Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Controladoria visita Estado referência no combate à corrupção

Controlador-geral visitou órgão de controle interno do Espírito Santo a fim de aprimorar trabalho desenvolvido em Contagem

Divulgação

Prefeitura vem se organizando para a execução dos Processos Administrativos de Responsabilização

Uma das maiores ameaças à promoção da justiça social e a construção de um país moderno e eficiente é a corrupção. Essa questão, que aflige milhares de brasileiros, vem sendo combatida de forma transparente em Contagem.  Para aprimorar as ações na cidade, o controlador-geral do Município, Weber Dias Oliveira, acompanhado do Analista de Controle Interno, Marcelo Martins da Silva e da Assistente Jurídica Gabriella Soares, visitaram, nos dias 22 e 23 de novembro, Secretaria de Estado de Controle e Transparência e Subsecretaria de Estado de Integridade Governamental e Empresarial do Espírito Santo – órgão público referência no combate à corrupção. 

A Lei Anticorrupção (Lei Federal nº12.846/13) foi promulgada em 2014, mas em Contagem ela só foi regulamentada em dezembro de 2016 pelo Decreto nº 1.085/2016. Desde então a prefeitura vem se organizando para a execução dos Processos Administrativos de Responsabilização relativos ao município e a visita  à Secretaria de Estado de Controle e Transparência do Espírito Santo foi mais uma etapa nesse processo que pretende dar a Contagem o pioneirismo no combate a corrupção em Minas Gerais.  

 “Fomos conhecer os instrumentos de investigações que eles utilizam, além de analisar processos já concluídos. Apesar de ser um pouco diferente, entre estado e município,  a visita foi  proveitosa . Esse encontro vai nos subsidiar para que coloquemos em prática no próximo ano, definitivamente, a lei anticorrupção em Contagem”, disse o controlador-geral Weber Dias Oliveira.  

Contagem é o 3º Município em Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais e o 27º do Brasil. Possui Controle Interno desde 2005, quando o órgão foi estruturado enquanto Controladoria-Geral.

Referência 

O Espírito Santo foi o primeiro Estado a aplicar a Lei Anticorrupção (Lei Federal nº12.846/13). Desde que a lei entrou em vigor, em 2014, foram abertos 37 processos, com 13 condenações, em um total de 15 empresas punidas e mais de R$ 3 milhões em multas.

 

   

REPÓRTER: Daniel Paiva    FOTO CRÉDITO: Divulgação    

PUBLICAÇÃO: 01/12/2017 16:47:15