Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Contagem é destaque na geração de empregos em 2017

Após ocupar a 109ª posição em ranking composto por 110 municípios, a cidade passou a ocupar a 4ª colocação

Ricardo Lima

Após um ano desempregada, Eunice conseguiu uma vaga por meio do Sine

Eunice Helena, 46 anos, está a um ano desempregada. Este era o perfil da assistente Administrativa até o último mês, porque uma nova oportunidade lhe foi dada. O currículo de Eunice foi disponibilizado pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine) e após entrevista, foi contratada por uma rede de supermercados de Contagem. “Os últimos 12 meses foram difíceis e complicados. Passei por entrevistas em vários locais, mas não era chamada. Após saber das oportunidades oferecidas pelo Sine me candidatei para uma das vagas e passei no processo seletivo. O Sine foi fundamental para minha conquista, e hoje me sinto muito feliz por estar empregada novamente”, comemorou. 

O caso de Eunice integra o saldo positivo de empregos com carteira assinada até outubro de 2017, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho, foram 6.445 admissões de janeiro a outubro, acumulando o saldo de 842 em  outubro.

Em um ranking do acumulado de 2017, de janeiro a outubro, comparando com o acumulado de 2016, nota-se uma recuperação do município na geração de postos de trabalho. Dos 110 municípios mineiros pesquisados, em 2016, Contagem ocupava a 109ª posição, sendo o penúltimo da lista em saldo negativo, apresentando um déficit de -7.007 empregos. Já em 2017, até outubro, período considerado por ser o último dado disponível nos registros do Ministério do Trabalho, o município aparece na 4ª posição apresentando um saldo positivo de  1.270 empregos, em relação ao período considerado (janeiro a outubro de 2017). 

O grande responsável pelo desempenho de Contagem neste ano foi o setor de serviços que admitiu 22.995 trabalhadores, seguido pelos setores do comércio e o da indústria. Um destaque neste período é o saldo positivo de 173 empregos no setor da construção civil, sinalizando uma melhora nos números de admissões. Considerando o mesmo período de 2016, o saldo era de -38, ou seja, mais desligamentos que admissões. No país, o principal responsável pela criação de empregos também foi o setor serviços, com saldo de 133.799 admissões. 

Comparando com os demais municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) Contagem ocupa o primeiro lugar no ranking com maior saldo positivo de postos de trabalhos gerados.  De janeiro a outubro de 2017, Belo Horizonte alcançou o saldo de 824, Betim 79 e Contagem 842. 

Importante lembrar que existem apenas 110 cidades na lista, porque o Caged só publica os dados para os municípios com mais de 30 mil habitantes, tomando como base os dados do último Censo do IBGE em 2010. 

Segundo o secretário Municipal de Trabalho e Geração de Renda, Fredim Carneiro, devido aos esforços feitos pela administração municipal, com ações que visam desburocratizar os processos, atrair e manter empresas em Contagem os resultados começam a  aparecer, confirmando que a gestão está no caminho certo para a construção de uma cidade com mais postos de trabalho. “Vamos continuar buscando parcerias com empresas, promovendo capacitação por meio dos cursos oferecidos no Centro de Formação de Aprendizes e Trabalhadores e criando medidas para que cada vez mais os cidadãos tenham mais oportunidades de trabalho”, salientou Carneiro. 

   

REPÓRTER: Stella Santiago   FOTO CRÉDITO: Ricardo Lima    

PUBLICAÇÃO: 04/12/2017 18:21:49