autorizou a abertura dos processos formais para que o município obtenha o financiamento público dos R$ 157,7 milhões junto à Caixa Econômica Federal.

“Ao tomar posse, descobri que era o metro quadrado de metrô mais barato do Brasil, isso no coração de Contagem. Apesar de a ampliação parecer pouca, interfere diretamente no maior eixo comercial da cidade, a avenida João César de Oliveira. Além disso, leva desenvolvimento, gera mais emprego e garante à população um transporte mais seguro, confortável e pontual. O interesse, na verdade, é metropolitano, de Belo Horizonte, Betim, Juatuba, Mateus Leme e outros municípios vizinhos”, destaca Alex.

 O assessor técnico da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem (Transcon), Hermiton Quirino, explica quais as intervenções são necessárias para que o metrô chegue ao Novo Eldorado. “Tem que fazer uma atualização da linha. Os trens passam por ela sem passageiros, a caminho do pátio de manutenção. Então, será preciso trocar todos os dormentes e instalar a sinalização, permitindo que os trens com passageiros andem com maior velocidade, além da atualização da central elétrica do trecho”.

A estação do Novo Eldorado será construída onde atualmente funciona o pátio de manutenção do metrô. Segundo Quirino, a proposta de utilizar a estrutura atual para ampliar o meio de transporte em Contagem é debatida pelo município há mais de uma década. Em 11 meses de gestão, ela está sendo tirada do papel por Alex de Freitas.

 “Movimento esse projeto há 12 anos. Ele foi e voltou várias vezes (para análise do governo federal). Sempre foi inviabilizado por um desarranjo político ou econômico. Agora, a prefeitura está sendo arrojada. Todos os governos solicitaram dinheiro público a fundo perdido para o metrô. Desta vez, está sendo feito um financiamento pelo município”, ressalta o técnico da Transcon.

before

O pátio de manutenção de trens dará lugar a uma nova estação

 Requalificação urbana

 Ele destaca que o metrô faz parte de um projeto mais amplo de mobilidade para atender 30 mil usuários por dia. “Além da estação do metrô, haverá um terminal rodoviário metropolitano no final da rua Portugal e uma estação de ônibus para acesso à avenida João César de Oliveira, que leva ao Eldorado. Os três equipamentos serão interligados por passarela. A pessoa poderá sair do terminal de ônibus, entrar no metrô, na rodoviária, acessar o (bairro) Água Branca. Então, será o principal ramo de conexão do sistema de mobilidade de Contagem”.

 Será implantado um bulevar na rua Portugal, com ciclovia. “Será a requalificação do centro comercial de Contagem”, aponta Quirino. Segundo ele, para as demais intervenções (excluindo a ampliação do metrô), o município vai investir R$ 53 milhões por meio de concessão ou parceria público-privada (PPP).

 

   

REPÓRTER: Ernesto Braga   FOTO CRÉDITO: Reprodução da Proposta Intervenção/PMC   

PUBLICAÇÃO: 09/11/2017 14:01:21