Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Após denúncia, Guarda Civil combate o tráfico de aves silvestres

Foram apreendidos no Centro de Contagem pássaros com sinais de maus tratos

Divulgação

A Guarda Civil chegou ao local após denúncia anônima

Após denúncia à Central da Guarda Civil sobre comércio e criatório irregular de pássaros silvestres no Centro de Contagem, uma equipe de Policiamento Ambiental encontrou no local 49 aves (trinca ferro, assanhaços, coleiro, pretinho, pintassilgo, tico-tico e sabiá), no último sábado (11). Elas apresentavam sinais de maus tratos.

Também foi encontrado um canário-da-terra com anilha adulterada. Os pássaros estavam sendo criados e vendidos de forma irregular, o que configura tráfico de animais silvestres em Contagem.

Foram necessárias três viaturas para o transporte dos animais apreendidos, que foram levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas). Cinco homens foram presos em flagrante e encaminhados à delegacia.

before

Foram apreendidos 50 pássaros que seriam vítimas do tráfico

Não deixe de denunciar

A Guarda Civil de Contagem está intensificando o patrulhamento para coibir crimes ambientais e pede a população para denunciar qualquer irregularidade ligando para o número 153. O tráfico de animais silvestres é uma modalidade de comércio ilegal crescente. Representa a terceira maior atividade ilícita, atrás apenas do tráfico de drogas e de armas.

De acordo com a Lei de Crimes Ambientais, matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécies da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória sem a devida permissão, licença ou autorização, ou em desacordo com ela, pode pegar de seis meses a um ano de detenção, além de multa. O valor da multa pode chegar a R$ 500,00 por animal, mais agravantes.

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Defesa Social (Grupamento de Policiamento Ambiental da Guarda Civil) e em conjunto com fiscais de meio ambiente, registrou em 2017 mais de cem apreensões de animais silvestres.

   

REPÓRTER: Leonardo Moreira Rocha   FOTO CRÉDITO: Divulgação   

PUBLICAÇÃO: 13/11/2017 16:05:28